27/02/18 - 05:13:23

DECRETO PARA CONTER GASTOS COMPROMETE SEGURANÇA, DIZ CEL

O coronel da Polícia Militar Henrique Alves Rocha, escreveu um artigo nesta segunda-feira (27), onde ele diz que Aracaju é a capital mais violenta e que “o governo não possui políticas públicas de segurança”.

Veja o que diz o coronel:

Segundo dados do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, o Estado de Sergipe é o mais violento entre todos os estados, com cerca de 65 homicídios por 100 mil habitantes. A capital de todos os sergipanos Aracaju, é a mais violenta dentre todas as capitais, com 66,7 homicídios por 100 mil habitantes. Dados apresentados no segundo semestre do ano passado, referentes a 2016.

Depois de um trabalho árduo das polícias estaduais, o ano de 2017 foi marcado por uma ligeira queda no número de homicídios.

Vale ressaltar que o governo não possui políticas públicas de segurança, tampouco de combate as drogas, e que a prevenção é relegada a segundo plano, mas mesmo assim foi possível esta ligeira baixa nos índices.

O que o governo faz diante dos ainda altíssimos índices de violência em nosso estado? para surpresa de todos emite um decreto para conter gastos, obrigando a polícia militar a diminuir o número dos veículos locados e diminuir também os gastos com combustível.

Apenas em um dos contratos da Polícia Militar, com 110 veículos locados, serão retirados do policiamento ostensivo mais de 60 viaturas.

Essa decisão é tão absurda que não merece maiores esclarecimentos.

A polícia Militar presta um serviço essencial, a retirada de veículos das ruas implica num real aumento da violência.

Agregada a essa decisão absurda, a falta de liberação de verbas para pagamento de policiamentos extraordinários, compromete e diminui sensivelmente as operações policiais.

Acredito que é possível rever toda essa situação de diminuição de viaturas nas ruas, de um estado campeão nacional de homicídios. Com a palavra o governo do Estado.

Sugiro ao governo a contratação imediata dos candidatos que já realizaram o curso de formação da polícia civil para serem ativadas delegacias no interior para evitar que cidades fiquem sem policiamento ostensivo, quando do deslocamento das guarnições de serviço para outros municípios a fim de realizarem flagrantes, comprometendo a segurança de todos os sergipanos.

Sobre o concurso da PM não creio mais ser possível a sua realização este ano.

Coronel Rocha