21/02/18 - 14:33:16

JACKSON FAZ ENTREGA DE MEDALHAS DA ORDEM DO MÉRITO APERIPÊ

Governador destacou papel social e transformador da Educação e o quanto as parcerias com as instituições têm contribuído para melhores resultados na área

O governador Jackson Barreto entregou a outorga da medalha do Mérito Aperipê, no grau de Grande Oficial, a seis entidades parceiras do governo do Estado em projetos que contribuem para a construção de uma educação pública de qualidade em Sergipe. Receberam a homenagem o Instituto Sonho Grande, Instituto de Pesquisas em Tecnologia e Inovação (IPTI), Itaú BBA, Instituto Natura, Fundação Telefônica Vivo e Fundação Lemann.

Segundo o governador, a honraria é um reconhecimento da gratidão do governo às instituições parceiras na luta do Estado por uma educação de acesso amplo e que ofereça uma oportunidade de transformação social aos filhos do povo. “Sou fruto da escola pública, fiz o ensino fundamental, médio e superior na escola pública e foi ela que me deu régua e compasso para chegar onde estou. Compreendemos o papel da educação para o povo, para transformação social, principalmente dos mais pobres. Essa medalha é uma pequena parte do reconhecimento do Estado aos senhores e senhoras que contribuem com a educação pública de Sergipe. Esse ato aqui é um hino de amor à educação, daqueles que têm compromisso com a educação, daqueles que fazem da educação não apenas um discurso, mas uma prática por compreender o seu papel social e libertador”, discursou Jackson.

De acordo com o secretário de Estado da Educação, Jorge Carvalho, o projeto de gestão do governo e as parcerias com as diversas instituições do terceiro já demonstram resultados, mas ainda têm muito a oferecer à população sergipana. “Desde que o governador iniciou sua gestão, estabeleceu como prioridade a educação, a qualidade do ensino que oferecemos nas escolas públicas do ensino fundamental, não somente àquelas sustentadas pelo Tesouro, mas também as mantidas pelas prefeituras, pois não importa o mantenedor, o que importa é a qualidade do ensino público ofertado à população em Sergipe. Por isso, buscamos parcerias, como com o IPTI, que tem como fundador um sergipano, Saulo Faria, e que tem nos ajudado com relação a melhoria do letramento dos alunos do Baixo São Francisco e outros projetos em localidades com baixo desenvolvimento no estado. Ou como com a Fundação Telefônica Vivo que, apesar de sermos o menor estado da federação, Sergipe é o estado que conta com o maior número de escolas apoiadas pela Telefônica. Tudo isso que o governador Jackson Barreto iniciou não faz parte de um programa de governo, mas de um programa de Estado, cujos resultados já começam a aparecer, mas que os maiores frutos serão colhidos daqui a uma década”.

Jorge Carvalho ressaltou o ganho obtido pela ampliação do ensino integral em Sergipe e destacou os parceiros do programa Educa +. “Para a implantação da educação em tempo integral em Sergipe, a Seed conta com a parceria do institutos de Corresponsabilidade pela Educação (ICE), Natura e Sonho Grande. O Educa + buscou uma escola mais atraente e a força do ensino integral pode ser demonstrada em números. Em 2016, 305 estudantes concluíram o ensino médio no Atheneu Sergipense, 305 tiveram bons resultados no Enem e todos ingressaram na universidade. Em 2017, 302 concluíram o ensino médio nesta unidade e esses 302 estudantes estão matriculados na universidade. Mas não é só na capital que o ensino integral já apresenta excelentes resultados. No Centro de Excelência Manoel Messias Feitosa, sediado em Nossa Senhora da Glória, dos cerca de 200 estudantes que concluíram o ensino médio em 2017, todos ingressaram no ensino superior. Algo inédito no Alto Sertão, já que a  média habitual antes era de 15% de estudantes que tinha acesso ao ensino superior após conclusão do ensino médio. Muito deste alunos são da zona rural, precisam do transporte público e conseguiram alcançar esse sonho com o apoio do governo. Iniciamos a gestão com duas escolas em Tempo Integral, passamos para 17 em 2017 e vamos deixar 42 escolas deste modelo em 2018. É o maior crescimento percentual na oferta do ensino integral se comparado a qualquer estado do Brasil”, garantiu o secretário.

