29/11/17 - 08:14:03

Diálogo flácido

Com o Legislativo a caminho do recesso parlamentar e o Executivo enfrentando uma profunda crise financeira, a classe política se encarrega de alimentar a imprensa com fofocas e informações desencontradas sobre as eleições gerais de 2018. As assessorias dos pré-candidatos se esforçam para mantê-los presentes na mídia, enquanto os adversários destes “plantam” notinhas visando desgastá-los. Vai ser assim até bem depois do Carnaval, quando os partidos chamarão o feito à ordem e começarão, de verdade, a discutir as prováveis candidaturas majoritárias e as possíveis coligações. Até lá, tudo que se diga ou escreva não passa de lorota ou, como dizia um intelectual sergipano, de “diálogo flácido para acalentar bovino”.

Não quer conversa

O DEM sergipano conversa sobre alianças com a maioria dos partidos, mas faz restrição ao PT. Segundo Ana Alves, presidente do DEM no estado, o partido dela pode tratar sobre coligação até como o PMDB, desde que este se afaste dos petistas. Resta saber se o PT tem interesse em conversar sobre qualquer coisa com o DEM de Aminha. Aff, Maria!

Freio de arrumação

A executiva nacional do DEM dissolveu, ontem, seus diretórios estaduais e convocou uma assembleia extraordinária da legenda para o próximo dia 14. A medida visa acomodar novos deputados filiados, que também querem espaço nos diretórios. Em Sergipe, o DEM deve continuar sob o comando da família Alves.

Bem na fita

Aracaju é a melhor cidade brasileira para se abrir uma empresa. Essa constatação é do Índice de Cidades Empreendedoras 2017, elaborado pela Endeavor Brasil. Para eleger Aracaju a campeã em condições burocráticas para empreender, a Endeavor considerou o tempo de abertura de empresas na Junta Comercial e a integração de órgãos envolvidos nos procedimentos para a legalização do negócio. Muito bom!

Reação tucana

E quem não gostou de ser chamado de inexperiente foi senador Eduardo Amorim (PSDB). Na réplica ao vice-governador Belivaldo Chagas (PMDB), o tucano disse estar preparado para administrar Sergipe: “Com a experiência que diz ter, por que ele, como vice, não orientou Marcelo Déda e Jackson Barreto? Por que não ajudou o estado a sair da crise, evitando que entrasse neste colapso total?”. Misericórdia!

Tempo quente

O presidente do Tribunal de Contas de Sergipe, Clóvis Barbosa, e o conselheiro Ulices Andrade entraram novamente em rota de colisão. A briga ocorreu após Clóvis ter acusado os demais conselheiros de anularem uma licitação de R$ 7 milhões, para contratar outra empresa por R$ 11 milhões. Segundo Ulices, a concorrência foi anulada porque a coordenadoria jurídica do TCE detectou irregularidades. Homem, vôte!

Sem novidade

Veja o que publica hoje o Jornal da Cidade: “Não faz sentido todo esse enxame sobre o apoio do PSD à pré-candidatura de Belivaldo Chagas (PMDB) ao governo de Sergipe. Aliado fiel do governador Jackson Barreto (PMDB), o PSD do deputado federal Fábio Mitidieri estará com o candidato de JB. Seja ele quem for. Vale lembrar que, ano passado, os pessedistas chegaram a anunciar apoio ao deputado Valadares Filho (PSB), na disputa pela Prefeitura de Aracaju, tendo recuado depois”. É vero!

Ingratidão

O adágio popular “rei morto, rei posto” cabe como uma luva para o deputado federal André Moura (PSC), líder deste governo temerário. Pois não é que o moço nunca fez uma visitinha ao amigo do peito e ex-deputado Eduardo Cunha, preso há oito meses. Será que, após o Supremo Tribunal Federal ter decidido manter o ex-parlamentar engaiolado, André criará coragem e vai visitá-lo na Papuda? Marminino!

Cobrança irregular

O deputado estadual Venâncio Fonseca (PP) diz ser irregular a Universidade Tiradentes, supermercados e shoppings de Aracaju cobrarem estacionamento. Segundo ele, além de ilegal, esta cobrança representa uma bitributação, pois o valor do estacionamento vem embutido na mensalidade e nos preços das mercadorias: “É um falta de respeito. É meter a mão no bolso do contribuinte”, protestou Fonseca. Certíssimo!

Vai à reeleição

Não passa pela cabeça do deputado federal Laércio Oliveira (SD) disputar uma das duas vagas para o Senado. “Meu projeto é tentar a reeleição para continuar o trabalho que venho fazendo na Câmara”, disse. O parlamentar voltou a defender a candidatura do governador Jackson Barreto (PMDB) ao Senado: “Ele tem um papel importante para o nosso grupo, além de ser um nome muito forte politicamente”. Então, tá!

Recorte de jornal

11

Publicado no jornal Folha de Sergipe, em 19 de novembro de 1895.

Resumo dos Jornais