13/12/17 - 00:01:50

SEM IMPOSIÇÕES PARA CONQUISTAS

DIÓGENES BRAYNERplenario@faxaju.com.br

É legítima a posição do Partido Republicano Brasileiro (PRB) em indicar candidatura ao Senado Federal pelo bloco que integra. Assim como há legitimidade na vontade de qualquer outra legenda. Quem não provoca fatos se enrosca e termina esquecido em um canto qualquer da composição partidária. Claro que, em se tratando de uma base aliada, há necessidade de reflexão para que não haja dissensões no grupo.

A unidade tem que estar acima de desejos que se tornam imperiosos.

O também pré-candidato ao Senado, Rogério Carvalho (PT), deixa claro que não vai abrir do seu desejo, mas trabalha de forma discreta e tem conversado com lideranças políticas sem imposições ou arrogância. Mas não será dócil, nem o seu partido aceitará, que ele seja vetado para a chapa majoritária. A forma que atua o favorece e chega a ser simpática aos demais partidos. Talvez uma questão de estilo…

Assim como o ex-deputado Rogério Carvalho, o ex-prefeito Heleno Silva tem condições políticas e eleitorais reais para chegar ao Senado. Ambos precisam convencer que têm mais chances de elegerem-se no enfrentamento a nomes da oposição, como Antônio Carlos Valadares (PSB), ou Eduardo Amorim (PSDB), e outros como João Fontes (PPS). Até mesmo a Jackson Barreto (PMDB), que estará ao lado de um dos dois na chapa majoritária da situação, em que apenas um se elege.

Têm algo em comum mais à frente: Heleno e Rogério ainda dependem de decisão judicial para disputar o pleito. Parecem certos de que não terão impedimentos, mas diante da possibilidade de outro cenário, já têm que traçar plano “B”, para enfrentar uma situação desagradável, sem perder o objetivo partidário.

O almoço do PRB ontem com Jackson Barreto vai deixar a legenda mais zen e cautelosa em relação a esse forçar de barra para integrar a chapa majoritária, que já envolve até a oposição, naturalmente jogando com os seus trunfos…

ALMOÇO DO PRB COM JB

Ontem houve almoço entre Heleno Silva, Jony Marcos e Jairo de Glória, todos do PRB, no restaurante Dom Francisco, em Brasília. Foi considerado bom e proveitoso.

Os três entenderam que devem apoiar Belivaldo Chagas ao Governo do Estado.

PRB NÃO IRIA FALTAR A JB

Segundo o deputado Jony Marcos, “nós não podemos falta com Jackson Barreto, porque estamos na base aliada e naturalmente temos esse compromisso”.

Além disso, Heleno Silva é um dos auxiliares do governador.

QUANDO ANUNCIAR TODOS

Jony disse ainda que quando se definir todas as candidaturas, o PRB deve anunciar seu apoio, mas continuará com o mesmo posicionamento sobre Heleno Silva ao Senado.

– Isso foi uma decisão partidária, explicou.

O DIREITO É LEGÍTIMO

Jackson Barreto considerou o pleito por posição na chapa majoritária como um direito legítimo, mas aconselhou que “é preciso maior serenidade nesse momento”.

O PRB concordou, mas admitiu que algumas notícias seriam especulações.

PARA EVITAR ANIMOSIDADE

Segundo Jackson Barreto, ainda em seu conselho, se o PRB criar animosidade com os demais partidos, mais tarde pode ter dificuldade junto ao bloco.

Concordaram que podem reivindicar tudo, mas sem imposição.

FESTAS JÁ PROGRAMADAS

O PRB já apresentou agenda movimentada para os dias 21, 22 e 23, na Barra, em Estância e Aracaju, com a participação de cantores evangélicos.

Jackson Barreto e Belivaldo Chagas já foram convidados.

JACKSON ATUA EM BRASÍLIA

Entre ir a Boston (EUA), para inauguração de campus da Unit, e viajar a Brasília para resolver questões de Sergipe, o governador Jackson Barreto preferiu a segunda opção.

JB acompanha a tramitação do processo do Finisa.

TRATA SOBRE O EMPRÉSTIMO

O governador acompanha a tramitação do processo do empréstimo, para caso haja necessidade de alguma providência e ele esteja presente.

Trata também da liberação de outros recursos.

SESSÃO NA SEXTA-FEIRA

Assembleia realiza sessão na próxima sexta-feira para votação de projetos do Executivo que devem chegar até amanhã. Os deputados ainda não têm informação.

Será a última sessão. A Assembleia entra em recesso no mesmo dia.

JOÃO DANIEL E A REFORMA

O deputado federal João Daniel (PT) falou para manifestantes contra a reforma da Previdência e disse que não haverá conversa para a sua votação.

– Será obstrução total, anunciou.

DENUNCIA ALTA PRESSÃO

João Daniel também denunciou presença de 150 empresários em casa de parlamentares e no Planalto, pressionando pela aprovação da reforma da Previdência.

No final pediu vaia para a Fiesp, e foi atendido…

O REINO DE ‘PAI RALF’

As emissoras de radio fizeram a festa ontem com o pai de santo conhecido por “Pai Ralf”, que não fez nenhuma previsão que fosse levada a sério.

Mas acusou políticos de Sergipe de acreditarem mais em macumba que no eleitor.

