05/02/18 - 15:55:15

O “café do Palácio” está esfriando! Desânimo toma conta de auxiliares de JB!

Na avaliação deste colunista, entre os que fazem o governo do Estado, o clima é de profundo desânimo. O ambiente não é nada positivo, a gestão é impopular, o funcionalismo público está contrariado, os aposentados e pensionistas revoltados e, politicamente, o governador Jackson Barreto (MDB), está “fragilizado”. Sem poder optar por Lula (PT), fora da eleição de 2018, JB talvez nem saia mais do MDB e vai continuar no “seleto grupo” de aliados do presidente Michel Temer (MDB).

Sua continuidade no governo, até o começo de abril, atrapalha ainda mais a pré-candidatura do vice-governador Belivaldo Chagas (MDB) que, certamente, fará uma “limpeza administrativa” para fortalecer seu projeto político. Alguns aliados, já sentindo que deverão deixar o governo junto com Jackson Barreto, já não “pisam no acelerador” e demonstram certo “desinteresse” pela gestão. Os constantes atrasos de salários, os cortes anunciados recentemente, além do empréstimo do Finisa, que ainda não saiu, “esfriou” a turma que até se animava com o processo eleitoral.

O assunto ainda é tratado apenas nos bastidores, mas muitos aliados estão preocupados com  a proximidade do prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB) do líder do governo no Congresso Nacional, deputado André Moura (PSC), que tanto pode disputar uma das vagas ao Senado como também pode disputar o governo do Estado. Sem JB a frente da administração e com o gestor do PCdoB apoiando o parlamentar, tem muito auxiliar e até aliados políticos repensando o projeto de “continuidade” para os próximos anos.

Em síntese, de um lado, tem o “bloquinho do JB”, com auxiliares defendendo que ele permaneça no governo até o limite estabelecido por lei, para candidatar-se; do outro lado, tem o “bloquinho do galeguinho”, com aliados fiéis, que apostam na vitória governista em outubro e que defendem a saída imediata de Jackson Barreto para tentar contornar o desgaste administrativo. O quadro só não é pior porque a oposição não tem sabido tirar proveito do “caos” que assola a gestão sergipana.

Com a demora do empréstimo do Finisa, e como dificilmente haverá tempo hábil para o governo recuperar as rodovias estaduais antes da eleição, para este colunista a tendência do momento é que a turma indecisa tende a “pular do barco” antes que ele “afunde”. Para ser governador não vai bastar a Belivaldo ser um homem público sério, “de palavra” e “de grupo”. Terá que ser criativo e vai precisar ser ainda mais político para “esquentar o café do Palácio” que, diga-se de passagem, anda meio frio. Aliás, “café requentado” não cai muito bem. É melhor colocar a água para ferver…

 Veja essa!

Como se não bastassem os problemas financeiros, a falta de segurança assusta cada vez mais o povo sergipano. No final de semana, bandidos invadiram e saquearam o prédio da Companhia Fazendária, da Polícia Militar do Estado de Sergipe que, pelo visto, não tinha qualquer monitoramento.

E essa!

A Companhia em questão atua no combate à sonegação fiscal através de ações conjuntas com a SEFAZ. Computadores que guardavam documentos tributários foram roubados e/ou revirados. Resta saber se este foi mais um crime comum, ou se há algo maior por trás do arrombamento…

Mais insegurança

Em plena BR-101 em Sergipe, bandidos interceptaram um veículo, em Laranjeiras, e o tomaram de assalto. No momento, uma viatura do Instituto de Criminalística passava pelo local e os marginais desferiram alguns disparos atingindo o carro. Ninguém ficou ferido e os bandidos não foram localizados. A violência saiu do controle no Estado…

Ato para Belivaldo

O prefeito de São Cristóvão, Marcos Santana (MDB), organizou um ato político, no sábado (3), para consolidar o apoio à pré-candidatura de Belivaldo Chagas ao governo. Assessores e articulares falavam em 50 prefeitos que se fariam presentes. Estavam lá 12 gestores municipais. Edvaldo Nogueira estava ausente…

Não pegou bem

O governador Jackson Barreto participou do ato, mas sem muita “emoção” ou sem a “velha disposição”. A quantidade de prefeitos, bem abaixo da esperada, não pegou bem. Assessores trataram de defender o “galeguinho” dizendo que era apenas o “começo da pré-campanha”.

Abra do olho I

Logo a oposição tratou de explorar o “saldo negativo” do encontro e a polêmica se propagou. Nessa segunda-feira (5), em entrevista ao Portal Infonet, JB apenas desconversou, dizendo que “não foi coordenador e não organizou o evento”, apesar de reconhecer como válido para o “projeto”.

