23/01/18 - 07:53:29

Alvo errado

A Justiça erra o alvo quando decide abrir guerra contra quem “plantar” notícias falsas durante a campanha eleitoral deste ano. O correto era punir com a perda dos direitos políticos os safados que mentem desavergonhadamente para os eleitores. Pior do que as fake news, tão temidas pelos candidatos, são as promessas feitas nas campanhas e jamais cumpridas. Portanto, a Justiça Eleitoral prestaria um melhor serviço ao país se divulgasse as falsas propostas feitas na campanha passada por aqueles demagogos que prometem o céu e a terra ao eleitor. Como o povo não lembra mais delas, os mequetrefes vão reprisa-las este ano. As notícias falsas disseminadas nas redes sociais fazem um mal danado à sociedade, mas bem menos do que as mentiras cabeludas contadas cinicamente pela maioria dos políticos brasileiros. Estes sim, deveriam ser banidos da vida pública.

Aviso aos navegantes

O desembargador Diógenes Barreto é o novo vice-presidente e corregedor-geral da Justiça Eleitoral de Sergipe. No discurso de posse, o magistrado defendeu que o voto do cidadão seja respeitado e protegido contra abusos do poder econômico e político. Para quem não o conhece direito, vale alertar que Diógenes Barreto é um juiz sério, competente e que não titubeia na hora de aplicar a lei, doa a quem doer. Quem avisa amigo é!

Paparicado

Desde que assumiu a presidência do Tribunal de Contas de Sergipe, Ulices Andrade tem recebido dezenas de visitas de cortesia. Só ontem, foram beijar a mão do conselheiro os deputados federal André Moura (PSC) e estadual Venâncio Fonseca (PP), o empresário Luciano Barreto, o conselheiro aposentado do TCE, Reinaldo Moura e o ex-deputado estadual Zeca da Silva (PSC). Haja conversa, cafezinho e água mineral. Marminino!

Debandada

O diretório do PSL em Sergipe está desabitado. É que todos os dirigentes renunciaram aos cargos por discordarem da chegada ao partido do presidenciável Jair Bolsonaro. Segundo o ex-presidente do PSL, Saulo Vieira, uma legenda que diz defender as liberdades civis e o liberalismo econômico, não pode apoiar quem prega o intervencionismo estatista, apoia a tortura e a violação dos direitos humanos. Certíssimo!

Desconforto

E o deputado federal Valadares Filho (PSB) deve sentir um terrível desconforto ao ver o aliado político André Moura trocando salamaleques com o prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB). Vavazinho não discorda que André ajude a liberar verbas federais para Aracaju, porém se incomoda com os afagos de Moura, que levantam ainda mais a bola daquele que o derrotou nas eleições passadas.

JB candidatíssimo

E o governador Jackson Barreto (MDB) não nega mais a ninguém que disputará uma cadeira no Senado. Ao se queixar da falta de um diálogo mais franco por parte do aliado e pré-candidato ao senador Heleno Silva (PRB), JB deixou clara a sua pretensão ao dizer que “se ele quiser a minha vaga, eu dou”. Misericórdia!

Tudo se copia

Criada para reagir contra uma possível condenação do ex-presidente Lula da Silva (PT), a Frente Brasil Popular lembra a Rede da Legalidade, implantada em 1961. Concebida por Leonel Brizola para garantir a posse do cunhado João Goulart na Presidente da República, uma rede de rádios amplificava pelo país os discursos do político gaúcho. A exemplo do que ocorreu na década de 60, a Frente Brasil Popular também conclama o povo a se rebelar contra uma possível condenação do “Barba”. Homem, vôte!

Eleição fácil

De um gaiato, numa bodega da zona norte de Aracaju: “Rapaz, se os servidores fantasmas da Prefeitura de Aracaju votarem em peso no ex-vice-prefeito José Carlos Machado (PSDB), ele se elege deputado federal com um pé nas costas”. Quanta maldade!

Tunga

Segundo o jornalista Cláudio Humberto, do blog Diário do Poder, “sem consultar a ninguém, o líder do governo no Congresso, deputado federal André Moura (PSC-SE), fez o relator do Orçamento, Cacá Leão (PP-BA), retirar R$ 210 milhões de comunicação do Planalto para contemplar parlamentares amigos. A tunga de André só foi percebida durante reunião, com a presença de Temer, para o planejamento de marketing para 2018”. Cruz credo!

Mundo cão

Fortemente armados, cinco bandidos invadiram um velório e assaltaram a família e os amigos do morto. O crime ocorreu no município sergipano de Cristinápolis e até agora ninguém foi preso. Os assaltantes levaram celulares, dinheiro e um carro, abandonado horas depois num matagal. Cendeuspai!

Recorte de jornal

1

Publicado no jornal Folha de Sergipe, em 17 de dezembro de 1908.

Resumo dos Jornais