09/02/18 - 00:01:39

UM PROJETO MAIS À FRENTE

DIÓGENES BRAYNERplenario@faxaju.com.br

Não provocou grande surpresa, mas criou expectativa o anúncio de que Jackson Barreto deixaria o Governo em março – segunda semana – para disputar vaga no Senado. Não havia dúvida quanto a esse posicionamento de JB, mas também não se tinha absoluta certeza. Os problemas de finanças do Estado, principalmente no que se refere a atrasos na folha de pagamento, deixaram Jackson muito abatido e isso refletia na disposição para disputar mandato.

Mas com a decisão anunciada ontem, isso agora são águas passadas…

Alguns integrantes da base aliada avaliam que as declarações do ex-senador Almeida Lima, atual secretário da Saúde, anteciparam a decisão, para que não provocassem estragos até mesmo na pré-candidatura de Belivaldo Chagas, que naturalmente ficará mais forte à frente do Governo. Entretanto, como a fala de Almeida provocou a decisão de JB, tem quem admita que deveria ter sido dita tudo isso antes.

Jackson Barreto veio bem mais animado de Brasília e demonstra um bom astral, mesmo que se mantenha distante do carnaval. É um nome forte para o Senado, apesar dos tantos problemas expostos na administração. A sua história política lhe dá respaldo popular para enfrentar com êxito uma eleição majoritária que o leve a Brasília. Ainda não se anunciou oficialmente o nome que lhe fará companhia na chapa majoritária. Seja quem for, JB é que puxa os votos, naturalmente.

Já a partir da primeira semana de março, Belivaldo Chagas deve tratar da sua posse no Governo e traçar um projeto arrojado de mudanças, para dar o seu ritmo à administração e mostrar, inclusive, como será o seu Governo no futuro, caso seja reeleito. Quer montar uma equipe jovem, mas sem desprezar os entendimentos políticos, para que a base aliada se mantenha unida em torno de um projeto à frente, como deseja o eleito mais exigente.

CANDIDATURA AO SENADO DE JB

Com o anúncio da candidatura ao Senado e a sua desincompatibilização agora em março, Jackson Barreto provocou um frisson nas redes sociais e nos meios políticos.

Mesmo que isso já fosse esperado por lideranças de todo o Estado.

MOVIMENTO NAS REDES SOCIAIS

Algumas manifestações nas redes sociais e no WhatsApp pessoal mostram que JB não perdeu sua força eleitoral em Sergipe. Também foram registradas várias críticas.

Jackson, entretanto, só tratará do assunto depois do carnaval.

SITUAÇÃO DIFÍCIL VEM DE 2013

Em março de 2013, quando assumiu o Governo, Jackson foi comunicado que não havia dinheiro para o pagamento da folha dos servidores, apesar de vir sendo paga em dia.

É que vinha sendo utilizado dinheiro do empréstimo do Proinvest.

ALMEIDA MUDA DE OPINIÃO

Em menos de 32 horas o secretário da Saúde, Almeida Lima (MDB), mudou de opinião sobre a candidatura do governador Jackson Barreto ao Senado.

Sinal de que deve ter levado um “puxão de orelhas”.

PRIMEIRO A PERMANÊNCIA

No início da semana, o secretário Almeida Lima sugeriu que Jackson Barreto (MDB) permanecesse no Governo até o final do mandato.

O que, de alguma forma, atingiria a pré-candidatura de Belivaldo.

AGORA FALA O CONTRÁRIO

Ontem, em entrevista. Almeida Lima mudou o tom da prosa. Disse que Jackson tem lugar certo no Senado e o quer disputando o mandato.

Essa mudança de opinião chama atenção.

ATINGE A BASE ALIADA

As declarações de Almeida Lima contrariaram a base aliada. A maioria acha que ficou claro que o secretário trabalhou contra a candidatura de Belivaldo Chagas.

Mesmo que o grupo esteja coeso em torno do seu nome.

DURANTE O CARNAVAL

O governador Jackson Barreto passa o carnaval em Sergipe e aproveita para descansar. Vai passar pelo menos três dias em Santana do São Francisco, curtindo o Velho Chico.

JB está com um dos seus irmãos com problema de saúde.

RECEIO DOS PARTIDOS

Os partidos estão com receio de não poderem transferir parte do Fundo Partidário mais à frente e deve antecipar esse tipo de operação para março.

A antecipação é para evitar que não possam fazer transferências na campanha.

PENDÊNCIAS NO TSE

Razão do medo das siglas quanto o Fundo Partidário é porque todas elas têm pendências e ficam impedidas de receber os recursos a partir de agosto.

Os partidos estão muito apreensivos.

HAVERÁ SEGUNDO TURNO

Um experiente observador político previu, ontem, que nas eleições de outubro, em Sergipe, “o primeiro turno vai eleger senadores”.

– O governador eleito só no segundo turno, disse.