Abra do olho II

Quem bem conhece JB, sabe de seu perfil de liderança, de como gosta de chamar a responsabilidade desses eventos para si. A coluna avisa a Belivaldo: abra do olho, galeguinho! Talvez não sejam apenas os auxiliares e assessores que andam desmotivados com o “projeto”. Parece ter gente “mais graúda” nesse meio…

Amorim segue errando I

Semana passada este colunista fez uma avaliação sobre a “pré-campanha” do senador Eduardo Amorim (PSDB), possível candidato a governador. Sergipe “em  polvorosa” com os bloquinhos do Carnaval e senador em São Paulo, visitando os tucanos Geraldo Alckmin e João Dória, não muito populares por aqui…

Amorim segue errando II

Agora vem a tona o rumor que Eduardo Amorim, se disputar o governo, pretende mais uma vez contratar profissionais do marketing de outros Estados. É gastar uma “fortuna” em quem não conhece a realidade de Sergipe. Tem que ter cuidado para, novamente, não faltar recursos durante a campanha…

Valadares ainda pesa

Há uma disputa nítida por espaços entre os que fazem oposição e isso não significa rompimento. Mas há quem queira o senador Valadares (PSB) “fora do jogo”. O líder do PSB ainda tem peso em Sergipe e uma movimentação política sua é capaz de transformar todo o cenário político…

O silêncio de Valadares

Muito do que se especula sobre o futuro de Valadares também se deve ao seu “silêncio sabático” e temporário. Por orientações médicas ele se licenciou do cargo e se submeteu a dois procedimentos cirúrgicos. Recupera-se bem e quando voltar ao twitter vai incomodar muita gente…

André segue em alta

Está surtindo efeito a estratégia de André Moura de aparecer mais na Grande Aracaju, sobretudo anunciando investimentos do governo federal. Por onde passa, ele tem sido abordado por pessoas querendo registrar o momento de sua visita. Tem feito sucesso, inclusive, nos bloquinhos de Carnaval.

Diminui a rejeição

Apesar de representar o governo impopular de Michel Temer, André tem conseguido a aprovação das pessoas pelo volume de recursos que tem viabilizado. Aos poucos vai diminuindo a rejeição e vai respondendo os críticos com investimentos. Alguns eleitores da “esquerda” já admitem a possibilidade de lhe confiarem o voto…

Greve geral I

Como o governo do Estado não sinalizou sobre a previsão para o pagamento dos salários de janeiro, os servidores públicos promoveram uma manifestação, na manhã dessa segunda-feira (5), em ato realizado em frente ao prédio do Sergipe Previdência, em Aracaju.

Greve Geral II

Estavam presentes servidores de diversas categorias, além do Sintese, Sintrase, aposentados e pensionistas do Estado. Os trabalhadores decidiram aderir à Greve Geral e paralisar as atividades no próximo dia 19. Além dos atrasos constantes, a falta de reajustes e a falta de transparência estão entre as principais reivindicações.

Fora JB!

Durante a passagem ao vivo, na TV Sergipe, nessa segunda, sobre a manifestação dos servidores públicos, a revolta do funcionalismo é tão grande que já se ouviu os primeiros gritos de “Fora Jackson!”. Para ser candidato a senador, JB dará muito trabalho a Carlos Cauê desta vez…

PMA

O prefeito Edvaldo Nogueira assinou a ordem de serviço para a realização das obras de infraestrutura, drenagem e pavimentação no loteamento Barroso, no bairro Farolândia. Os investimentos neste projeto são de quase R$ 4 milhões, somados os recursos da primeira etapa (R$ 930 mil), cujas obras se iniciaram no último dia 23, e a segunda fase, para a qual serão direcionados R$ 2,9 milhões. O prazo de conclusão é de um ano.

Edvaldo Nogueira

“Esta é a hora que mais me dá alegria de ser prefeito de Aracaju. Quando me candidatei, foi justamente para retomar os projetos que deixei do meu mandato anterior e finalizá-los em benefício da população. Eu deixei mais de R$ 240 milhões em obras para o meu sucessor, sendo que as ações do loteamento Barroso estavam neste pacote”, destacou.

Venâncio Fonseca I

A Associação dos Procuradores do Estado de Sergipe (APESE) promoveu um jantar especial em comemoração aos 35 anos da entidade no restaurante Kaju, no Hotel Quality, em Aracaju. O deputado estadual Venâncio Fonseca (PP), que é procurador do Estado de carreira, foi um dos homenageados durante a solenidade festiva.

Venâncio Fonseca II

Venâncio é um dos fundadores da APESE em Sergipe. “A política é a grande paixão da minha vida. Conquistou-me e foi onde eu construir meu nome, minha história. Mas eu tenho um carinho especial pela Procuradoria, por minha profissão, e tenho orgulho de ver a nossa Associação chegar aos 35 anos, tão pujante, tão atuante”, disse.

Homenagem

O deputado pontuou ainda que estava bastante feliz pela homenagem que recebeu durante o jantar. “A APESE e a PGE são instituições parceiras da Assembleia Legislativa. Sempre mantivemos uma relação estreita e positiva. Ser homenageado pela minha categoria é algo que não tem preço, é a realização para qualquer profissional”, colocou.

