22/02/18 - 07:40:04

Aproxima-se a hora da verdade

Passado o Carnaval, a classe política vê se aproximar a hora de serem definidas as candidaturas a governador, deputados e senador. Os dois primeiros meses deste ano foram para divulgação dos nomes e avaliação de possíveis alianças. Agora, as conversas entre as lideranças e os pré-candidatos começam a ficar mais sérias, pois os partidos só terão até agosto para anunciar oficialmente com que time vão ao pleito de outubro. A situação já tem pré-candidato ao governo, porém falta definir os postulantes ao Senado e resolver as coligações proporcionais. A oposição está mais atrasada nas conversas, não tendo batido ainda o martelo sobre quem concorrerá ao Executivo estadual e quais os candidatos às duas vagas senatorias. Também falta definir se apresenta chapinhas ou chapão na disputa proporcional. Estas dúvidas e os acordos por debaixo dos panos intensificarão as conversas entre partidos e pré-candidatos, com todos os lados pisando em ovos para que os aliados não debandem para o time adversário.

Fisco invocado

Os auditores estaduais decidem hoje se voltam a cruzar os baços a partir da próxima quinta-próxima. A categoria reclama do silêncio governamental sobre suas reivindicações, que incluiu o pagamento dos salários e aposentadorias em dia. Segundo o presidente do Sindifisco, o governo não paga a folha de pessoal em dia “porque não quer”. Homem, será?

Toga punida

Por ampla maioria, o pleno do Tribunal de Justiça de Sergipe aposentou compulsoriamente o juiz de direito Anselmo Oliveira. Ele é acusado de demorar em demasia para julgar os processos, não fundamentar coerentemente as sentenças aplicadas e fazer julgamentos fora de sua competência. O magistrado punido promete recorrer ao Conselho Nacional de Justiça contra a decisão dos desembargadores.

Saúde agradece

Tramita na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania do Senado proposta que destina ao SUS 30% da receita arrecadada com a cobrança de multas de trânsito. De autoria do senador Eduardo Amorim (PSDB), a matéria determina que o valor arrecadado com as multas seja usado como uma fonte alternativa, não devendo compor o percentual mínimo na saúde. Certíssimo!

Hora de sair

O militar deverá estar afastado do serviço ativo no momento em que requerer o seu registro de candidatura. Segundo a Justiça Eleitoral,  o afastamento do militar – em geral, somente após o deferimento do registro – não lhe permitiria participar da campanha eleitoral em igualdade mínima de chances com os demais candidatos. É, pode ser!

Deu pra trás

O Diário Oficial do Estado publica, nesta quinta-feira, decreto tornando sem efeito a nomeação de Mércia Luci Farias Barreto Viana em um cargo de comissão, com salário de R$ 6,5 mil. O governo voltou atrás após a grande repercussão negativa da nomeação. A jovem senhora exonerada vem a ser esposa do deputado estadual Robson Viana (PEM), amigo íntimo do governador Jackson Barreto (MDB). Aff, Maria!

Sem pressa

Perde tempo quem espera que o PSB defina logo com qual roupa vai ao baile eleitoral deste ano. Segundo o senador Antônio Carlos Valadares, só a partir de março ou abril o PSB decidirá sobre candidaturas. “Não vamos tomar decisões no escuro”. E Vavá vai além: “Se outros partidos resolverem lançar chapas agora, têm todo direito, mas não terão nomes do PSB fazendo parte de tal composição”. Marminino!

 Partido sujeira

E o PHS sergipano trocou o presidente ficha suja Manoel Sukita pelo também ficha suja deputado Augusto Bezerra. Mesmo tendo perdido o comando da legenda, Sukita vai permanecer no PHS para, se a Justiça permitir, disputar uma cadeira na Câmara Federal. Bezerra também sonha em renovar o mandato na Assembleia, contudo esbarra justamente na danadinha da lei da Ficha Limpa. Misericórdia!

Debandada

A decisão do Supremo Tribunal Federal de manter em prisão domiciliar detentas com filhos menores vai reduzir a população do Presídio Feminino de Sergipe. Das

239 mulheres internas naquele reformatório, 107 têm filhos com até 12 anos de idade, e cinco são mães de crianças portadoras de necessidades especiais. Outras nove presas estão grávidas. Nos últimos 30 dias, quatro detentas mães de bebês foram liberadas pela Justiça.

Trama denunciada

O senador sergipano Elber Batalha (PSB) vê com desconfiança as negociações entre o Banco Central e operadoras de cartões de crédito para extinguir a modalidade de compra parcelada sem juros. Batalha, que esta substituindo o titular Antônio Carlos Valadares (PSB), entende que o Senado não pode ficar omisso diante da possibilidade de “uma trama” dos bancos. A compra parcelada sem juros corresponde a cerca de 50% das vendas no cartão, algo em torno de mais de R$ 400 bilhões.

Recorte de jornal

Publicado no jornal aracajuano Diário da Manhã, em 22 de outubro de 1918.

Resumo dos Jornais