20/02/18 - 15:31:44

Mais de 207 mil pessoas recorreram à Defensoria Pública em 2017

Por Débora Matos

A procura pelos serviços da Defensoria Pública do Estado de Sergipe vem crescendo ao longo dos anos. Só em 2017, mais de 207 mil pessoas recorreram à instituição nas centrais de atendimento e unidades localizadas nos Fóruns e Juizados da Capital e Interior do Estado para solucionar diversas questões cíveis e criminais.

Dos 75 municípios, apenas 12 contam com assistência dos defensores públicos que são: Aracaju, Estância, Tobias Barreto, Canindé do São Francisco, Poço Redondo, Itabaiana, Lagarto, Nossa Senhora do Socorro, São Cristóvão, Barra dos Coqueiros, Simão Dias, Carmópolis (Distritos Rosário do Catete e General Maynard).

Comparando ao ano de 2016, que foi de 187.195 mil atendimentos, houve um aumento em 2017 de 20.224 mil pessoas atendidas, um acréscimo de quase 11%.  Só na área Cível, foram contabilizados 137.133 mil atendimentos, na criminal 50.026 mil e nos Núcleos 20.260 mil pessoas atendidas.

Para o defensor público geral, Jesus Jairo Lacerda, o resultado é fruto do esforço e dedicação dos membros. “Apesar de contarmos com um quadro insuficiente de defensores públicos, o trabalho e esforço dos membros têm tido o reconhecimento da população que a cada dia busca e confia nos serviços da Defensoria Pública”, disse.

“A instituição vem crescendo ao longo dos anos e com isso vem aumentando a necessidade de aumentar o número de defensores públicos, uma vez que 63 municípios sergipanos ainda não contam com a assistência da Defensoria”, conclama Jesus Jairo.

“Essa busca se dá pela confiabilidade nos serviços prestados e pela capacidade e afinco com que os defensores públicos atuam, apesar da pouca estrutura de pessoal de apoio. Nossa esperança é que mais e mais pessoas possam ter a oportunidade de fazer valer o direito constitucionalmente garantido de assistência jurídica integral e gratuita através da Defensoria Pública. E isso só se concretizará quando houver Defensoria Pública atuando em todos os Municípios Sergipanos”, pontuou a corregedora geral, Andreza Tavares.

Foto assessoria