24/11/17 - 05:40:57

Funcaju realiza entrega do primeiro Prêmio Mário Jorge de Poesia

A noite desta quinta-feira, 23, foi de solenidade no Centro Cultural de Aracaju. A Prefeitura de Aracaju e a Fundação Cultural Cidade de Aracaju (Funcaju) realizaram a entrega do 1º Prêmio Mário Jorge de Poesia. Cerca de 50 poesias foram inscritas e 10 poetas foram premiados com o Troféu Pássaro Azul e um certificado.

“Um prêmio que ao mesmo tempo que incentiva a produção de poesias e o surgimento de novos poetas em Aracaju, também homenageia um poeta de um talento incomum como Mário Jorge. Sem dúvida a quantidade de poesias inscritas reflete o sucesso desta primeira edição e que venham muito mais por aí”, comemora o presidente da Funcaju, Silvio Santos.

A entrega do prêmio no dia 23 de novembro possui um significado especial. É a data de aniversário do poeta Mário Jorge de Menezes Vieira, considerado um dos maiores poetas contemporâneos e um dos maiores ícones da poesia sergipana. O prêmio é um reconhecimento à obra do poeta e a criação de um espaço para incentivar e fomentar a arte da poesia entre os aracajuanos.

“Poder homenagear um poeta que foi um ícone de sua geração e que é respeitado e estudado em vários estados brasileiros e universidades importantes, é motivo de muita alegria e orgulho para nós. Desta forma incentivamos a memória e isso faz com que gerações futuras conheçam e apreciem a obra de Mário Jorge através da produção de novos poetas que tem contribuído e produzido poesia e arte para que a gente tenha um ambiente literário cada vez mais rico”, destaca o diretor de arte e cultura da Funcaju, Nino Karvan.

A deputada Ana Lúcia Vieira, irmã do poeta Mário Jorge, compareceu a solenidade e foi uma das responsáveis pela entrega dos troféus.“Este prêmio representa cada dia mais a consolidação da imagem e da contribuição de Mário Jorge para a literatura sergipana. É de extrema importância para nós familiares a retomada deste concurso. Uma homenagem bastante merecida”, ressalta a deputada.

As poesias foram avaliadas por uma comissão julgadora formada pelos jornalistas Ilma Fontes e André Teixeira e pelo poeta e advogado Luiz Eduardo Oliva. Eles selecionaram as dez vencedoras do prêmio e, além dos dez premiados, foi dada uma menção honrosa ao jornalista mineiro Hélvio de Lima. Todas as obras inscritas passarão a fazer parte do acervo da Biblioteca Pública Municipal Mário Cabral. “A ideia do prêmio é para que a memória de Mário Jorge esteja sempre circulando entre as novas gerações. Um trabalho de memória para que as pessoas conheçam e leiam a obra de Mário Jorge. O prêmio estimula a ler e inspirados na obra, escrever. Tivemos um bom número de inscritos e isso só mostra a força da poesia sergipana”, analisa a jornalista e idealizadora Ilma Fontes.

Fã do poeta Mário Jorge, o jornalista Ivo Jeremias foi um dos vencedores do prêmio e ficou bastante satisfeito.“Sempre fui um fã de Mário Jorge e acho que nesse momento atual, a poesia e o pensamento de Mário Jorge é bem relevante. Falar deste poeta agora é muito importante não só para propagar a consciência social dele como para também estimular este pensamento. O fato de levar adiante a poesia e obra de Mário Jorge é mais importante do que receber qualquer título”, observa o jornalista.

Confira a lista dos 10 vencedores do 1º Prêmio Mário Jorge de Poesia:

– Hugo Araújo de Oliveira

– Jonald Nascimento Melo

– Rai Thales da Silva Gomes

– Artur Alves Farias Júnior

– Estácio Bahia Guimarães

– Pedro Henrique Vila Nova

– Ivo Jeremias Barros de Brito

– Alef de Souza Fontes

– Felipe da Silva Nunes

– Laércio Santos da Silva

Um poeta à frente de seu tempo

Mário Jorge de Menezes Vieira nasceu em Aracaju no dia 23 de novembro de 1946 e faleceu em janeiro de 1973 em um acidente automobilístico. Foi militante do movimento estudantil na década de 60, durante o período da Ditadura Militar no Brasil. Em 1968, publicou o seu primeiro e único livro, com o título de Revolução.

Além desse livro, o poeta também publicou poemas e artigos em jornais e revistas de Sergipe, foi editor de jornal, produtor de filmes, colaborou em peças de teatro e participou de festivais de música. Em sua produção literária, nota-se a influência das poesias de vanguarda onde se destaca a poesia concretista, práxis, social e marginal, além de influências da tropicália.

O contexto dos poemas de Mário Jorge retrata temas semelhantes ao futurismo com um caráter de denúncia social como os problemas durante o Regime Militar no Brasil e a influência de protestos hippies como os do período da Guerra do Vietnã.

Foto: Edinah Mary