08/02/18 - 00:01:08

MUITA COISA PODE MUDAR

DIÓGENES BRAYNERplenario@faxaju.com.br

O clima de arrumação para formação de composições políticas em Sergipe, visando o pleito de outubro, deixa claro que algumas coisas podem mudar radicalmente. Nada ainda está em seu lugar, apesar de algumas certezas claras quanto à formação de chapas majoritária. Anunciada há apenas uma pré-candidatura certa: a de Belivaldo Chagas (MDB), que já prepara a sua pré-campanha.

O grupo de oposição tem nomes para disputar Governo e Senado, mas ainda não se entendeu o suficiente para definição. Eduardo Amorim (PSDB) e André Moura (PSC) dizem que se entendem tão bem que “basta apenas uma troca de olhar”. Na prática não parece assim. Tanto que André quer lançar a chapa majoritária do grupo logo após o carnaval, mas Eduardo trabalha para que aconteça mais adiante.

Ontem, um experiente político disse que não consegue entender o que acontece entre as lideranças oposicionistas: “existe apenas três nomes para formar uma chapa que cabem quatro, mas o entendimento é difícil”. Aliás, muito difícil. André defende que o grupo decida sua posição e o PSB se acople naturalmente, mas Eduardo demonstra cautela sobre isso e conversa à exaustão com os Valadares, para tê-los como aliados já.

Tudo leva a crer que vai conseguir…

Outro fato que não coincide: André Moura quer ser candidato ao Governo, Eduardo também. Mas um não vai atropelar o outro. Mais um impasse: Eduardo quer o deputado Valadares Filho como vice na chapa. Acha que com ele terá maior chance de se eleger. Já André não rejeita composições, mas não faz concessões aos Valadares.

A sensação é de que, logo após o carnaval, muitas conversas vão rolar – talvez cabeças também – para que se chegue a um consenso em torno do objetivo maior de um bloco que precisa encontrar a harmonia e o bom senso.

PESSOAL MUITO NERVOSO

Os deputados estadual e federal de Sergipe que vão a julgamento dia 19, no TSE, sobre as subvenções, demonstram que estão com os nervos à flor da pele.

O TSE vem mantendo sentença dos TREs.

DECLARAÇÃO PREOCUPA

A declaração do novo presidente do TSE, ministro Luis Fux, de que será irredutível na aplicação da Ficha Limpa, mexeu muito mais com o astral dos parlamentares.

Fux também quer combater as notícias falsas nas redes sociais.

COLOCAR OS FAMILIARES

Segundo informou ontem um parlamentar de Sergipe, os deputados que se tornarem impedidos de disputar mandato, vão colocar parentes no pleito.

Indiretamente manterão seus mandatos.

COLOCA NA MÃO DE DEUS

O deputado Capitão Samuel já avisou que “coloca nas mãos de Deus a decisão do TSE”. Diz que não roubou e nem ficou com dinheiro.

– Qualquer decisão que venha cumprirei.

JACKSON RETORNA ANIMADO

O governador Jackson Barreto retornou de Brasília, ontem, bem mais animado. Teve bons contatos nos Ministérios e demonstrou novo astral.

Mas mantendo o ar aflitivo com a situação do Estado.

RESOLUÇÃO PARA O FINISA

A resolução para liberação do empréstimo da Caixa aos Estados, inclusive Sergipe, deve ser publicada entre hoje e amanhã, como disse o ministro Henrique Meirellis.

E o Finisa pode sair até depois do carnaval.

DE UM DEPUTADO DA BASE

Segundo um parlamentar da base aliada, o sonho do ex-senador Almeida Lima (MDB) é assumir a Secretaria da Fazenda e colocar alguém dele na Saúde.

Almeida diz que organizaria rápido as finanças do Estado.

FIRME COM BELIVALDO

O secretário de Turismo Fábio Henrique (PDT) disse ontem que não estará na oposição. Não esconde que Eduardo Amorim afirmou que ele seria um bom vice.

– Continuamos firmes com Belivaldo Chagas, disse Paulo Henrique.

PARA DEPOIS DO CARNAVAL

Mendonça Prado, pré-candidato a governador pelo DEM, vai circular com força total por cidades do interior, em sua pré-campanha.

No momento ele fixa-se na reorganização de diretórios municipais.

PREFEITOS ESPERAM CHAPA

A maioria dos prefeitos ainda indecisa em relação a apoio a candidatos proporcionais, principalmente para deputado federal.

Todos esperam o anúncio das chapas majoritárias.

PREPARAM-SE PARA VISITAS

O deputado Jony Marcos e o ex-prefeito Heleno Silva (PRB) vão visitar lideranças políticas durante o período de carnaval, mas sem entrar na folia.

Será difícil, mas os dois garantem que ficarão quietos.

VAI À FEIJOADA EM NEÓPOLIS

Em Neópolis, no mela-mela das ruas da cidade, Jony Marcos e Heleno participam de feijoada e acham que sairão tão limpos quanto foram.

