01/12/17 - 16:16:02

VEREADOR PEDE TRANSPARÊNCIA À SECRETÁRIA DE SAÚDE

Por Martha Costa

Ao participar da Audiência Pública obrigatória de prestação de contas da Secretaria Municipal de Saúde do segundo quadrimestre, realizada na tarde de quinta-feira, 30, na Câmara Municipal de Aracaju (CMA), o vereador Seu Marcos (PHS) questionou à secretária Waneska Barboza sobre os preços dos contratos do órgão com as instituições parceiras e  também sobre a situação dos agentes de saúde de Aracaju.

Seu Marcos que é presidente da Comissão de Saúde da Câmara e também funcionário público da área,  ressaltou sua preocupação com os preços pagos aos hospitais filantrópicos de Aracaju. “Sei que não é fácil estar à frente de uma Secretaria como a da Saúde, mas é preciso que a gente saiba quanto é que se paga aos hospitais por cada procedimento, principalmente ao Hospital Cirurgia. Saber quanto é o gasto real. Quanto é que a Secretária paga por cada cirurgia e consulta realizada? Precisamos desses dados, até para saber como ajudar a solucionar esse caos. Até agora ninguém apresentou dados, não se fala no assunto”, destacou o parlamentar durante a reunião.

Outro questionamento feito pelo vereador à secretária Waneska Barboza foi sobre a falta de agentes de saúde nas ruas da capital e o repasse às prestadoras de serviços das verbas públicas.  “Gostaria de saber se há um déficit de agentes de saúde no PSF (Programa Saúde da Família)? Porque a própria comunidade reclama da falta desses profissionais  nos bairros. Outra dúvida é sobre o repasse das verbas às empresas como a Multiserv. Porque os servidores terceirizados vivem reclamando de atraso nos salários e quando vamos saber dos responsáveis, eles afirmam sempre que não receberam da Secretaria. Transparência com dinheiro público! Queremos transparência, apenas isso”, esclareceu.

A secretaria Waneska Barboza respondeu aos questionamentos do legislador dizendo que fará um panorama sobre as questões e se comprometeu a levantar os dados pedidos.“ Alguns números não tenho em mãos agora, posso dizer que a Secretária paga pelos procedimentos realizados pelos hospitais filantrópicos. É uma folha cara sim. O nosso entendimento é que o Cirurgia seja mantido financeiramente pelo Estado e não mais pelo município de Aracaju, já que todos os municípios sergipanos encaminham pacientes aos  hospitais filantrópicos”, afirmou Barboza.

Ao finalizar sua fala, Seu Marcos pediu ao presidente da mesa que a vinda da secretária de Saúde seja vinculada diretamente a Comissão na qual preside. “ Quero requerer à mesa que a próxima prestação de contas da Secretaria seja compactuando com a Comissão de Saúde da Casa para que os membros estejam presentes e possam contribuir na reunião”, pediu.