26/06/18 - 18:10:45

Denarc deflagra Operação Jardim do Éden em bairros nobres de Aracaju

No Dia Internacional da Luta contra o Uso e o Tráfico de Drogas e Dia Nacional de Combate às Drogas, 26 de junho, o Departamento de Narcóticos da Polícia Civil (Denarc) deflagrou a segunda fase da Operação Jardim do Éden. Estão sendo cumpridos mandados de prisão e de busca e apreensão em bairros de Aracaju.

Nesta segunda fase, nove mandados de busca domiciliar foram cumpridos e seis pessoas foram presas, além de quatro mandados de prisão temporária e duas prisões em flagrante. Foram presos Alberto Silva do Nascimento, Neto Freire, Pedro Cerqueira Maynard, Pedro Paulo Alves Vieira, Wainer Ganda e Lucca Schunk Lins. Alguns já possuem passagem policial, tendo sido apreendidos quando menor de idade.

Segundo informações policiais, uma grande variedade de drogas sintéticas, inclusive drogas em cristais, drogas em selo, e maconha tipo skunk, todas consumidas por pessoas de classe média. As drogas eram vendidas principalmente em festas eletrônicas. Segundo o Delegado Osvaldo Resende, a quantidade de drogas sintéticas em Sergipe aumentou significativamente em 2017. Foram 6 comprimidos apreendidos em 2015, 164 em 2016 e 5.832 no ano passado.

 

Ainda de acordo com o Delegado, um dos envolvidos vendia as drogas pelo sistema de cartão de crédito. “Alguns dos investigados tinham montado uma verdadeira logística comercial, com grande publicidade em grupos de whatsapp, parcelando a venda no cartão”, afirmou.

Os mandados foram cumpridos em áreas nobres de Sergipe, como bairro Jardins, Coroa do Meio, Luzia (Alameda das Árvores), Atalaia e Farolândia. Segundo o Delegado, nesta segunda fase da operação, foram apreendidos diversos materiais que ainda serão analisados no decorrer das investigações.

Primeira fase – Na primeira fase, pessoas envolvidas com o tráfico de drogas sintéticas em Sergipe foram presas e as investigações e depoimentos possibilitaram que o Poder Judiciário sergipano autorizasse nesta terça-feira, o cumprimento de nove mandados de buscas domiciliares e quatro mandados de prisão temporária.

Na primeira fase da operação, realizada em 24 de maio deste ano, seis pessoas foram presas. Uma delas teve o mandado de prisão cumprido pela Polícia Civil de Santa Catarina, em Florianópolis, e as demais foram presas em Aracaju.

Foram abertos dois inquéritos policiais para investigar as novas informações, baseadas na primeira parte da operação. A Polícia descobriu que, além de Santa Catarina, as drogas sintéticas também eram oriundas do Rio de Janeiro e São Paulo e eram trazidas para Aracaju em viagens de ônibus interestaduais.

Participaram da operação equipes do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Grupamento Especializado de Repressão e Buscas (Gerb), Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Veículos  (DRFV), Nona Delegacia Metropolitana, Delegacia de Riachuelo, Delegacia de Carira e Divisão de Inteligência e Planejamento Policial (Dipol).

(Secom da Secretaria de Segurança)