DECISÕES APÓS CARNAVAL

Todas as conversas e decisões sobre coligações, visando às eleições de outubro, vão se iniciar na primeira semana após o carnaval.

Situação e oposição têm muita coisa a ajustar.

PENETRA MUITO BEM

O deputado federal André Moura abriu espaço nos assentamentos agrários e penetra bem junto aos assentados, fazendo a regularização fundiária.

Os assentamentos eram exclusivos do MST.

REAVALIAÇÃO DO FICHA SUJA

O presidente do TSE, ministro Luiz Fux, afirmou ontem que a Corte vai reavaliar a possibilidade de políticos condenados em 2ª Instância registrarem candidaturas.

Não tem jeito, a corrupção é bom negócio.

MAR NÃO ESTÁ PARA PEIXE

Apesar das declarações de Luiz Fux, as informações que chegam de Brasília são de que “o mar não está para peixe no julgamento dos deputados, dia 22”.

Caso à parte: a maioria pensa que não será penalizada.

JERÔNIMO SE SOLIDARIZA

Ex-prefeito Jerônimo Reis entrou no whattsap ontem para se solidarizar com o deputado Valadares Filho pelo incidente com a prisão de um servidor de seu gabinete.

Apesar das divergências políticas com o pai do parlamentar.

SOBRE BARRAGEM DE POXIM

Foi detectado um vazamento na barragem do Poxim, no início desta semana. Ainda é diminuto, mas se não houver providências pode-se chegar a um acidente grave.

Durante a inspeção deu-se o conselho de evitar divulgar o risco.

MUDANÇA DE LEGENDA

Voltou a circula, ontem, que o deputado federal André Moura deve filiar-se ao MDB em março. Na realidade André foi convidado, mas isso no ano passado.

Diante do quadro na oposição, o assunto volta à tona.

Notas

Investigar preços nos postos – O ministro da Secretaria Geral da Presidência, Moreira Franco, pediu ao presidente do Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica), Alexandre Barreto, para investigar os preços praticados por postos de combustíveis. O pedido foi oficializado ontem em encontro no gabinete de Barreto.

0x0

R$ 1 bi destinado a pesquisas – O ministro Gilberto Kassab (Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações) disse ontem que há uma grande mobilização para que, pelo menos, R$ 1 bilhão da arrecadação com a privatização da Eletrobras seja destinado a pesquisas. O governo espera arrecadar R$ 12,2 bilhões com a negociação.

0x0

Nova indicação do PTB – O PTB deve anunciar depois do Carnaval nova indicação ao Ministério do Trabalho: o deputado Alex Canziani. O presidente da sigla, Roberto Jefferson, admitiu ao Poder360 que Canziani é o escolhido caso sua filha, Cristiane Brasil (PTB), seja impedida de tomar posse por decisão do STF.

0x0

Sobre cassação de Maluf – O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse ontem que cumprirá a decisão judicial de encaminhar à Mesa o processo que poderá resultar na cassação do mandato do deputado Paulo Maluf (PP-SP), conforme determinado pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin.

0x0

Tom sobre fake newS murcha – Depois de reuniões com agências como FBI e CIA nos Estados Unidos na semana passada, o tom da Polícia Federal (PF) sobre a luta contra fake news murchou. “É um combate difícil. A gente já entra perdendo”, disse o diretor de Combate ao Crime Organizado da Polícia Federal, Eugênio Ricas.

0x0

Bretas libera Cavendish – Em decisão tomada ontem, o juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal, liberou o empreiteiro Fernando Cavendish, dono da Construtora Delta, de cumprir prisão domiciliar. Ele considerou que Cavendish vem colaborando com o processo e aceitou parecer do Ministério Público Federal (MPF).

Conversando

Monta candidatura – José Carlos Machado (PSDB) tem conversado muito para montar sua candidatura à Câmara Federal. Está conseguindo…

Redes sociais – Senador Valadares (PSB) está bem e já se prepara para retornar à mídia, através das redes sociais, principalmente o twitter.

Foco nas redes – Um dos focos dos marketeiros de candidatos majoritários são as redes sociais, apesar da rispidez contra os fakes news.

Alto sertão – O deputado André Moura (PSC) tem intensificado sua presença em cidades do alto sertão e trabalhado junto aos assentados.

Amplia filiações – Mendonça Prado se articula bem para ampliar filiações ao DEM e faz sua pré-campanha a governador lembrando João Alves Filho.

Menos intenso – Aracaju está ficando absolutamente vazia para o carnaval. Já se percebe um trânsito menos intenso. Muita gente viajando neste período.

Anuncia apoio – Dia 23 próximo o PPS faz encontro para anunciar apoio ao grupo da oposição na disputa pelo Governo e Senado.

PSDB decide – A executiva do PSDB decidiu que o partido deve realizar a disputa pela vaga de candidato a presidente no dia 11 de março.

Huck decide – O apresentador Luciano Huck deixou para depois do carnaval sua decisão se será ou não candidato a presidente da República.