07/03/18 - 07:52:03

A caminho do xilindró

Ao negar habeas corpus preventivo ao ex-presidente Lula da Silva (PT), o Superior Tribunal de Justiça alargou a possibilidade de ele ser preso. Como o Supremo Tribunal Federal não deve discutir tão cedo a revisão da prisão após o réu ser condenado em segunda instância, o “Barba” está mais perto da cadeia do que da presidência da República. Além da clausura iminente, Lula tem pouquíssimas chances de participar as próximas eleições, pois não conseguirá reverter sua condição de ficha suja. Claro que os petistas vão continuar protestando contra a condenação de seu líder maior e brigando pelo direito de ele se candidatar, porém o barulho vermelho não impedirá o cumprimento da lei. Quem viver verá!

Ficou pra depois

Ficou pra depois o julgamento dos deputados sergipanos já condenados por mau uso das verbas de subvenção. O Tribunal Superior Eleitoral tirou o processo da pauta de amanhã e ainda não marcou uma nova data para julgá-lo. Tentam reverter no TSE a condição de ficha suja os deputados estaduais Jefferson Andrade (PSD), Capitão Samuel (PSL), Zezinho Guimarães (MDB), Gustinho Ribeiro (PRP) e o deputado federal Adelson Barreto (PR).

Escravidão

 De 10 acidentes de trabalho ocorridos no país, oito acontecem, em média, com funcionários terceirizados. Segundo pesquisa do Dieese, o mesmo percentual se reflete no número de mortes nos acidentes com trabalhadores terceirizados. Para se ter uma ideia dos malefícios da terceirização, das mortes por acidentes ocorridas no setor elétrico brasileiro, 80% das vítimas eram terceirizadas. Misericórdia!

Não se juntam

O PT se apressa em afastar qualquer hipótese de uma aliança com o PSDB e o PSC. “Não discutiremos com partidos que apoiam este governo golpista, que está querendo acabar com a aposentadoria do trabalhador”, discursa o líder petista Márcio Macedo. E quem disse que os tucanos e cristãos sergipanos querem se juntar ao PT?

Não valeu

E a Justiça desfez a eleição da mesa diretora da Câmara Municipal de Itabaiana. A anulação se fundamentou em denúncia do vereador Vaguinho de Vado (PR), para quem o regimento da Casa não foi respeitado. Cabe à presidente eleita Ivoni Andrade (PMDB) recorrer contra a decisão ou realizar um novo pleito. Aguardemos, portanto!

Assédio denunciado

A vereadora aracajuana Emília Corrêa (Patriota) criticou a forma como alguns parlamentares reagem aos discursos dela: “Quando partimos para o enfrentamento, na base do discurso enfático, somos chamadas de nervosas, desqualificadas e destemperadas. Isso é puro machismo”, reagiu. Segundo Emília, aos se comportarem assim, os vereadores estão praticando assédio moral. Homem, vôte!

Cadê o dinheiro?

Sindicalistas debatem hoje as finanças do governo estadual e a difícil situação dos servidores. Será na sede da CUT e contará com a participação do Dieese. Segundo Roberto Silva, secretário da CUT, o governo mente quando diz não ter recursos para reajustar os salários dos servidores: “O problema do estado não é falta de dinheiro, pois a arrecadação de Sergipe aumenta mês a mês”. Misericórdia!

Fies difícil

Apesar do relato de alguns internautas sobre falhas no sistema de inscrição do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), o Ministério da Educação garante que não há problema com o sistema. Os estudantes reclamam que não é possível clicar no botão Prosseguir, para finalizar a inscrição.

Escola falida

A deputada estadual Ana Lúcia (PT) garante que o governo de Sergipe conseguiu levar a rede estadual de ensino a uma profunda crise. Segundo a petista, isso ocorreu “pela falta de diálogo e por uma política extremamente seletiva e excludente”. Ana também se solidarizou com os vigilantes terceirizados das escolas estaduais, que estão com os salários atrasados há meses. Uma lástima!

 Aposta no “bico”

O atual momento de instabilidade econômica está levando a classe C a buscar estratégias para driblar a crise. Pesquisa do Instituto Data Popular mostra que 42% dos trabalhadores desta classe social já estão fazendo “bicos” para conseguir uma renda extra. Entre eles tem professor que passou a dar aulas em escola particular, e escriturário dando uma de garçom no sábado e domingo.

Recorte de jornal

Publicado no jornal Folha de Sergipe, em 7 de setembro de 1907.

Resumo dos Jornais