02/02/18 - 12:54:22

Seidh disponibiliza segunda parcela do Mão Amiga Laranja neste sábado

A partir deste sábado, 03 de fevereiro, já estará disponível a segunda parcela do benefício pago pelo Programa Mão Amiga Laranja. Nesta edição, recebem 4.441 catadores dos 14 municípios da citricultura cadastrados, perfazendo o total de R$ 843.790,00, já creditados pelo Governo de Sergipe nas contas dos beneficiários, através da Secretaria de Estado da Inclusão Social (Seidh). Os recursos são do Fundo Estadual de Combate e Erradicação da Pobreza (Funcep) e para fazer o saque, basta se dirigir a uma agência, cash ou Ponto Banese.

Criado em 2009 para minimizar os efeitos do desemprego ocasionado pelos períodos da entressafra dos cultivos da cana e da laranja, o Programa Mão Amiga paga, anualmente, um benefício de R$ 760, dividido em quatro parcelas, a cerca de 10 mil trabalhadores rurais de 34 municípios. Na vertente da laranja, o Programa alcança os municípios de Arauá, Boquim, Salgado, Lagarto, Tomar do Geru, Umbaúba, Indiaroba, Itaporanga, Santa Luzia do Itanhy, Itabaianinha, Pedrinhas, Estância, Cristinápolis e Riachão do Dantas.

De acordo com o secretário Zezinho Sobral, em 2017 houve uma determinação da Seidh junto aos municípios para que fosse feita uma busca ativa, visando à inserção de novos beneficiários. “Com isso, aumentamos em 23% o número de trabalhadores rurais beneficiados, só no Mão Amiga Cana. O da Laranja teve um acréscimo menor, porque já estava próximo ao teto estabelecido por lei. Mas ficamos felizes por termos conseguido ampliar o programa e, mais ainda, por estamos pagando essa segunda parcela num momento de tanta dificuldade para os trabalhadores, devido às inúmeras pragas que têm feito cair a produção da citricultura no estado”, pontuou.

Ainda segundo o gestor, 2017 marcou uma mudança de perfil nos seminários de contrapartida oferecidos aos beneficiários. “Procuramos inserir temas de grande relevância e de utilidade para os trabalhadores, como questões relativas à sua saúde, sobretudo DSTs [em especial, a Sífilis]; e o uso de equipamentos de proteção individual (EPIs) na manipulação de agrotóxicos. Também falamos sobre pragas da lavoura e direitos sociais. Tivemos uma resposta muito positiva e pudemos ouvir a solicitação dos beneficiários para que, ao invés de camisas, fossem distribuídas, este ano, bolsas colheitadeiras, que eles já receberão agora, durante os seminários”, disse Zezinho Sobral.

Desde a sua criação, o Programa Mão Amiga já pagou mais de R$ 46 milhões em benefício de mais de 61 mil trabalhadores rurais sergipanos. Somente com a cana-de-açúcar, aproximadamente 27 mil famílias já foram beneficiadas e, na edição 2017, o Programa beneficiou 4.102 trabalhadores do corte da cana, totalizando o pagamento de mais de R$ 3 milhões. Na vertente da laranja, foram investidos R$ 843.790,00 em dezembro passado, restando para 2018 o pagamento da atual parcela e de mais duas da edição do Mão Amiga Laranja que está em curso.

|Foto: Edinah Mary