Agradecimento

“Que Deus nos dê forças, a cada dia, a cada amanhecer, para que a gente caminhar com esta unidade, com esta irmandade buscando sempre o melhor para a Procuradoria e para o Estado de Sergipe como um todo”, concluiu Venâncio Fonseca, que no jantar estava acompanhado da esposa, Josy Chaves.

Capela I

Os estudantes de Capela continuam mobilizados contra a cobrança do transporte para Aracaju que a prefeita Silvany Sukita planeja instituir. “Estamos abertos ao diálogo, para que juntos possamos encontrar soluções viáveis e efetivas para os estudantes. Sabemos que existem verbas federais para a manutenção do ensino fundamental, verbas estas, que não sofrem  cortes como a do  FPM”, dizem em nota.

Capela II

Ainda na nota, os estudantes lamentam que o Estado não esteja repassando os recursos para o transporte do ensino médio, conforme denunciou a Prefeitura de Capela. “É lamentável, mas não podemos ficar sem transporte por essa possível falha do Estado. Sabemos da crise financeira que todos os municípios enfrentam, no entanto, foi promessa de campanha da prefeita, não só manter os ônibus, mas duplicá-los”.

Capela III

“Enfatizamos que a nossa luta é justa! E a nossa causa, não é só, pelo fato de nos ter tirado os ônibus, mas pela falta de comunicação e planejamento da atual administração, em não ter, previamente nos reunido e comunicado a decisão, ferindo assim o Princípio da Publicidade”, completam os estudantes de Capela.

Protesto

Os estudantes de Capela informam ainda que, nesta quarta-feira (7), a partir das 8 horas, haverá uma reunião com a prefeita Silvany Sukita, agendada por sua assessoria. “Aproveitamos para convidar todos os estudantes e a população para que a gente possa fazer um ato em frente a Prefeitura e aguardarmos respostas positivas”.

Emília Corrêa I

A vereadora Emília Corrêa (PEN) cobra que o PROCON Municipal oriente os consumidores durante o Carnaval, diligenciando a fiscalização de bares e restaurantes no entorno dos locais das festas, para evitar algumas cobranças indevidas. Segundo Emília, o PROCON Municipal, durante o período carnavalesco, deve orienta os consumidores sobre os seus direitos. Nessa época é comum alguns estabelecimentos, como bares e restaurantes, agirem abusivamente.

Emília Corrêa II

“Por exemplo: a cobrança da taxa de consumação mínima e a taxa de reserva ou aluguel de cadeiras. Para evitar esse tipo de prática abusiva, cabe o PROCON fiscalizar os estabelecimentos no entorno dos tradicionais carnavais de rua da cidade”, alertou. De acordo com Emília, o PROCON deve realizar panfletagem durante o Carnaval, com o objetivo de relacionar dicas e informações para os consumidores; sobretudo para evitar que sejam lesados.

Precatórios I

Balanço realizado pelo Departamento de Precatórios revela que o Tribunal de Justiça de Sergipe (TJSE) pagou a credores de precatórios em 2017, R$ 49.878.907,20. Esse montante é maior do que o valor pago nos dois anos anteriores juntos, com 31,55% superior a 2016; e 464,25% a mais que em 2015.

Precatórios II

O Presidente do TJSE, Des. Cezário Siqueira Neto, elegeu como uma das prioridades de sua gestão o pagamento ao maior número possível de credores. Nesse sentido, o Departamento de Precatórios (Deprec) teve aumentado o número de servidores para as atividades de processamento e cálculos e, por consequência, também foi ampliada a área útil do setor, que praticamente dobrou.

TCE I

O conselheiro Carlos Pinna de Assis apresentou aos demais membros do colegiado informações a respeito do estado de risco no qual se encontra a capela localizada na Ponta do Saco, em Estância. O prédio tem valor histórico e cultural para o estado e corre risco de destruição pela ação das marés. Pinna cobrou uma ação por parte do TCE para chamar atenção das autoridades locais quanto à preservação da capela.

TCE II

Ficou decidido que a conselheira Susana Azevedo, responsável pela área de controle da qual faz parte a Secretaria de Estado da Cultura, reunirá as autoridades envolvidas para buscar uma resposta ao problema. De acordo com Pinna, este é um dos deveres constitucionais do TCE, no tocante a patrimônios históricos.

Laranjeiras

A primeira dama do município de Laranjeiras, Martha Hagenbeck, convida todos os amigos para a celebração de uma missa em ação de graças pelo aniversário do prefeito Paulo Hagenbeck, o Paulão das Varzinhas, que será celebrado nesta terça-feira (6), a partir das 10 horas, na Paróquia Sagrado Coração de Jesus, no centro de Laranjeiras.

CRÍTICAS E SUGESTÕES

habacuquevillacorte@gmail.com e habacuquevillacorte@hotmail.com