01/12/17 - 15:01:43

Crianças e Adolescentes dos Abrigos da Seidh participam do Natal da Solidariedade

A Secretaria de Estado da Inclusão e Assistência Social (Seidh) participou do Natal da Solidariedade, promovido pelo Ministério Público Estadual, através do Centro de Apoio Operacional da Infância e Adolescência (CAOPIA), no último dia 30 de novembro. O espírito de amor, alegria e cidadania tomou conta do Iate Clube de Aracaju, que recebeu mais de 300 crianças atendidas por 35 unidades de acolhimento de Sergipe, entre elas, os Abrigos Estaduais Regionais de Carmópolis e Frei Paulo, mantidos pelo Governo do Estado, através da Seidh.

Para o secretário Zezinho Sobral, a ação do MPE é extraordinária e muito especial porque mostra que, para além de cumprir as leis e ser o agente fiscalizador, o órgão doa carinho às crianças e adolescentes sergipanos que mais precisam, por se encontrarem em situação de risco ou vulnerabilidade social.

“O MPE tem sido um agente promotor do bem-estar dessas crianças. Além de regular e ser o curador e protetor dos menores, como é estabelecido na Lei, o órgão vai muito adiante. As crianças e adolescentes que estão abrigados, afastados do convívio familiar por situações de violência de qualquer espécie, chegam aos abrigos de Sergipe e precisam ser acolhidas, participando de todo tipo de mobilização. Eventos como esse trabalham o convívio comunitário e o fortalecimento de vínculos, contribuindo para a superação das dificuldades e traumas que lhes foram impostos pela vida”, destacou o secretário Zezinho Sobral.

A chegada do Papai Noel comoveu as crianças que, além de ganhar presentes, receberam o abraço e a atenção de todos os voluntários que se somaram para o sucesso do evento.

“Contamos com a colaboração de muitas pessoas, especialmente dos servidores, que doaram brinquedos e o seu precioso tempo para dar amor à criançada. O objetivo do Natal da Solidariedade é confraternizar. Passamos o ano inteiro em uma luta árdua para que todas as crianças tenham um lar. Mas, infelizmente, nem sempre conseguimos fazer com que rapidamente eles estejam com as famílias (natural, biológica, extensa ou substituta). Por isso, fazemos o nosso papel de ser uma única família”, comentou a promotora Míriam Tereza Cardoso Machado, idealizadora do evento.

Foto Seidh