04/01/18 - 00:01:45

SECRETÁRIOS DEVEM DEIXAR CARGOS

DIÓGENES BRAYNERplenario@faxaju.com.br

É natural que deputados estaduais queiram manter seus mandatos. Para alcançar esse objetivo têm que mostrar algum trabalho em favor da sociedade, conquistar votos e tentar impedir que concorrentes levem vantagens. Qualquer parlamentar, que trabalha sua continuidade no legislativo, tem maior chance de reeleger-se, do que quem está fora da estrutura do Poder.

Deputados da base aliada ao governador Jackson Barreto (PMDB) estão pressionando para que os secretários de Estado e diretores de órgãos, que vão disputar as eleições deste ano, deixem os seus cargos imediatamente após o carnaval. O acordo era que ocorresse neste mês de janeiro, mas diante do processo de demissão dos cargos em comissão e das recomposições, é que se esticou o prazo para após o carnaval.

Os deputados estaduais argumentam que enfrentam desgastes em seus mandatos, em razão de ações políticas, quando votam favoráveis a certos projetos polêmicos do Executivo, que provocam reação de segmentos da sociedade, geralmente contrários a atos do Executivo, sob argumentos de que prejudicam o Estado. Enquanto isso, segundo pensamento dos deputados, os secretários e diretores ficam sempre com o bônus, pois se mantêm na administração sem enfrentar nenhum problema junto à população.

Neste momento em que defendem o afastamento de pré-candidatos, principalmente a mandatos proporcionais, parlamentares admitem que fora dos cargos seus ocupantes ficam em igualdade de condições para disputar mandatos. Os deputados chegaram até a ameaçar de não dar quorum a novos projetos enviados pelo Executivo, caso os secretários candidatos permaneçam em seus cargos até abril.

Há um detalhe: como Jackson Barreto deve se desincompatibilizar em abril, a nomeação de novos secretários será feita através do vice-governador Belivaldo Chagas, que assume o Governo no mesmo mês e disputará a reeleição em outubro.

UMA BOMBA VAI EXPLODIR

Entre março e abril uma “bomba” vai explodir e trará efeitos preocupantes para chapas majoritárias em formação. Será lançada de Brasília e pode causar estragos.

E atenção! O pavio já foi aceso…

CONVERSAS JÁ AVANÇAM

Tem muita gente conversando “de mansinho”, mas a partir de fevereiro o assunto pode estar em pauta para mudanças. Vai surpreender até aos mais espertos.

Não dá para revelar o conteúdo das conversas… Ainda!

CANDIDATO FORTE A FEDERAL

No explosivo que compõe a “bomba” tem um nome que está sendo bem preparado para disputar o mandato de deputado federal, praticamente sem risco de derrota.

Uma articulação pesada vem sendo posta em prática.

CONVERSAS E ARTICULAÇÕES

Já ocorreram conversas e articulações em Brasília para que a “bomba” explodisse no momento certo, inclusive para evitar erros de cálculos.

Envolve políticos de boa estatura em Sergipe.

ASSINATURA DO EMPRÉSTIMO

O presidente Michel Temer assina o empréstimo de R$ 560 milhões para Sergipe, na próxima semana. Falta apenas marcar data da solenidade.

Os projetos para uso do dinheiro já estão definidos.

SOBRE CORTES DE CCS

A notícia tranquiliza todos os cargos em comissão que foram exonerados pelo Governo: “quem está trabalhando não vai sair”. A fonte é oficial…

Agora, quem sequer sabia onde ficava seu local de trabalho, a questão será outra.

APENAS UM DETALHE

Hoje existe no Governo mais servidores aposentados do que funcionários ativos e isso cria grande dificuldade para funcionamento da máquina pública.

Determinada Secretaria só funciona com Cargos em Comissão.

EDUARDO FALA DE ANÚNCIO

O senador Eduardo Amorim (PSDB) lembrou ontem que sempre dizia que seu grupo resolveria tudo, em relação a nomes para chapa majoritária, no primeiro trimestre.

– Nesse mês de janeiro as conversas passam a ser intensivas, disse.

DEPENDE DAS CONCLUSÕES

Segundo ainda Eduardo, se as conversas forem concluídas totalmente este mês, será possível que os nomes sejam anunciados. “Mas pode ser em fevereiro ou março”.

– Não estamos desesperados para lançar nomes, disse.

NOME ESTÁ À DISPOSIÇÃO

Eduardo Amorim disse que o seu nome está à disposição para ser o candidato ao Governo do Estado. Isso o senador vem anunciando já há algum tempo.

– Mas tem outros nomes que o grupo tem que analisar, acha.

SOBRE O GENRO DE ALMEIDA

Alguns deputados já amenizaram quanto à candidatura do genro de Almeida Lima à Assembleia. Admitem que não tem nada a ver com o secretário.

Aliás, o trabalho de Almeida começa a ser citado por parlamentares.

JÁ A VICE DE ITABAIANINHA…

Na avaliação de um deputado, a vice-prefeita de Itabaianinha, Janier Primo (PPS), é a mais forte candidata à Assembleia: “é muito popular e onde chega agrada”.

