08/01/18 - 07:47:16

Época de traíras

Na campanha eleitoral que se avizinha, vai reaparecer na praça uma espécie que faz muito mal à democracia e causa sérios prejuízos financeiros aos candidatos descuidados. É o vendedor de votos. Ele costuma encher os bolsos praticando um comércio ilegal muito comum no Nordeste brasileiro. Também chamadas de traíras, essas pessoas aproveitam o prestigio político que têm na região onde vivem para faturar com as eleições. Muitos conseguem vender o mesmo curral eleitoral a mais de dois candidatos. Pior é que a vítima não pode se queixar contra os traíras, pois a compra de votos é ilegal e, por isso mesmo, realizada sem recibo. Ademais, político que faz esse tipo de transação merece mesmo ser enganado, para aprender que o povo não é gado para ser vendido.

Meio a meio

Há quem aposte que a bancada federal de Sergipe se dividirá ao meio na votação da famigerada reforma da Previdência. Os deputados João Daniel (PT), Fábio Mitidieri (PSD), Jony Marcos (PRB) e Valadares Filho (PSB) devem dizer não ao golpe contra a classe trabalhadora. Este governo temerário tem como certos os votos de André Moura (PSC), Laércio Oliveira (SD), Fábio Reis (MDB) e, possivelmente, Adelson Barreto (PR). Desconjuro!

Fuleiragem

E o governador Jackson Barreto (MDB) foi à Brasília na tentativa de liberar o empréstimo de R$ 560 milhões junto à Caixa Econômica Federal. O governo sergipano atendeu todas as exigências para a liberação do dinheiro, porém o Palácio do Planalto promete só autorizar o negócio em troca do apoio maciço da bancada sergipana à reforma da Previdência. Sacanagem!

Religião e política

A classe política aproveitou a Festa de Santos Reis, comemorada no último final de semana em vários municípios, para sentir o humor do eleitorado sergipano. A convite do deputado federal André Moura (PSC), o ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão, prestigiou o mesmo evento religioso em Japaratuba, Laranjeiras e Siriri.

Novo endereço

Parece que o presidenciável Jair Bolsonaro (PSC) já definiu seu destino partidário. Após desistir do PEN, o parlamentar de extrema direita deverá se filiar ao PSL. Resta saber se o deputado estadual Capitão Samuel, aliado do governador Jackson Barreto (MDB), permanecerá no PSL e se apoiará Jair Bolsonaro.

Mundo cão

Pesquisa do Datafolha revela que exagerados 57% dos brasileiros são favoráveis à pena de morte. Em 2008, o percentual em favor da pena capital era de 47%. O estudo mostra que, agora, 39% são contrários à punição, 1% se declarou indiferente e outros 3% não souberam responder. O crescimento do número de pessoas defensoras da pena de morte é a maior prova de que a segurança pública faliu. Misericórdia!

Mais ausente

Dos três senadores sergipanos, Antônio Carlos Valadares (PSB) – licenciado – foi o que mais faltou às sessões ordinárias do ano passado: 12 ausências, das quais quatro não foram justificadas. Eduardo Amorim (PSC) faltou apenas a uma sessão e Maria do Carmo esteve ausente de sete. Os senadores José Pimentel (PT-CE), Randolfe Rodrigues (Rede-AP) e Reguffe (s/partido-DF) não faltaram ao trabalho um dia sequer, enquanto Jader Barbalho (MDB) foi campeão de faltas: 32 das 65 sessões ordinárias. Homem, vôte!

Abra o olho

A Justiça Eleitoral informa que não envia e-mails para comunicar o cancelamento de títulos eleitorais. Mensagens dessa natureza devem ser apagadas, pois podem conter vírus ou qualquer outro software malicioso. Tal prática maliciosa se intensifica à medida que o prazo final de regularização eleitoral se aproxima. Portanto, fique ligado!

Fogo amigo

É bom o pré-candidato a governador Belivaldo Chagas (MDB) colocar as barbas de molho, pois tem fogo amigo sendo lançado em sua direção. Já começa a germinar uma possível candidatura do secretário da Saúde, Almeida Lima (MDB). Os infladores do balão de Almeidinha dizem que ele pode ser o nome preferido do governador Jackson Barreto caso o projeto do “Galeguinho” não decole. Marminino!

Cadê o dinheiro?

Com o salário atrasado há meses, um trabalhador contratado pela Prefeitura de Capela tentou o suicídio, ingerindo veneno. A denúncia é do ex-prefeito daquele município, Ezequiel Leite (PR). Ele culpa sua sucessora Silvany Sukita (Podemos) pela desarrumação financeira da Prefeitura. Segundo Ezequiel, quem protesta contra os desmandos da gestora é exonerado sem maiores explicações. Crendeuspai!

Recorte de jornal

Publicado no jornal Folha de Sergipe, em 30 de maio de 1907.

Resumo dos Jornais