27/06/18 - 07:59:43

Faxina eleitoral

A depender da procuradora regional eleitoral, Eunice Dantas, os políticos ficha-suja estão fora das próximas eleições. Ela promete efetuar uma verdadeira faxina para fazer valer a vontade dos brasileiros, que forçaram a barra para o Congresso aprovar a Lei da Ficha Limpa. Portanto, quem entrou na política para se locupletar e foi apanhado pela Justiça com a mão na massa já pode ir procurando outro lugar para fazer suas malandragens, pois dificilmente conseguirá salvo conduto do judiciário para continuar enganando os eleitores e roubando o dinheiro público. Que assim seja!

Pularam a fogueira

O deputado estadual Luciano Bispo (MDB) e o irmão dele Roberto Bispo não fizeram propaganda antecipada nas eleições de 2016. Pelo menos foi o que entendeu a maioria dos ministros do Tribunal Superior Eleitoral, que votaram pelo arquivamento do processo contra os Bispos. Os magistrados concluíram que os atos publicitários praticados pelos dois, na campanha de 2016, não são alcançados pela jurisdição da Justiça eleitoral.

Me dá um dinheiro aí

O governo de Sergipe quer autorização da Assembleia para tomar R$ 100 milhões emprestados ao Banco do Brasil. A grana pretendida visa recuperar as rodovias estaduais, todas em petição de miséria. Anteriormente, o governo tentou fazer um empréstimo de R$ 600 milhões junto à Caixa Econômica Federal. O dinheiro só não saiu porque o ainda presidente Michel Temer (MDB) botou o dedo no suspiro. Uma sacanagem com Sergipe!

Couro de fole

Liminar do desembargador Ruy Pinheiro garante a realização do São Pedro de Capela. A tradicional festa havia sido proibida pela juíza Andréa Caldas Lima, sob o argumento de que a prefeitura atrasou os salários dos servidores. No entendimento do desembargador, proibir os festejos agora ensejaria indenizações aos artistas por quebra de contrato e prejudicaria os comerciantes que se preparam para o evento. Então, tá!

Primeiro mundo

E o pré-candidato a governador Mendonça Prado (DEM) anda prometendo implantar em Sergipe uma educação de primeiro mundo. A ideia, segundo ele, é aumentar o orçamento da educação para oportunizar aos estudantes uma escola em tempo integral. “Os professores serão profissionais valorizados e terão orgulho da profissão”, jura. Mendoncinha não diz, contudo, de onde vai tirar o dinheiro para bancar sua promessa. Marminino!

Política na web

Em tempo de crise, os políticos vão exagerar no uso das redes sociais para divulgar suas ideias. O pré-candidato a governador Eduardo Amorim (PSDB) estreia segunda, o “Conversa com Sergipe”. Exibido às 19h pelo Facebook, o programa permitirá ao tucano responder perguntas dos eleitores. Desde o mês passado, o governador Belivaldo Chagas (PSD) conversa com o povo no programa “Papo Reto”, também exibido pelo Facebook.

Homofobia mata

A deputada estadual Goretti Reis (DEM) condenou o assassinato do transexual Bruna, crime ocorrido, segunda-feira, em Lagarto. A parlamentar lamentou a inexistência de uma lei específica contra a homofobia: “Por causa disso, não temos estatísticas oficiais sobre a violência contra a comunidade LGBT”. Goretti disse que somente este ano, 13 transexuais foram assassinados em Sergipe. Lastimável!

Vitima de mentiras

E quem está por aqui com as mentiras lançadas sobre ele é o senador Antônio Carlos Valadares (PSB). Fake news postadas nas redes sociais o acusam de práticas desonestas: “Podem vasculhar a minha vida pública de mais de 50 anos e não encontrarão qualquer ato que desabone os meus mandatos”, afirma Vavá. Ele já moveu 17 processos contra pessoas que “plantaram” mentiras nas redes  sociais visando desgastá-lo junto ao eleitorado. Misericórdia!

Olho do furacão

O Tribunal Superior Eleitoral julga amanhã, os recursos dos deputados sergipanos cassados sob a acusação de terem se locupletado com dinheiro público. Estão com os mandatos por um fio os deputados federais João Daniel (PT) e Adelson Barreto (PTB), além dos estaduais Venâncio Fonseca (PSC), Augusto Bezerra (PHS), Capitão Samuel (PSL), Gustinho Ribeiro (SD) e Zezinho Guimarães (MDB). Aguardemos, portanto!

Protesto justo

Enquanto o prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB) se diverte no Forró Caju, os servidores municipais reclamam que são tratados a pão e água. Ontem, várias categorias profissionais promoveram um grande ato para cobrar ao comunista o cumprimento das promessas feitas por ele na campanha eleitoral. Os sindicatos reclamam que Edvaldo tem se mostrado intransigente e desrespeitoso com os servidores. Homem vôte!

Recorte de jornal

Publicado no jornal Estado de Sergipe, em 14 de setembro de 1919.

Resumo dos Jornais