Jackson apontou que os resultados positivos que o Estado apresenta hoje têm a marca de cada uma das instituições homenageadas na solenidade. “Tenho absoluta certeza que essas parcerias fizeram a educação do nosso estado avançar e conseguir grandes espaços. Quando a gente recebe a informação que mais de 300 alunos do Atheneu, 200 alunos de uma escola em Nossa Senhora da Glória concluíram o segundo grau e todos tiveram acesso à Universidade, a gente vibra. Porque essa é uma vitória do povo. Uma vitória da escola pública, da educação, do trabalho do governo e dessas instituições que deram sua contribuição. De sorte que, a gente fica com a consciência tranquila do dever cumprido. Oferecemos oportunidade ao povo, às pessoas mais pobres que procuram na escola pública a chance de ingressar na universidade e, amanhã, como profissionais, servirão melhor à sociedade”, declarou o governador.

O diretor-presidente do Instituto Natura, David Saad, falou da satisfação pelo reconhecimento às instituições. “É uma grande honra estar aqui nessa solenidade, acredito que todos os institutos que estão aqui trabalham incansavelmente para melhorar a qualidade da educação brasileira. Este momento é muito importante pra nós, porque nos estimula a continuar o nosso trabalho, que já é de longo tempo. Falando em nome do Instituto Natura, mas também de todos os outros institutos, é sempre bom lembrar que todos  aqui são totalmente apartidários – o Instituto Natura, por exemplo, tem parceira em praticamente todos os estados brasileiros -, independentemente de qualquer partido político, o nosso partido é a Educação”.

Saad ainda elogiou o trabalho feito em prol da Educação pela gestão estadual. “Faço esse agradecimento por esse reconhecimento e também queria parabenizar o trabalho que tem sido feito aqui em Sergipe. O governador e o secretário fizeram duas coisas muito importantes: uma foi entender com muita clareza que, sem a melhoria da qualidade da Educação brasileira, não há desenvolvimento. E a outra coisa muito importante foi conseguir articular, com as forças existentes na sociedade – uma delas aqui, o terceiro setor e as instituições -, para apoiar as mudanças propostas pela Educação de Sergipe.  Nenhum instituto veio aqui e colocou o seu projeto, na verdade nós apoiamos o governo de Sergipe a implementar as políticas públicas que eles queriam. Essa foi uma articulação muito inteligente, muito bem feita, e por que eu gostaria de parabenizar o governo de Sergipe”.

O diretor-presidente do Instituto Natura também enfatizou a necessidade de continuidade das políticas públicas que estão dando certo no estado e no país. “Gostaria também de lembrar que neste ano de 2018, a gente começa o processo de transição, dos governos estadual e federal, e um dos maiores problemas que a gente tem é a descontinuidade das políticas públicas. Queria dizer que a responsabilidade de todos que estão nessa sala e da sociedade como um todo é fazer o possível para que essa nova transição não signifique descontinuidade das políticas públicas na Educação. Seja em Sergipe ou no Brasil. Isso é muito importante, acho que a gente deve fazer todo um esforço como sociedade, para que não aconteça a descontinuidade. A Educação brasileira não suporta mais um ciclo de descontinuidade de políticas públicas, melhorar sim, organizar sim, mas a gente precisa dar continuidade aquelas políticas públicas que funcionam. Aqui em Sergipe, nós temos acompanhado de perto, muitas políticas, muitas reformas, muitas coisas interessantes foram implementadas na Educação e precisam ser continuadas, para que daqui há cinco ou dez anos, traga o efeito que todos nós esperamos. Finalizo agradecendo a honra de estar aqui hoje, e a oportunidade que vocês nos deram de participar da nova história da Educação de Sergipe”, concluiu David Saad.

