24/11/17 - 16:34:49

GESTÃO DE EDVALDO NÃO É TRANSPARENTE, AFIRMA VEREADORA

Após a votação na Câmara Municipal de Aracaju (CMA) que aprovou a liberação para a Prefeitura Municipal de Aracaju (PMA) contrair um empréstimo de R$ 100 mi junto à Caixa, colocando ainda o Fundo de Participação dos Municípios (FPM) como garantia, a vereadora Kitty Lima (REDE) criticou duramente a gestão de Edvaldo Nogueira devido a falta de transparência do projeto.

De acordo com a vereadora, que se absteve da votação, durante a tramitação do projeto foi aprovado pelo plenário da Casa o convite ao secretário de Finanças de Aracaju, Jefferson Passos, para que ele comparecesse a CMA para esclarecer os questionamentos dos parlamentares sobre o pedido do Executivo à Casa.

“Eu queria que Jefferson Passos explicasse para aos vereadores todos os pontos que envolvem esse empréstimo, principalmente no que se refere às condições do município em arcar com as consequências desse crédito, como o pagamento das parcelas, juros que serão cobrados e as garantias que serão dadas ao banco de que esse débito será quitado. Infelizmente o secretário não respondeu e nem deu as caras por aqui. Essa postura só reforça o que eu já venho dizendo há algum tempo, a gestão de Edvaldo Nogueira não é transparente”, disse Kitty.

No entanto, a vereadora revelou ainda que Jefferson Passos esteve reunido com os vereadores da base de apoio do prefeito para tratar sobre questões relacionadas ao projeto, excluindo de forma categórica os demais parlamentares da Câmara Municipal de Aracaju de um debate tão importante para o município e para a população.

“A Comissão de Finanças chegou a convidar todos os vereadores para uma reunião com o secretário de Finanças, mas mudaram o horário do encontro de última hora, chocando com uma sessão especial onde muitos de nós participávamos. Foi uma forma antidemocrática de se fazer essa mudança. Por que não fizeram essa reunião em plenário?”, lembrou Kitty.

A vereadora lamentou ainda o fato do projeto ter sido colocado em pauta “de última hora. O mais impressionante nessa história toda é que nos empurraram um projeto para ser votado de sem nenhuma discussão. A gente sequer teve apresentado um estudo de impacto, isso não está certo”.

Sobre seu posicionamento quanto a abstenção na votação do projeto, Kitty explicou que “mantive a minha coerência e o posicionamento que vinha seguindo desde a primeira votação do projeto por entender que ele não nos dava garantia nenhuma. Faltou informação e transparência. Sou a favor de que as obras aconteçam, Aracaju precisa delas porque são fundamentais para o municípios, mas não posso aprovar um projeto que foi apresentado de forma tão insegura como foi feito. Jefferson Passos desprezou a chance que a prefeitura tinha para demonstrar à população que este projeto não vai prejudicar as finanças da prefeitura nem a vida dos aracajuanos”.

“Volto a afirmar que a falta de transparência da gestão de Edvaldo Nogueira é gritante. Sempre mantive um relacionamento muito aberto e franco com o prefeito, mas infelizmente sua administração não está agindo de forma recíproca comigo e nem com a população”, lamentou Kitty.

Por Felipe Maceió