APENAS MAIS UM BLEFE

“Pai Ralf” é mais uma desses malucos que fazem previsão do futuro, mas que jamais acertaram números da Mega-Sena para jogar e ganharem sozinhos.

Colocam essas baboseiras para o povo, imaginando audiência.

MAPA DE NOME POR NOME

André Moura (PSC-SE) traça um mapa para o presidente Temer, contendo, nome a nome, os deputados que dizem apoiar ou não a reforma da Previdência.

O mapeamento não obteve bons resultados…

ABRE MÃO DA MAJORITÁRIA

Fábio Henrique, durante solenidade de apoio do PDT a Belivaldo Chagas, disse que em nome da unidade do grupo, o partido abre mão de participar da chapa majoritária.

Fábio é pré-candidato a deputado federal.

CANDIDATOS EM JULGAMENTO

Os partidos acreditam que seus filiados que dependem de julgamento para disputar mandato, serão inocentados. Ninguém joga com a hipótese de condenação.

Embora alguns advogados digam que na decisão final o “apito será outro”.

ANULADA NAVALHA DE ALAGOAS

O TRF-5, em Pernambuco, julgou ontem à noite o processo da ‘Navalha de Alagoas’ e o anulou por unanimidade. Foram três votos a zero.

No próximo ano, o TRF-5 julga o mesmo processo de Sergipe.

BASE EM DECISÃO DO STF

O TRF-5, ao analisar a ‘Navalha de Alagoas’, baseou-se na decisão do STF em relação à anulação das interceptações telefônicas, a partir de 19 de maio de 2006.

Os votos foram de Carmem Lúcia, Gilmar Mendes, Celso de Melo e Teori Zavascki.

Notas

Nova redução de juros – O Copom do Banco Central indicou que poderá reduzir novamente a taxa básica de juros na próxima reunião da diretoria colegiada, em fevereiro de 2018. Em ata, divulgada ontem, o comitê avaliou que “uma nova flexibilização na próxima reunião parece adequada sob a perspectiva atual“.

0x0

Gastos com auxílio moradia – Levantamento pedido pelo deputado Rubens Bueno mostra que, de 2009 a 2016, os gastos do Judiciário com auxílio-moradia saltaram de R$ 3 milhões para R$ 307,6 milhões, informa Lauro Jardim. Os dados são do Tesouro Nacional. Descontado o IPCA no período, o aumento é de 6.312%.

0x0

Agripino Maia agora e réu – A Primeira Turma do STF tornou réu por corrupção passiva e lavagem de dinheiro o presidente do DEM, Agripino Maia. O placar foi de 4 a 1, ficando vencido Alexandre de Moraes. Acolheram o pedido do Ministério Público os ministros Marco Aurélio Mello, Luiz Fux, Rosa Weber e Luíz Roberto Barroso.

0x0

Lula terceiriza corrupção – A senadora Ana Amélia Lemos diz que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva insiste em tentar terceirizar a responsabilidade pela corrupção que arruinou a Petrobras! Culpar a Lava Jato pelos prejuízos apurados pela estatal do petróleo é um acinte à tolerância dos brasileiros!

0x0

Tiririca vive do folclores – Segundo a coluna Radar, de Veja Online, Tiririca vive do folclore, exclusivamente. Como se sabe, não produziu coisa alguma de relevante desde que chegou à Câmara, em 2010. Não participa das discussões, não aprovava projetos, não relata propostas e apenas dá seu voto conforme orientação do partido.

0x0

Fundo para Segurança – O Senado aprovou, em segundo turno, a proposta de emenda à Constituição que institui o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Segurança Pública. A PEC, que objetiva separar recursos para as forças policiais dos estados e do Distrito Federal, segue agora para análise da Câmara dos Deputados.

Conversando

Inaldo pede empréstimo – Prefeito Padre Inaldo (PCdoB) encaminha projeto à Câmara Municipal de Socorro, pedindo autorização para empréstimos de R$ 50 milhões.

Secretário deixa obras – O secretário de Obras de Lagarto, Noel, deixará a Pasta ainda este mês. O pedido foi feito pelo próprio secretário ao prefeito Valmir Monteiro.

Sem recursos – Prefeituras do interior estão sem recursos para pagar o décimo terceiro salário e o mês de dezembro, apesar da ajuda do Governo Federal.

Políticos aliados – A questão da nomeação de Cargos em Comissão geralmente é feita por determinação dos executivos, para atender aos políticos aliados.

Só quer espaço – O ex-prefeito Manuel Messias Sukita (PHS) já avisou que vai apoiar o grupo que lhe der espaço como candidato a deputado federal.

PPS presente – O PPS é a legenda que está mais presente na pré-campanha eleitoral, com a presença de Mendonça Prado em vários municípios, conversando com lideranças.

Longe da reforma – Não há jeito da bancada de Sergipe na Câmara Federal votar favorável à Reforma da Previdência, exceto o deputado André Moura.

Concurso na Alese – Assembleia Legislativa vai realizar concurso para preenchimento de quase cem vagas já disponibilizadas. Fundação Carlos Chagas fará as provas.

Propinas soltas – Se apurarem obras de pequeno, médio e grande portes construídas no País vão encontrar bilhões de propinas soltas no ar.