04/07/18 - 05:21:48

ARACAJU ULTRAPASSA A META DE VACINAÇÃO CONTRA A GRIPE

Após o encerramento oficial da Campanha Nacional de Vacinação Contra a Influenza, no último dia 22 de junho, a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) continuou com o trabalho de imunização dos grupos prioritários até o final do estoque. Nesta terça-feira, 3, após as últimas atualizações no sistema de controle do Ministério da Saúde, foi constatado que Aracaju conseguiu atingir a meta.

A diretora de Vigilância em Saúde, Taise Cavalcante, revela que o índice de vacinação do público-alvo atingiu 92%. “A capital conseguiu bater a meta de grande parte do público-alvo preconizado pelo MS, que era de 90%. Entretanto, o índice de gestantes e crianças ainda foi bem baixo do que gostaríamos: 67,49% e 66,02%, respectivamente”, informou.

Mas a diretora afirma que mesmo que as gestantes não tenham atingido a meta dos 90% deste ano, em uma comparação com 2017, houve um aumento de 20,41%. “Foram 761 gestantes a mais em relação ao ano passado. Já os idosos, grupo prioritário muito importante, fechamos este ano com aumento de 102,23%; quase 10 mil idosos a mais no comparativo. Esses resultados demonstram que nossas estratégias de ações foram efetivas”, complementou Taise.

Fim do estoque

De acordo com a coordenadora de Imunização da SMS, Tânia Nunes, graças às estratégias adotadas pela SMS, os estoques da vacina já foram finalizados. “Hoje, o estoque que temos apenas contemplará as crianças com indicação para a segunda dose, mediante apresentação do comprovante de recebimento da primeira, já que por causa da idade a aplicação delas é fracionada”, informou.

Tânia diz ainda que nos quase dois meses de vacinação, Aracaju conseguiu resultados satisfatórios frente aos índices nacionais. “Mobilizamos toda nossa equipe técnica e conseguimos ultrapassar a meta preconizada pelo MS. Das 124.317 pessoas pertencentes ao público-alvo, imunizamos 114.375. Isso significa que pouco mais de 10 mil usuários que fazem parte desses grupos não se vacinaram, um ótimo resultado para nossa cidade”, detalhou.

Entre os grupos prioritários, estiveram gestantes, crianças com idades entre seis meses e cinco anos, trabalhadores da saúde, professores, puérperas (até 45 dias após o parto), adolescentes e adultos privados de liberdade.

Fonte e foto assessoria