24/12/17 - 07:14:55

ATENÇÃO: BPRV DIVULGA DICAS PARA UMA VIAGEM MAIS TRANQUILA

Durante os Festejos do Final do Ano de 2017, as estradas, sobretudo as que ligam às cidades litorâneas e onde ocorrem os festejos de final de ano, ficam mais movimentadas. Um bom planejamento pode diminuir consideravelmente o risco de acidentes. Além dos tradicionais itens mecânicos que devem ser checados no carro, como nível do óleo, calibragem de pneus, funcionamento dos faróis, entre outros, o motorista deve de se preparar psicologicamente para a jornada, sabendo que poderá enfrentar congestionamento e mesmo condições adversas do tempo, típicas do verão, como temporais.

ANTES DE PEGAR A ESTRADA

– Cuidados mecânicos

É recomendado que, antes de uma viagem, leve-se o veículo ao mecânico, de modo que o especialista possa verificar todos os itens imprescindíveis para o seu correto funcionamento.

Níveis de óleo do motor e fluídos de freio, sistema elétrico (faróis, lanternas, setas e piscas), além de calibragem dos pneus e seu estado de conservação, são pontos importantes para checar e evitar um acidente, seja de carro ou moto.

– Pneus calibrados

Calibrar corretamente o pneu influi diretamente na estabilidade do veículo. Com muita pressão, o pneu pode ficar muito duro e até perder a aderência necessária com o solo. Já com a pressão muito baixa, é possível até que o pneu escape da roda em uma curva.

Pneus em mau estado prejudicam a estabilidade e a frenagem.

– Bebê a bordo

Os modelos de cadeira de veículos variam de acordo com a idade de cada criança.

1) Bebês de até 1 ano de idade devem ser transportados no banco de trás do carro, no bebê conforto, de costas.

2) Crianças entre 1 e 4 anos devem ficar na cadeirinha presa com o cinto e no banco traseiro.

3) Crianças com idade entre 4 e 7 anos e meio, deve ser utilizado um assento de elevação no banco de trás.

4) Crianças com idades entre 7 anos e meio e 10 anos devem utilizar apenas cinto de segurança no banco de trás.

NA ESTRADA

– Cinto de segurança

Nunca é demais lembrar que, além de seu uso ser obrigatório, os cintos de segurança são indispensáveis para diminuir os efeitos nocivos em caso de acidente. Assim, só dê partida no carro quando todos os ocupantes estiverem com eles afivelados.

– Ultrapassagens

É comum nas estradas de mão dupla, o motorista ficar muito próximo de um caminhão que está à sua frente e jogar o carro para a outra pista na tentativa de fazer uma ultrapassagem. O ideal é se distanciar do veículo que está à frente. Desta forma, o motorista amplia seu campo de visão, principalmente da pista contrária.

Evite ultrapassagens perigosas.

– Acostamento

O uso do acostamento é exclusivo para emergências, que podem ser do carro, do motorista ou de algum ocupante. Também é permitido parar no acostamento para ajudar alguém. Mas parar nessa faixa sem necessidade, além de gerar multa, pode resultar em acidente. Também é ilegal andar com o carro pelo acostamento.

Se houver motivo para usar aquele espaço, a PM aconselha o motorista a colocar o triângulo de sinalização a 20 metros do carro, no mínimo.

– Ônibus

Os passageiros devem embarcar somente em terminais rodoviários homologados, evitando incentivar o transporte clandestino, que não oferece segurança nem garantias em caso de acidentes. Além disso, é importante, ainda, não ostentar joias e outros objetos que possam despertar a cobiça de assaltantes, como celulares, computadores portáteis e reprodutores de mp3, câmeras digitais, entre outros.

BPRv