28/06/18 - 08:36:08

Campanha diferente

A disputa eleitoral deste ano será bem diferentedas anteriores. As empresas estão impedidas de fazer doações em dinheiro aos candidatos, enquanto os partidos receberão recursos públicos para bancar as despesas de campanha. O objetivo destas restrições é tornar a competição mais igualitária, porém não se sabe até que ponto tais mudanças vão inibir o famigerado caixa dois. O calendário eleitoral também modificou o período para a realização das convenções partidárias – agora será de 20 de julho a 5 de agosto – e reduziu o tempo da campanha, prevista para começar somente em 16 de agosto. Isso significa dizer que várias etapas do processo eleitoral serão concentradas em uma mesma época, aumentando em muito o trabalho da Justiça Eleitoral. Portanto, além de diferente, a campanha deste ano vai ser um grande laboratório e, como tal, seus resultados serão imprevisíveis.

Fora do ar

Radialistas pré-candidatos terão que se afastar dos microfones no próximo sábado. Quem não o fizer, terá cassado o futuro registro da candidatura. A medida visa promover o equilíbrio da disputa, evitando que radialistas, em razão da exposição da imagem ou da voz, obtenham vantagens sobre os demais candidatos. O deputado estadual Gilmar Carvalho (PSC) será substituído na TV Atalaia pelo competente radialista Douglas Magalhães.

Luz cortada

Alegando falta de pagamento, a Energisa cortou a energia de vários órgãos estaduais, inclusive da Secretaria da Saúde. O governo alega que não pagou a conta porque tem muito mais para receber da Energisa: cerca de R$ 160 milhões em ICMS atrasado. A empresa nega o débito e garante que trata os órgãos públicos de forma idêntica aos demais clientes. Então, tá!

Lorota boa

E a equipe econômica do governo sergipano faz segredo sobre um projeto que objetiva gerar 25 mil empregos até o final do ano. A dúvida é, por que só agora, faltando sete meses para acabar, a administração estadual resolveu alavancar a economia? Esse tal projeto cheira a conversa mole para enganar os trouxas durante a campanha eleitoral. Misericórdia!

Recesso atrasado

As férias dos deputados estaduais só vão começar na semana que vem. Antes eles precisam aprovar – ou rejeitar – nove projetos enviados pelo governo no apagar das luzes do período parlamentar. Também está em tramitação a Lei de Diretrizes Orçamentárias. Entre as matérias da pauta do Legislativo está uma que mexe na tabela salarial dos trabalhadores da Educação.

Sem explicação

Um preso custa por mês R$ 2,4 mil, enquanto o custo anual com um estudante é de R$ 2,2 mil. Diante de tamanha discrepância, não se entende porque, em vez de edificar mais e mais escolas, este governo temerário vai gastar milhões para construir novos presídios. Durma com um barulho desse!

Direto da usina

Produtores de etanol do Nordeste conseguiram liminar para poder vender o produto direto aos postos, sem passar por distribuidoras de combustíveis. O remédio jurídico beneficia usinas de Sergipe, Pernambuco e Alagoas. Segundo a 10ª Vara Federal,as regras atuais geram muitos prejuízos ao consumidor, “que poderia comprar um etanol mais barato se não existisse a intermediação das distribuidoras”. Esta informação é do jornal Folha de São Paulo.

JB vai à Justiça

E o pré-candidato a senador Jackson Barreto (MDB) quer punição para os autores da falsa carta atribuída ao saudoso governador Marcelo Déda (PT) e que teria sido psicografada pelo médium Divaldo Pereira Franco. A Fake News visou causar estragos políticos na imagem de JB, além de ter atingido a memória do petista. No processo, Jackson pede que os autores da falsa carta sejam identificados e punidos severamente. Certíssimo!

Tampa da fossa

O manguezal da Praia Treze de Julho e do Parque Tramandaí funciona, na verdade, como a tampa de uma grande fossa, criada por desleixo do poder público. Ao longo dos anos, a Prefeitura de Aracaju autorizou construções em seu entorno, sem exigir o devido tratamento dos dejetos humanos produzidos pelas novas e luxuosas moradias e casas comerciais. Resultado: toneladas de excrementos são lançadas diariamente nos rios Poxim e Sergipe. Lastimável!

Quase só

O ainda presidente Michel Temerário (MDB) assistiu quase sozinho ao jogo do Brasil contra o a Sérvia. Apenas os ministros da Casa Civil, Eliseu Padilha, e dos Direitos Humanos, Gustavo Rocha, aceitaram ver o jogo ao lado dele. Diante do clima de velório no Planalto, nem mesmo Padilha e Rocha vão querer assistir os próximos jogos ao lado do mordomo de filme de terror. Crendeuspai!

Fuleiragem

Veja a que ponto chega a ousadia dos pichadores. Após ter seus rabiscos apagados várias vezes, o safado deu um xeque-mate no dono de um muro no bairro 13 de Julho, em Aracaju: “Eu pixo, você pinta. Vamo ver quem tem + tinta”. Pode?

Recorte de jornal

Publicado no jornal aracajuano A Cruzada, em 14 de dezembro de 1968.

Resumo dos Jornais