15/02/18 - 09:28:11

Greve do Samu: população tem que ser atendida por populares após acidente

A paralisação por 24 horas deflagrada por condutores e técnicos de enfermagem do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) desde as primeiras horas desta quinta-feira (15), já começou a atingir a população.

Alguns municípios do estado estão sem o atendimento do Samu por conta de uma paralisação e de acordo com o sindicato dos condutores de ambulância a paralisação atinge 12 cidades.

Eles alegam que estão recebendo os salários com atraso e cobram reajuste salarial, que segundo eles não acontece há quatro anos.

Os trabalhadores alegam que a paralisação no Samu é de apenas 30% para que a população que precisar de atendimento não seja prejudicada, mas isso acabou não acontecendo, já que ocorreu um acidente por volta das 06:30h, e quando populares acionaram o Samu, a informação era de que não havia ambulâncias disponíveis, o que obrigou que a vitima fosse socorrida por populares e encaminhada ao Hospital Nestor Piva.

Para o Dr. Luiz Eduardo, diretor do Hospital de Urgência de Sergipe, a alegação feita pelo sindicalista Adilson Capote, de que ambulâncias estão quebradas e as novas já deveriam ser entregues e que por isso falta de viaturas, não passa de falácias.

O diretor explicou que em conversa com Lúcia, coordenadora do Samu, ela explicou que “ontem estacamos rodando com 30 USBs e 10 USAS no estado. Um número ótimo de ambulâncias. Geralmente as USAS quebram mais, porém não tem comprometimento atualmente por falta de ambulâncias. Inclusive amanhã será entregue 30 novas ambulâncias que foram compradas com recursos próprios”, explicou o médico.

Munir Darrage

Foto redes sociais