Será difícil. Muito difícil mesmo. Os bem arrumados atraem o mela-mela.

PRB ESTÁ COM O GOVERNO

O ex-prefeito Heleno Silva (PRB) diz que o seu partido em Sergipe está com o Governo e pertence à base aliada, mas está focado no que deseja a sigla.

O objetivo maior é uma vaga na chapa majoritária.

MACHADO SOBRE A LÓGICA

José Carlos Machado (PSDB), pré-candidato a deputado federal, disse ontem que a cada dia entende menos de política.

Para ele, “na política não prevalece a lógica”.

CONVERSAS NA OPOSIÇÃO

Senador Eduardo Amorim (PSDB) e deputado federal Valadares Filho (PSB) voltaram a conversar ontem para composição no bloco de oposição.

Voltarão a conversar logo após o carnaval.

VALADARES NÃO RECUSA

Valadares Filho diz que disputa a reeleição, mas não deixará de avaliar outras propostas para tentar outro mandato “que seja bom para Sergipe”.

– Não fecharei as portas para atender ao povo do meu Estado, disse.

APRESENTAÇÃO DE CHAPA

A oposição mantém o lançamento da chapa majoritária para logo apo o carnaval, mas o PSB não altera sua posição de só se manifestar sobre isso em abril.

Quer constatar a chapa que o Governo apresentará.

CANDIDATOS E PREFEITOS

Prefeitos ligados à oposição e candidatos proporcionais defendem a divulgação da chapa imediatamente, como deseja o deputado federal André Moura.

Senador Eduardo Amorim é que tenta dar uma segurada…

Notas

Temer comemora a Selic – Michel Temer comemorou a redução da taxa de juros da economia, a Selic. O Copom (Comitê de Política Monetária) do Banco Central cortou ontem a taxa em 0,25 ponto percentual, de 7% em 6,75% ao ano. O valor foi o menor desde 1999, quando o regime de metas para inflação foi adotado.

0x0

Bloqueadores de celular – Os senadores aprovaram ontem um projeto de lei que obriga a instalação de bloqueadores de celular em penitenciária de todos o País. Os equipamentos deverão ser instalados em até 180 dias após a matéria virar lei. Para isso, o texto ainda precisa ser aprovada na Câmara.

0x0

Mudanças na Reforma – O presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse ontem que as mudanças na proposta da reforma da Previdência, apresentadas pelo relator, deputado Arthur Maia (PPS-BA), podem ajudar na negociação com parlamentares que, atualmente, são contra o projeto.

0x0

Moro rejeita ação – Juiz federal Sérgio Moro decidiu ontem rejeitar ação protocolada pela força-tarefa de procuradores da Operação Lava Jato para investigar a veracidade dos recibos do aluguel pago pelo ex-presidente Lula da Silva por um apartamento, localizado em São Bernardo do Campo (SP), vizinho ao que ele mora.
0x0

Redução de juros a tomador final – Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) cobrou ontem do Banco Central medidas para redução dos juros ao tomador final, e não apenas da taxa básica de juros da economia (Selic). “As altas taxas para o tomador final retiram poder de compra das famílias”, disse Paulo Skaf.

0x0

Marco Aurélio nega suspensão – Segundo informação do Poder360, o ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Marco Aurélio Mello vai negar pedido do advogado Antônio Carlos de Almeida Castro, o Kakay, que na semana passada pediu a suspensão da execução de prisões após julgamento em 2ª Instância.

Conversando

Mais calma – Aracaju começa a entrar em ritmo de descanso. Muita gente já inicia viagens para praias e fazendas, onde passam o período de carnaval.

Viagens às praias – Salvador não tem sido o maior destino dos sergipanos. Muita gente prefere as praias de Alagoas, da Bahia e até mesmo de Sergipe.

Reabre trabalho – Assembleia Legislativa reabre os trabalhos dia 15. Uma quinta-feira logo após o carnaval, o que sugere adiar tudo para a segunda-feira (19).

Mais recursos – O deputado André Moura já está em Aracaju e, além de entrevistas, vai a várias cidades do interior anunciar liberação de recursos.

Ano mais lento – Este ano legislativo será bem mais lento que 2017. Com as eleições, a frequência cai e pouca coisa será discutida.

Impede liberação – Aeroporto de Aracaju será privatizado até junho. Isso impediu a liberação de recursos para sua reforma.

Frisson na base – As declarações de Almeida Lima para que Jackson Barreto não disputasse o Senado, criaram um certo frisson na base aliada do Governo.

Vai ajudar – Edvaldo Nogueira declara que se mantém na base aliada a Jackson e que apóia Belivaldo Chagas ao Governo, mas não deixará de ajudar a André Moura.

Contra reforma – Deputado Valadares Filho (PSB) faz pronunciamento na Câmara e reafirma seu voto contra a Reforma da Previdência