27/02/18 - 13:20:45

HU/UFS: COMISSÃO DE PREVENÇÃO ACIDENTES PROMOVE PALESTRA

Por meio de uma iniciativa da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (Cipa) do Hospital Universitário da Universidade Federal de Sergipe (HU-UFS), trabalhadores da instituição assistiram nesta terça-feira, 27, à palestra Diga Não à Violência: aprendendo a não ser vítima da violência no trabalho e fora dele. O evento foi uma parceria com a Polícia Militar de Sergipe (PMSE), que disponibilizou dois membros da corporação para que o tema pudesse ser abordado no hospital.

De acordo com Cleomar Batista, presidente interino da Cipa do HU-UFS, o tema segurança é interessante para todos que transitam pelo hospital. “Por sermos uma instituição pública, com acesso livre, estamos sujeitos a diversas eventualidades. É importante conhecer formas seguras de evitar problemas”, comentou durante a abertura do evento.

A palestra foi ministrada conjuntamente pelo Major Geovânio Lima e pela Cabo Jucilene Matias. “É interessante fazer uma análise, citando inclusive pensadores como Thomas Hobbes, Jean Jacques Rousseau e Sigmund Freud, partindo também para dicas que se aplicam em nosso cotidiano, como o fato de evitar ir a bancos à noite ou ficar dentro do carro manuseando o telefone celular”, afirmou o major.

Já a cabo Jucilene destacou a importância de a polícia estar mais próxima da comunidade. “Em eventos como esse, chamamos a população para analisar a problemática da violência, ver o que podemos fazer, fornecer orientações sobre segurança e abrir um diálogo construtivo”, disse Jucilene.

Dicas

Durante a palestra, os trabalhadores receberam algumas orientações básicas, como procurar andar acompanhado; evitar se deslocar por lugares desertos ou mal iluminados, que possam facilitar ações criminosas; manter-se alerta durante os trajetos a pé, principalmente ao voltar a seu veículo, seja saindo do trabalho ou em horário de lazer.

Além disso, deve ser evitado o transporte de bens de valor, como equipamentos eletrônicos, cordões, relógios, joias e grandes quantidades em dinheiro.

Foto assessoria

Por Andreza Azevedo