Ainda tem a seu favor “muito dinheiro”.

JÁ ESTÁ BATIDO O MARTELO

Todos os secretários candidatos nas eleições deste ano deixam os cargos imediatamente após o carnaval. Sobre isso já foi batido o martelo.

Quanto à fusão de secretarias ainda não foi definida.

BELIVALDO TAMBÉM SAI

O pré-candidato ao Governo, Belivaldo Chagas, deixará a Casa Civil e está certo que pode nomear novos secretários para assumir Pastas dos que serão candidatos.

Mas isso ainda vai depender de conversas entre o grupo.

JACKSON ESTÁ EM SILÊNCIO

O governador Jackson Barreto ainda não tratou de política este ano, mas a candidatura ao Senado está decidida. A base aliada o quer na chapa majoritária.

Em sendo candidato, JB tem caminho certo ao Senado.

JB TAMBÉM DEIXARIA

Do Palácio dos Despachos chega à informação de que o governador Jackson Barreto já poderia se desincompatibilizar em março, para fazer campanha ao Senado.

Mas isso não estaria confirmado.

MACHADO DISPUTA MANDATO

José Carlos Machado (PSDB) mantém projeto de disputar mandato à Câmara Federal e a avalia chances para eleger-se. Caso considere que não dá, vai para Estadual.

Machado acha que “a oposição tem que estar unida, e parecer que está”.

JOÃO DANIEL E CHAPA PURA

O deputado João Daniel (PT) informou que o seu partido trabalha a possibilidade de ter chapa própria para deputados estadual e federal.

Ontem Daniel teve reunião com agricultores do Nordeste.

Notas

Quis proibir uso de saia – A nova ministra do Trabalho, Cristiane Brasil, já defendeu a proibição do uso de saias e decotes na Câmara. Pela proposta, apresentada em 2015 pela deputada do PTB do Rio de Janeiro, a regra valeria para qualquer pessoa que circulasse na Casa, como congressistas, servidoras e visitantes.

0x0

Por indicação do PTB – Cristiane Brasil foi anunciada ministra do Trabalho ontem. A indicação foi do PTB, partido de seu pai, o delator do mensalão do PT, Roberto Jefferson. Com 44 anos, Cristiane está em seu primeiro mandato como deputada. Antes já havia sido vereadora pelo Rio de Janeiro.

0x0

Petrobrás paga R$ 9 bi – A Petrobras vai pagar quase US$ 3 bilhões, mais de R$ 9 bilhões, para encerrar uma ação coletiva contra a empresa nos Estados Unidos. O dinheiro vai para investidores que compraram papéis da estatal lá no mercado americano e se dizem prejudicados pela queda das ações por causa da corrupção.

0x0

Assume um acusado – Nelson Nahin, irmão de Anthony Garotinho, deve assumir a vaga de Cristiane Brasil na Câmara após ela tomar posse como ministra do Trabalho, informa o Estadão. Nahin e outros 12 foram presos em junho de 2016, acusados de participar de rede de exploração sexual de crianças e adolescentes em Campos (RJ).

0x0

Ainda sem novo nome – Segundo publica a revista Voto, o Palácio do Planalto ainda não tem nomes para substituir Marcos Pereira que pediu demissão ontem do cargo de ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços. “O agora ex-ministro afirmou que deixou a pasta para poder se dedicar a questões pessoais e partidárias”.

0x0

Movimentos no RS – O Antagonista apurou que as autoridades acreditam que os movimentos de esquerda do estado, no Rio Grande do Sul, conseguirão se organizar muito melhor do que no Paraná, onde o ex-presidente Lula prestou depoimento ao juiz Sergio Moro no ano passado e as manifestações não foram como esperavam.

Conversando

Muito trabalho – O grupo de trabalho que coordena o retorno de Cargos em Confiança demitidos trabalha intensamente para resolver tudo até a próxima semana.

Refis do simples – A sanção do projeto de refinanciamento de dívidas tributárias para micro e pequenas empresas, o chamado Refis do Simples, é incerta.

Cotas parlamentares – Para se ter visão do que fazem os deputados, eles gastaram pelo menos R$ 208 milhões em cotas parlamentares em 2017.

Nada oficial – O deputado federal Fábio Mitidieri disse ontem que convidou Belivaldo Chagas para o PSD e que ele demonstrou interesse: “mas nada oficial”.

Ainda sem ritmo – Percebe-se que Aracaju ainda não pegou seu ritmo normal. Está uma cidade ‘preguiçosa’. Só deve voltar ao normal na próxima semana.

Renova 30% – Pela avaliação de deputados estaduais, a Assembléia Legislativa terá uma renovação de no máximo 30% nas eleições deste ano.

Terá novidade – Ainda no decorrer deste mês e até o carnaval, muito coisa ainda vai acontecer para as composições políticas.

Só às vezes – Clovis Silveira acha que às vezes a gente precisa só seguir o curso normal da vida e confiar nos nossos instintos. Mas só às vezes!

Folha corrida – Antes de indicar qualquer ministro, o presidente Temer tem que exigir folha corrida. É verdade que Temer não acerta uma.