27/02/18 - 07:34:21

Terra Dura, pra viver!

Localizado na periferia de Aracaju, o bairro Santa Maria é o exemplo melhor acabado de como o Estado condena o cidadão à miséria. Conhecida antes como Terra Dura, a localidade foi escolhida para abrigar migrantes do interior de Sergipe e moradores das primeiras favelas da capital. Desde a década de 80, o bairro recebe famílias sem qualquer renda ou ganhando no máximo um salário mínimo. Por muitos anos, o Estado só se fazia presente no Santa Maria através da Polícia. Também aparecem por lá os candidatos em época de campanha política. Estes prometem mundos e fundos aos moradores em troca de votos, mas desaparecem depois das eleições. A crescente violência, a precariedade dos serviços de saúde, iluminação pública, transporte escolar, creches, lazer e infraestrutura habitacional, são problemas que não se revolvem de uma hora pra outra. Portanto, vamos continuar assistindo as operações policiais para prender criminosos que praticam crimes dentro e fora do Santa Maria, uma terra muito dura pra viver.

Goela abaixo

O Tribunal de Justiça determinou à Câmara de Aracaju que instale imediatamente a CPI do lixo. Sugerida pela minoria do Legislativo, a investigação estava engavetada desde o ano passado. Agora, a presidência da Câmara terá que apurar os contratos emergenciais feitos pela Prefeitura com as empresas coletoras de lixo. Pode sobrar pra muita gente.

Conta gotas

Parte dos servidores estaduais recebem os salários deste mês no próximo dia 1º, quinta-feira. Vão botar a mão na grande depois de amanhã o pessoal do Sergipeprevidência, Ipesaúde, Segrase e Agrese e Educação lotado em escolas. O demais servidores, assim como os aposentados e pensionistas, só verão a cor do dinheiro quando Deus der bom tempo. Que miserê!

Amigos do rei

 Ganha uma mariola quem souber quantos conselheiros existem nas estatais e autarquias de Sergipe e qual o custo deles para os cofres públicos. À boca miúda, comenta-se que alguns apadrinhados participam de dois, três, até seis conselhos consultivos, comparecem a apenas uma reunião mensal e embolsam uma grana razoável. Enquanto essa turma faz a festa, lambuzando-se com o dinheiro público, o servidor estadual passa fome. Cruz credo!

Não vende

E o governador Jackson Barreto (MDB) colocou um ponto final no disse-me-disse sobre a privatização da Deso. Para alegria dos empregados da estatal de saneamento básico, o emedebista anunciou o rompimento do contrato autorizando o BNDES estudar a privatização da companhia. JB diz ter tomado a decisão após uma senhora ter lhe dito que, por ser um bem de Deus, a água não pode ser privatizada.

Tá no páreo

O deputado federal Laércio Oliveira (PROS) se apressou em negar que desistiu de disputar a reeleição. Também reafirmou o desejo de concorrer à presidência da Confederação Nacional do Comércio. Segundo ele, os dois cargos não são incompatíveis. Por isso mesmo, Laércio trabalha em Sergipe para se manter na Câmara Federal e no Brasil visando conquistar a presidência da poderosa CNC. O que não lhe falta é fôlego!

Quer ser deputado

Coronel Barros está entre os muitos militares sergipanos que sonham com um mandato parlamentar. E para garantir a candidatura a deputado estadual, ele ingressou ao PSB, tendo a ficha de filiação abonada pelo senador Antônio Carlos Valadares. Agora é correr atrás dos votos!

Pode melar

Tramita no Tribunal Superior Eleitoral ações contra a retirada do P de partido da sigla PMDB. A legenda tem três dias para apresentar defesa visando manter a sigla sem o P. Outras três legendas aguardam a análise por parte do TSE de pedidos para alteração de nomenclatura: O PSDC quer se chamar Democracia Cristã (DC), o PEN pretende mudar para Patriota e o PP quer trocar para Progressistas.

Abra o olho

A cada 15,9 segundos ocorre uma tentativa de fraude através do roubo de identidade, em que dados pessoais são usados por criminosos para firmar negócios. Segundo o Indicador Serasa Experian, entre as tentativas de golpe, a principal é a emissão de cartões de crédito obtidos com identificação falsa ou roubada. A telefonia foi responsável por 42,3% do total de tentativas de fraude.

Vigarice eleitoral

É forte o movimento de vários setores da sociedade contra os ladrões de consciência, aqueles políticos que enxergam o eleitor como gado preso no curral e pronto para ser vendido. É papel de todo cidadão ajudar a inibir as ações dos maus políticos, que pensam ser a eleição um trampolim para o enriquecimento ilícito. Ao povo, cabe denunciar os vigaristas eleitorais, pois vender o voto é perder a cidadania.

 Recorte de jornal

 

Publicado no jornal Correio de Aracaju, em 30 de novembro de 1926.

Resumo dos jornais