03/01/18 - 16:59:23

Belivaldo já tem “discurso pronto”: eleição estadual é outra coisa!

O vice-governador Belivaldo Chagas (MDB), pré-candidato ao governo do Estado em 2018, foi entrevistado pelo radialista George Magalhães, na manhã dessa quarta-feira (3), quando, entre vários assuntos, falou sobre a sucessão estadual. Belivaldo não se esquivou de nenhum dos questionamentos e provou que já tem o “discurso pronto” para as divergências partidárias que possam surgir dentro do seu agrupamento: vai separar a eleição presidencial da disputa estadual.

Isso porque são várias as cobranças e indefinições sobre o cenário político atual. Em Sergipe, Belivaldo é o pré-candidato do governador Jackson Barreto, do mesmo MDB do presidente da República Michel Temer, e que terá como um dos pré-candidatos a senador na chapa governista, o presidente estadual do PT, Rogério Carvalho, que trará o apoio da maioria do Partido dos Trabalhadores “a reboque”. O mesmo PT que pode ter Lula como candidato a presidência da República, com um discurso muito duro e raivoso contra o MDB e Temer.

Outro postulante a vaga de Senado na chapa governista é Heleno Silva, do PRB, lidera o agrupamento ao lado do deputado federal Jony Marcos, que em Brasília (DF) também faz oposição ao MDB e a Temer. É a mesma linha política de outro aliado importante no contexto: o também deputado federal Fábio Mitidieri (PSD). Vale ressaltar que tanto Jony quanto Mitidieri se posicionam contra o presidente da República, mas seus respectivos partidos compõem o governo do MDB na capital federal e dão sustentação no Congresso.

Mas voltando a Belivaldo, quando questionado por estas divergências, ele prontamente adotou o discurso que a eleição estadual é uma e a disputa presidencial é outra completamente diferente, ou seja, quem diverge no plano federal pode muito bem subir no mesmo palanque nos Estados. Vale lembrar, também, que o líder do governo Temer no Congresso, deputado federal André Moura (PSC), faz oposição ao governo JB em Sergipe, mas mantém uma relação muito afetiva com Belivaldo.

É um “abacaxi” difícil de ser descascado e completamente indefinido. As conversas e conjecturas devem avançar após o julgamento de Lula, mas só devem ser mais resolutivas após o Carnaval, quando terminar o recesso do Legislativo. Mas Belivaldo prova a cada que, pode perder a eleição em outubro, mas que está cada vez mais preparado para o embate político que travará, que não abrirá mão de apoios políticos e que, a oposição pode não dar o “passeio” que alguns começaram a projetar…

 Veja essa!

De um lado, no agrupamento governista, Belivaldo Chagas não descarta apoios políticos e trabalha para minimizar as divergências do plano nacional. Resta saber como vão se comportar os aliados diante da disputa presidencial.

 E essa!

Na oposição, na avaliação deste colunista, por mais que haja unidade, o anúncio de que os candidatos serão definidos até o final de janeiro, sem ouvir o agrupamento do senador Valadares é um verdadeiro “tiro no pé”. É um erro estratégico.

 Cada um por si!

Para este colunista a oposição não estaria “escondendo o jogo”, mas sim, cada um olhando para si e isso sim só ajuda ao projeto de Belivaldo Chagas e do governo, que hoje sofre com profunda rejeição da opinião pública.

 Outros partidos

As conversas de Valadares e do PSB com o PPS e com a Rede não são recentes. Tudo já ocorreu e faz parte da política. Mendonça Prado e do DEM também poderiam se somar. Não há rejeição aos socialistas e a política local ainda pode ter uma reviravolta.

 Com Laércio

Belivaldo Chagas não descartou a composição para seu projeto político com o deputado federal Laércio Oliveira (SD) e, mesmo com as questões trabalhistas em discussão, o vê no mesmo palanque que o Partido dos Trabalhadores em Sergipe.

 Olho nele!

Quem já sinaliza que será pré-candidato a deputado estadual é o secretário de estado da Mulher, Inclusão, Assistência Social, do Trabalho e dos Direitos Humanos de Sergipe, Zezinho Sobral. Em suas redes sociais está mais que claro qual é o seu projeto político para 2018.

 Zezinho Sobral

“2018 é um ano importante para o futuro de Sergipe. Será o ano que você escolherá seus representantes na Assembleia Legislativa para que possamos fazer nosso estado avançar, com a elaboração de leis e projetos que beneficiem à população. Se informe, busque a história de quem pleitea legislar pelo povo”, diz Zezinho Sobral nas redes sociais.

 Capela I

Segundo denúncia veiculada no portal Rádio Mira Geral, em um vídeo feito por um internauta, há o flagrante de um ônibus escolar, de responsabilidade da prefeitura de Capela, que há cerca de seis meses está abandonado pela gestão da prefeita Silvany Sukita (PODEMOS) em um posto de gasolina em Nossa Senhora do Socorro.

 Capela II

Enquanto em 2017 vários estudantes da rede municipal chegaram a ser prejudicados sem o transporte escolar nos povoados por falta de combustível, segundo o portal, um ônibus de responsabilidade da Prefeitura está abandonado às margens da BR-101, sendo depenado e destruído. Resta saber quem será responsabilidade pelo dano ao patrimônio público…

 Com André I

O prefeito Valmir de Francisquinho (PR) confirmou na sexta-feira (29), apoio a André Moura na eleição deste ano. O chefe do executivo de Itabaiana confirmou o apoio durante entrevista a Roosevelt Santana na Princesa AM.

 Com André II

De acordo com o prefeito, o apoio a André Mouta está confirmado para qualquer cargo que ele dispute na eleição do próximo ano. Na cidade de Itabaiana, o parlamentar já conta com o apoio de Zé Roberto Imperador, vereador ligado ao agrupamento de Maria Mendonça.

