31/01/18 - 13:15:48

CUT/SE REALIZA NO DIA 05 ATO UNIFICADO E ASSEMBLEIA GERAL

Por: Iracema Corso

No dia 5 de fevereiro, aposentados com salários atrasados e servidores públicos que estão há 5 anos com salários congelados vão dar uma resposta à política de massacre do governo Jackson Barreto (PMDB) contra os servidores públicos da ativa e principalmente contra os aposentados.

A partir das 8h da manhã, em frente ao Sergipeprevidência da Praça da Bandeira, na próxima segunda-feira (5/2) será a concentração do Ato Unificado dos Servidores Públicos do Estado, os da ativa e os aposentados. O manifesto será realizado conjuntamente pela Central Única dos Trabalhadores (CUT/SE), CTB, Nova Central e todos os seus sindicatos filiados. Durante o protesto acontecerá uma grande assembleia geral unificada para deliberar sobre a Greve Geral contra a Reforma da Previdência do Governo Federal, no dia 19 de janeiro.

Secretário de Formação da CUT/SE e vice-presidente do SINTESE (professores), Roberto Silva explicou que os servidores públicos aposentados estão recebendo o salário de dezembro no dia 31 de janeiro. “Jackson virou as costas para todos os servidores públicos. Ele está priorizando outras despesas e não a folha de pessoal. Houve o crescimento da arrecadação e o governo do estado em 5 anos não deu um centavo de reajuste. Neste contesto, os servidores, especialmente os aposentados estão sendo massacrados com congelamento, atrasos e parcelamento dos salários.

Roberto Silva enfatizou, o SINTESE e a CUT/SE também já denunciaram que a política do governo Jackson em Sergipe se espelha nos ataques aviltantes do governo federal golpista contra os trabalhadores e aposentados. “É impossível não comparar o massacre de Jackson com a política do governo golpista de Michel Temer que quer acabar com a Previdência Social. Por isso marcamos o protesto em frente ao Sergipe Previdência. Não aceitamos a Reforma da Previdência e nem o completo desrespeito aos aposentados que trabalharam a vida inteira, contribuíram com a previdência e agora têm direito de receber sua aposentadoria em dia, e não um mês depois. É o cúmulo da perversidade obrigar os aposentados a passarem o Natal, o Ano Novo, o mês de janeiro todo sem o salário de dezembro. Além da luta contra a reforma da previdência, haverá a luta por valorização salarial, contra o atraso e parcelamento do salário dos servidores ativos e aposentados e por transparência nas contas do estado”.

A assembleia geral e ato unificados foram definidos na última segunda-feira em reunião dos dirigentes das centrais sindicais e dos sindicatos: Sintese (professores), Sindasse (assistentes sociais), Sindinutrise (nutricionistas), Stase(técnicos em enfermagem), Sinpol(policiais), Sinter, Sinpsi (psicólogos), Sindifisco (auditores e fiscais), Sintrase (servidores) e Sintasa (trabalhadores da saúde).

Foto assessoria