04/07/18 - 11:20:20

Governo autoriza mais de R$ 11 milhões em obras de infraestrutura urbana e projetos do Dom Távora

Governo autoriza mais de R$ 11 milhões em obras de infraestrutura urbana e projetos do Dom Távora em Simão Dias e Poço Verde

Nesta terça-feira (03), o governador Belivaldo Chagas autorizou R$ 11.089.598,82 em obras de infraestrutura urbana e do Dom Távora, em Simão Dias e Poço Verde. Só em Simão Dias, o investimento correspondeu a R$ 10.415.868,02. Enquanto em Poço Verde o valor chegou a R$ 673.730,80.

“Estamos chegando aqui em Simão Dias dentro de um trabalho que estamos fazendo no estado como um todo, assinando ordens de serviço, levando obras; investimentos para os diversos municípios do estado de Sergipe. Devemos alcançar, até a próxima sexta-feira, aproximadamente 60 municípios contemplados com recursos do governo do Estado e aqui em Simão Dias, não poderia ser diferente. O compromisso do governo é exatamente esse: levar desenvolvimento para as diversas regiões sergipanas. E é exatamente o que estamos fazendo nestas últimas três semanas, nós não temos parado”, declarou o governador Belivaldo Chagas.

Simão Dias foi contemplado com pavimentação asfáltica de ruas da sede do município; assinatura de convênio para recuperação do asilo (uma parceria do governo com a Prefeitura) e assinatura de Planos de Negócio do Projeto Dom Távora (beneficiando os povoados Caraíbas de Cima e Muriango).

O prefeito de Simão Dias, Marival Santana, falou sobre os investimentos do governo no município. “Belivaldo demostra com essas obras que é um verdadeiro filho dessa terra. Só temos a agradecer. Com essa ordem de serviço, ampliaremos o canteiro de obras em Simão Dias, que vai continuar se desenvolvendo e a gente fica muito feliz”, pontuou.

Para as pavimentações na sede e no povoado Caçula o investimento é de R$ 2.100.000,00. A extensão no povoado Caçula é de 4,67 km e na sede do munícipio é de 5,18 km. Uma extensão total de 9,85 km e 31.304 m² de área asfaltada.

O professor de dança, Genivaldo Freitas de Souza, comemorou. “Para nós, simaodienses, é um orgulho muito grande pelo governador ser filho da nossa terra e anunciar essas obras que serão muito bem-vindas. Esses investimentos chegaram na hora certa e nada melhor que o governador para fazer isso e pelo reconhecimento que ele tem por nossa querida Simão Dias”, disse.

As 31 vias que serão asfaltadas na sede são: Rua Maria Esther Rocha; Travessa Esther Rocha; Travessa Cicero Guerra; Rua Papa Paulo VI; Rua Santa Maria; Rua Thiago Soares; Rua Agenor Andrade; Praça José Barreto; Rua Cipriano A. de Souza; Praça Pierre Freitas; Rua Josefa da Cruz; Rua do Supletivo (velame); Rua Inocêncio Nascimento; Rua São José; Travessa José Avelino de Oliveira; Travessa Cel. João Pinto; Trav. Lucila Macêdo Déda; Trav. Bonfim de Baixo; Rua São Joaquim; Rua Santa Rita; Rua Manoel Salustino Neto; Rua Dep. Pedro Valadares; Travessa Ivo do Prado; Rua Ivo do Prado; Rua Santa Cruz; Travessa Santa Cruz; Rua das Caraíbas; Rua Dep. Cândido Dortas de Mendonça; Rua Felisberto Prata; Rua Ana Andrade; Travessa Ana Andrade.

Já as 14 vias que serão asfaltadas no povoado Caçula são: Rua Raimundo Evangelista Filho; Rua Clarita Santana; Travessa Clarita Santana; Travessa Raimundo Evangelista Filho; Rua Edvaldo Valadares; Travessa Edvaldo Valadares; Rua Moisés Carlos Valadares; Rua Josevaldo Ribeiro de Oliveira; Rua “E”; Rua Joaquim Vitorino de Souza; Avenida José Dória; Travessa A; Rua Agenor Andrade; Travessa Agenor Andrade.

“A gente fica extremamente feliz por estar aqui e presenciar a autorização de todos esses investimentos. Belivaldo ama Simão Dias e ama Senhora Sant’Ana e assim demostra todo o seu amor”, falou o ex-governador Jackson Barreto.

Na duplicação da Avenida João Antônio de Santana (Trecho da Rod. SE-270 – entrada da cidade), o valor investido será de R$ 2.450.672,52. São 0,77 km de extensão e 393.120 m² de área asfaltada. Na pavimentação asfáltica de diversas vias no povoado Triunfo, serão R$ 173.474,50 investidos para pavimentar 0,43 km em uma área de 2.708 m².

Para pavimentação em paralelepípedo em diversas ruas do Povoado Brinquinho, Povoado Triunfo e Povoado Lagoa Grande serão R$ 678.405,33 investidos. No Povoado Brinquinho, serão contempladas as ruas da Escola (1.133,85 m² de pavimentação); do Cemitério (1.504,93 m² de pavimentação) e “A” (1.968,30 m² de pavimentação). No povoado Triunfo, será beneficiada a rua José Zacarias de Carvalho (4.012,38 m² de pavimentação); e no povoado Lagoa Grande, o trecho que receberá pavimentação corresponde a 1.349,03 m².