A comenda

A Ordem do Mérito Aperipê foi instituída pelo Decreto nº 2.377 de 02/09/1972 e disciplinada pelo Decreto Estadual n.º 2.765, de 01/03/1974. É a mais alta condecoração conferida pelo governo do Estado e destina-se a distinguir personalidades e instituições que prestaram relevantes serviços ao estado de Sergipe e ao Brasil.

O governo do Estado de Sergipe buscou homenagear o Cacique Aperipê, líder indígena que preferiu viver livre e soberano entre os seus pares a ter que se curvar ao domínio da Coroa Portuguesa, materializando o símbolo do espírito libertário do povo sergipano.

O secretário de Estado de Governo e chanceler da Ordem, Benedito Figueiredo, leu o decreto da outorga para os presentes e reafirmou a valorização da parceria das instituições para qualidade do ensino público oferecido em Sergipe.

Conforme o secretário de Estado da Cultura, João Augusto Gama da Silva, as parcerias repercutem em outras áreas e merecem o reconhecimento. “O Mérito Aperipê é uma medalha que é concedida a pessoas e entidades que prestam serviços relevantes ao estado de Sergipe. São diversas entidades e categorias que têm prestado um relevante serviço na área da educação, portanto, o Estado de Sergipe, através do seu governo, reconhece esse trabalho, e esse é um momento de premiá-los. Com uma sociedade que investe na educação, a cultura, naturalmente, também se fortifica. Não há sociedade civilizada sem cultura e sem educação”.

Entidades

O Instituto Sonho Grande é uma instituição que atua na melhora do ensino público brasileiro, estabelecendo parcerias com outras ONGs e fundações ligadas à educação. O Instituto busca novas oportunidades de melhora na educação por meio de pesquisas e estudos e impactar a educação básica nos próximos 15 anos em todo Brasil.

A instituição tem colaborado com o estado de Sergipe por meio do financiamento da assistência e cooperação técnica para a oferta do ensino médio em tempo integral nas escolas da rede pública do Estado.

O Instituto de Pesquisa em Tecnologia e Inovação (IPTI) é uma instituição fundada em 2003, em São Paulo com o objetivo de desenvolver soluções inovadoras integrando tecnologia e processos humanos, tendo prioridades a educação, saúde pública e economias criativas.

O IPTI em parceria com o governo do Estado de Sergipe vem desenvolvendo o Projeto Somos, que busca aperfeiçoar a qualidade do ensino fundamental, principalmente nos anos iniciais, em quatorze municípios sergipanos, são eles: Amparo do São Francisco, Aquidabã, Brejo Grande, Canhoba, Cedro de São João, Ilha das Flores, Japoatã, Neópolis, Pacatuba, Propriá, Santa Luzia do Itanhi, Santana do São Francisco, São Francisco e Telha.

O Projeto atende 129 escolas estaduais e municipais e está capacitando 338 professores e atendendo a 6.399 estudantes do 1º ao 3º ano do ensino fundamental. No Projeto, as escolas receberam 855 tablets. Além dos alunos beneficiados diretamente, outros 35.156 estão cadastrados para receber as ações do programa.

“A gente está sediado em Santa Luzia, que é um município muito pobre, e  desenvolvemos as tecnologias lá para justamente poder dar escala depois. Quando funciona lá, em tese, pode funcionar em qualquer outro município. O governador e o secretário convidaram a gente para levar as tecnologias de Santa Luzia para os municípios do Baixo São Francisco. Estamos fazendo isso desde 2016, no modelo em que a escola e os professores que têm uma boa atuação viram replicadores, porque não tem ninguém melhor do que eles para ensinarem como fazer um trabalho bem feito. Acho que, mais do que tecnologia, o projeto é de causa. O objetivo é trazer uma onda positiva para a educação, porque a maior parte dos educadores tem muita vontade que as escolas sejam mais eficientes, que eles colham resultados melhores. O projeto somos tem a ideia de reerguer a esperança, mas não de maneira abstrata, mas baseada nos bons exemplos que os professores tem provado em campo, o que inspira outros educadores e cria uma onda positiva”,  explicou o cofundador do IPTI, Saulo Faria Brandão.