 André Moura I

Nessa quarta-feira (03), no programa de rádio “Jornal da Manhã”, na Jovem Pan FM, com Rosalvo Nogueira, Paulo Sousa e o comentarista Lomes Nascimento, o deputado André Moura fez um resumo das ações do seu mandato e dos recursos que viabilizou para Sergipe.

 André Moura II

“A reforma da Previdência não afeta quem ganha menos e os trabalhadores rurais. Apenas quem ganha acima do teto e acaba com os privilégios, inclusive dos políticos. Estamos instalando um estilo novo de fazer política. Sem olhar lado político ou o gestor. O importante é ajudar as pessoas. Ficar de blá blá blá não resolve os problemas das pessoas. O que resolve são recursos para obras estruturantes. É isso estou fazendo”, disse André.

 Laércio Oliveira

O deputado federal Laércio Oliveira foi o parlamentar sergipano que mais apresentou e relatou projetos. Nos três anos de mandato, ele apresentou 321 proposições e relatou 90 projetos na Câmara. Graças a sua atuação, foi selecionado pelo Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap) um dos 100 Cabeças do Congresso Nacional pelo terceiro ano consecutivo. É o seleto grupo dos mais influentes do Parlamento brasileiro.

 Negociador I

Laércio, na avaliação do Diap, é “negociador”, em geral líderes ou vice-líderes partidários. “São aqueles parlamentares que, investidos de autoridade para firmar e honrar compromissos sentam-se à mesa de negociação respaldados para tomar decisões. Os negociadores, normalmente parlamentares experientes e respeitados por seus pares, sabedores de seus limites de concessões, procuram previamente conhecer as aspirações e bases de barganha dos interlocutores para estabelecer sua tática de convencimento”.

 Negociador II

“São atributos indispensáveis ao bom negociador, além da credibilidade, a urbanidade no trato, o controle emocional, a habilidade no uso das palavras, discrição e, sobretudo, capacidade de transigir. É bom negociador aquele parlamentar que, sem abrir mão de suas convicções políticas, respeita a vontade da maioria mantendo coeso seu grupo político”, informou o Diap, na pesquisa.

 Bittencourt I

O vereador Professor Bittencourt (PCdoB) comemora o êxito da administração de Edvaldo Nogueira frente à Prefeitura de Aracaju no ano de 2017. Para o parlamentar, a soma dos esforços, o respeito pelo povo, o diálogo e a aplicabilidade de boas ideias foram alguns dos fatores que levaram Edvaldo a liderar o ranking dos prefeitos das capitais do Nordeste a cumprir promessas (de acordo com o levantamento do portal G1 e a aceitação popular).

 Bittencourt II

“Além de todo o processo de reconstrução física e estrutural, a rearrumação do ponto de vista financeiro e administrativo, em 2017 Edvaldo restaurou os sentimentos de orgulho e de pertencimento dos aracajuanos. É bonito ver que o cidadão tem novamente a satisfação de viver em Aracaju. Os aracajuanos têm o forte sentimento que as coisas estão acontecendo e a cidade novamente voltando a ser o que sempre foi”, destacou.

 Emília Corrêa I

A vereadora, Emília Corrêa (PEN) cobra a construção de mais restaurantes populares na grande Aracaju. As unidades de alimentação e nutrição a baixo custo são importantes, pois garantem alimentação saudáveis a preços acessíveis aos cidadãos aracajuanos de baixa renda.

 Emília Corrêa II

Segundo Emília, a administração municipal deve investir recursos para proporcionar mais dignidade à população necessitada, valorizando o cidadão e combatendo a extrema pobreza. “A construção de restaurantes populares, oferecendo refeições saudáveis a preços baixos, garante a sensação de cidadania a aposentados, desempregados, estudantes, moradores de rua e famílias em situação de risco de insegurança alimentar”, pontuou.

 Japaratuba I

A Prefeitura de Japaratuba enviou à Câmara Municipal o projeto de lei que modifica as regras para a cobrança da CIP – Contribuição de Iluminação Pública. A CIP incide sobre a conta do consumo individual de energia elétrica de residências e empresas e também sobre terrenos não edificados. Com a aplicação dos novos descontos, os proprietários residenciais que anteriormente pagavam um percentual de 6,0 (na faixa de consumo de 51 a 100 KW/h) terá a incidência de 3,6.

 Japaratuba II

Enquanto os proprietários da classe Rural que anteriormente pagavam um percentual de 4,0 (na faixa de consumo de 51 a 100 KW/h) terá a incidência de 2,4. De acordo com o Secretário de Finanças, Gérson Júnior, ao elaborar a Lei Municipal nº 661/17, a prefeitura buscou-se uma justa contribuição para o financiamento da iluminação pública do município.

 Laranjeiras I

Está iniciando e segue até o próximo domingo (7), a 43ª edição do Encontro Cultural de Laranjeiras, com o tema “O nosso palco é na rua”. O evento reúne sete grupos de teatro, 25 grupos de dança e 105 grupos folclóricos, além de literatura, música e artes plásticas.

 Laranjeiras II

O prefeito Paulão das Varzinhas (DEM) convida a sociedade sergipana a prestigiar as apresentações no município que, em sua maioria, valorizam a “prata da casa” e a cultura sergipana. “São mais de 150 atrações culturais, debates, oficinas com pesquisadores e agentes culturais convidados de várias partes do País. São seis palcos espalhados pelas ruas”, pontuou.

 CRÍTICAS E SUGESTÕES

habacuquevillacorte@gmail.com habacuquevillacorte@hotmail.com