06/03/18 - 16:21:56

MPE E PC EM PARCERIA PARA COMBATER CORRUPÇÃO EM SE

Nesta segunda-feira (05), os promotores de Justiça Luciana Duarte e Bruno Melo fizeram uma visita à sede do Departamento de Crimes contra a Ordem Tributária e Administração Pública – DEOTAP, para tratar das operações conjuntas previstas para o ano de 2018 no combate à corrupção.

Luciana Duarte e Bruno Melo são integrantes do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado do Ministério Público de Sergipe – GAECO e foram recebidos pelas delegadas Thais Lemos – Diretora do Deotap – e Lara Schuster.

De acordo com Bruno Melo, a visita fortalece os vínculos entre as Instituições. “Trabalhamos com procedimentos complexos e essa união somente engrandece nossa atuação. O MP tem se ombreado com o Deotap na promoção de ações que visam reprimir os crimes de corrupção”, salientou o promotor.

Luciana Duarte explicou que vários encontros entre os órgãos estão sendo realizados e que o MP veio ao Deotap para ajustar alguns procedimentos para futuras investigações. “A nossa parceria é reafirmada constantemente”, disse a promotora ao afirmar que várias operações estão por vir ao longo de 2018. Ela comentou: “A corrupção nos envergonha como nação e deve ser combatida por todos. O MP sempre estará unido com o Deotap e com a sociedade. Juntos somos mais fortes para acabar com a corrupção e desautorizar, repelir e neutralizar todas as tentativas de limitar as ações e os instrumentos de combate, quaisquer que sejam os pretextos”.

“Nosso trabalho com o MP tem sido feito de forma integrada, principalmente com o Gaeco. Onde atuamos juntos, os resultados são positivos e é justamente esta união de esforços em busca de um bem comum que queremos manter”, disse a delegada Thais Lemos.

O GAECO

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado foi instituído no Ministério Público de Sergipe através da portaria no 635/2011, e tem por finalidade identificar, prevenir e reprimir as atividades ilícitas praticadas por organizações criminosas no Estado de Sergipe.

O Gaeco tem atribuição para oficiar nas representações, procedimentos investigatórios, inquéritos policiais e processos destinados a identificar e reprimir as organizações criminosas, e coletar elementos de prova, frente à ocorrência de práticas criminosas ou ilícitas de maior dimensão ou complexidade, ou que importem maior gravame à coletividade.

Nesse contexto, compete também ao GAECO combater a ação de agentes públicos integrantes de organizações criminosas e grupos de extermínio, realizando, em caso de necessidade, trabalho em conjunto com órgãos de segurança pública.

O perfil do grupo é de atuação discreta e de resultados, sempre buscando agilidade e efetividade na investigação e persecução dos crimes, de forma a embasar uma prestação jurisdicional segura e uma atuação ministerial voltada para o efetivo combate ao crime organizado no âmbito do Estado de Sergipe.

Jarbas Adelino, promotor de Justiça e integrante do Gaeco, comentou que a Procuradoria Geral de Justiça vem, cada vez mais, equipando o Gaeco não só com material humano mas com softwares modernos e outros equipamentos imprescindíveis para a produção de investigação. Ele disse que o Gaeco está sempre á disposição dos colegas. “Embora possamos fazer nossas investigações com autonomia, é diretriz do PGJ Rony Almeida e dos membros do Grupo atuar junto com a PC, notadamente com o Deotap”.

Jarbas Adelino afirmou que essa parceria traz benefícios para a sociedade. “Essa parceria é sempre reafirmada e, através dela, colhemos bons frutos no trabalho de investigação”.

MPE