O Itaú BBA tem contribuído com a política de educação do governo de Sergipe oferecendo consultores especialistas em educação totalmente sem ônus para o Estado de Sergipe. Os consultores estão ajudando o estado e os municípios na discussão para encontrar as melhores formas para implantar as reformas preconizadas pela Base Nacional Comum Curricular-BNCC.

Quanto ao Instituto Natura, esse contribui para o fortalecimento da educação e atua para que pessoas e organizações somem forças e possam emergir em uma grande comunidade colaborativa, promovendo processos e ambientes de aprendizagem mais eficazes e transformadores.

O Instituto Natura é parceiro da política educacional do governo do Estado com ações que colaboram no financiamento da formação e capacitação nos programas de avaliação dos resultados do Ensino Médio em Tempo Integral.

Já a Fundação Telefônica Vivo desenvolve projetos que incentivam práticas pedagógicas ativas, facilitando o acesso ao conhecimento e qualificando a aprendizagem de crianças e jovens.

O Projeto Escolas Conectadas é uma das iniciativas da fundação e busca auxiliar os professores e gestores no aprimoramento de seus conhecimentos e métodos de forma gratuita, com certificação emitida pela Universidade Estadual do Rio Grande do Sul. O Projeto oferece cursos online gratuitos e incentiva a aplicação de métodos inovadores de ensino.

A Fundação Telefônica Vivo estabeleceu parceria com o governo do Estado de Sergipe e prefeituras para melhorar a qualidade do ensino, qualificando o trabalho de gestão da sala de aula nos anos iniciais do ensino fundamental. Mais de 18.500 alunos e 775 educadores sergipanos estão sendo beneficiados pelas ações do Projeto, que, este ano, irá entregar às 321 escolas públicas que aderiram ao Projeto Aula Digital, uma maleta contendo 34 tablets, um laptop, um projetor e um modem.

O Projeto Aula Digital contempla ainda a oferta de conteúdos pedagógicos digitais, por meio de um ambiente virtual de aprendizagem colaborativo e intuitivo para docentes e estudantes com conteúdos de Língua Portuguesa, Matemática, Ciências, Tecnologia e Cidadania.

A Fundação Lemann, por sua vez, desenvolve e apoia projetos inovadores em educação, realiza pesquisas para embasar políticas públicas no setor e oferece formação para profissionais da educação. A instituição busca parcerias com as secretarias de educação visando garantir a aprendizagem de todos os alunos através de programas. As iniciativas baseiam-se em experiências nacionais e internacionais bem-sucedidas, como também no conhecimento que a equipe acumulou em interações em escolas públicas e secretarias de educação do país.

A instituição disponibiliza cursos para educadores. Um deles, o Gestão de Sala de Aula, foi avaliado pelo Banco Mundial, que verificou mudanças significativas nas práticas das escolas participantes.

A Fundação Lemann tem mantido parceria com a Seed desde 2015, objetivando melhorar a qualidade do ensino fundamental oferecido pelas escolas estaduais e contribuído para os avanços do programa de intensificação da aprendizagem, através de consultores técnicos, postos à disposição da Secretaria. Além disso, também tem sido uma parceria importante na discussão do processo de implantação das reformas preconizadas pela Base Nacional Comum Curricular-BNCC.

Participação

Receberam a medalha em nome das instituições homenageadas, o diretor de Projetos do Instituto Sonho Grande, Sandro Castro; o cofundador do IPTI, Saulo Faria Brandão; a assessora do Itaú BBA, Márcia Leal; a gerente de Projetos Sociais da Fundação Telefônica Vivo, Mila Tonarelli Gonçalves; o gerente de Projetos da Fundação Lemann, Guilherme Antunes e o diretor-presidente do Instituto Natura, David Saad.

Participaram da solenidade também, os secretários de Estado da Comunicação, Sales Neto e do Desenvolvimento Econômico, da Ciência e Tecnologia, José Augusto Pereira e a superintendente executiva da Secretaria de Estado da Inclusão, Roseli Andrade.

ASN

Foto Jorge Henrique