05/02/18 - 12:58:48

PROCON ESTADUAL E SEJUC FUNCIONAM EM NOVO HORÁRIO

A Secretaria de Justiça e de Defesa do Consumidor (Sejuc) passa a funcionar, a partir desta segunda-feira (05), das 7 às 13 horas. Uma portaria nesse sentido foi baixada pelo secretário Cristiano Barreto e nesse novo  horário estão incluídos a Escola de Gestão Penitenciária (Egesp), Departamento do Sistema Penitenciário (Desipe) e Coordenadoria Estadual de Defesa do Consumidor (Procon Estadual). Cristiano cumpre, assim, um decreto do Governo do Estado de Sergipe.

Diante dessa mudança no horário, as pessoas devem ficar atentas quando precisarem resolver alguma pendência e alguns desses órgãos. Na sede do Procon Estadual, por exemplo, vale reforçar  que horário de atendimento é das 7 às 13 horas. No Procon localizado no Ceac (Centro de Atendimento ao Cidadão) os horários segue o normal, das 07h15 às 17h45nos dias úteis.

Segundo o diretor do Procon Estadual, Andrews Mathews, na sede, algumas seções terão horários diferentes. Das 07 h às 12 h serão realizadas aberturas de processos; das 12 h às 13 h atendimento para retorno de reclamação, quando os clientes buscarão respostas sobre os processos abertos anteriormente. O atendimento para os clientes do Banese Card que desejarem renegociar suas dívidas, será das 08 h às 13 h.

A alteração no horário de funcionamento dos estabelecimentos do Estado decorreu após determinação governamental e faz parte do pacote de 14 medidas de contenção de despesas anunciado no último dia 26 de janeiro pelos secretários Rosman Pereira (Planejamento, Orçamento e Gestão) e Josué Passos Sobrinho (Fazenda), durante entrevista coletiva à imprensa. As medidas foram alinhadas pelo governador Jackson Barreto.

Segundo o secretário Rosman Pereira, que expediu ofício circular nº 389/2018/Seplag, estabelecendo a implantação do turno corrido de expediente nas secretarias e demais órgãos públicos, com as 14 medidas que estão sendo implementadas a meta é economizar até R$ 200 milhões por ano e, consequentemente, proporcionar uma maior estabilidade nas finanças do Estado.

Foto assessoria

Por Antonio Carlos Garcia