A pavimentação em paralelepípedo que contemplará o conjunto José Fiel de Santana (3.163,19 m² de pavimentação); Rua Pedro Matos Leal (1.1590,70 m² de pavimentação); estrada do Povoado Areal (5.198,45 m² de pavimentação); Rua Josuel Fogueteiro (482,62 m² de pavimentação); Rua Dona Caçula Gama (941,86 m² de pavimentação) e estrada para Salobra (1.647,62 m² de pavimentação) corresponde a um valor de R$ 772.786,61. Já para a pavimentação em paralelepípedo da Rua Manoel Messias (Entrada V. Açudes: 13.907,19 m² de pavimentação) e do  acesso ao Povoado Água Branca – Janaína (3.195,80 m² de pavimentação), serão R$ 1.075.745,05 investidos.

Serão R$ 841.253,22 investidos na pavimentação em paralelepípedo da Rua José Carlos Deda, Tv. Avelino Barbosa, Tv. Barbosa Guimarães, Tv. Bonfim de Baixo, Tv. BNB e da Av. Acesso ao Conjunto Rivalda Matos. Na Av. Pedro Valadares – Conjunto Rivalda Matos serão 7.845,05m² de pavimentação; na Rua José Carlos Deda – Amelia Prata serão 2.779,17 m² de pavimentação; na Travessa Barbosa Guimarães serão 360,99 m² de pavimentação; já na Travessa Avelino Barbosa serão 252,17 m² ; na Travessa Bonfim de Baixo: 787,31 m² e na Travessa do BNB: 1.104,86 m² de pavimentação.

Para a revitalização da Avenida Humberto Nunes, serão R$ 800.440,98 investidos. Os serviços contemplam a pavimentação asfáltica de 5.964,56 m²; drenagem profunda; calçadas; instalações elétricas; paisagismo e sinalização vertical e horizontal.

Já na reforma da Praça Lucila Macedo Déda serão R$ 319.435,98 investidos. Os serviços correspondem a pavimentação em piso intertravado – 1.826,85 m²; piso tátil; rampas para pessoas com deficiência; pavimentação em paralelepípedo: 175,45 m²; canteiros com grama; instalações elétricas; espaço cultural; arquibancada; área Kids, com brinquedos; quiosques; bancos de concreto armado; lixeiras.

De acordo com o secretário de Estado da Infraestrutura, Valmor Barbosa, as obras são fruto de muito trabalho e esforço por parte do governo do Estado. “Ao longo dos últimos 10 anos, o governo do Estado trouxe para Simão Dias mais de R$ 85 milhões só no âmbito da Secretaria de Infraestrutura. Hoje assinamos obras importantíssimas para Simão Dias, 10 atos, 9 obras e um convênio com a Prefeitura, o que representa R$ 9.357.488, 22 milhões. Só em paralelepípedo, vamos calçar mais de 60.800 m², entre ruas e travessa, ultrapassam 28. Com relação ao asfalto, estamos chegando a mais de 45 ruas, quase 12 quilômetros de asfalto, fora a praça Lucila Déda que também dá quase 2 mil m² de pavimentação. De 90 dias para cá, fizemos quase 150 licitações por determinação do ex-governador Jackson Barreto e do governador Belivaldo. Hoje são quase R$ 10 milhões aqui, e isso só foi possível porque o senhor governador fez a contas, o seu dever de casa e viabilizou os recursos. E também porque a equipe da Seinfra tinha os projetos e licitações para todas essas obras”.

Asilo

Ainda em Simão Dias, o governo do Estado e Prefeitura Municipal celebraram convênio no valor R$ 333.502,66. Por meio da Seidh, o Estado vai repassar recursos do Fundo do Idoso no montante de R$ 326.898,71 para reforma e aquisição de equipamentos para o Lar São Francisco, entidade filantrópica que abriga 20 idosos. Ao firmar o convênio, aprovado pelo Conselho Estadual do Idoso, o governo do Estado atende recomendação da Defesa Civil.

“São três anos que a gente está na luta. Para os idosos é maravilhoso, um final de vida digno. Enquanto as famílias jogam lá, não fazem nada, e a gente está lá, veste a camisa e trabalha para dar um final de vida digno a cada um deles. Hoje temos dezenove internos”, comemora a diretora do Asilo, Adriana Lisboa.

O secretário de Estado da Inclusão Social, José Carlos Felizola, frisou a relevância da reforma. “O governo do Estado tem que se preocupar com o bem-estar das pessoas e o que procuramos fazer é cuidar das pessoas. Estivemos aqui, visitamos o asilo, levantamos as reivindicações dos idosos e funcionários e a partir de amanhã, o dinheiro vai estar na conta da Prefeitura para reforma do espaço”, afirmou o secretário.

Escola

Também em Simão Dias, o governo do Estado de Sergipe, por meio da Seed, firmou ordem de serviço para a reforma do Colégio Estadual Milton Dortas. A reforma compreende aumento de carga e revisão das instalações elétricas, adequação para climatização e recuperação da estrutura metálica e da arquibancada da quadra poliesportiva do Colégio e pintura do prédio. O investimento é de R$ 416.967,65.

“A reforma vai trazer um maior bem-estar para a escola porque, como nós passamos o dia inteiro lá, ter uma estrutura adequada, vai melhorar as condições de ensino e de lazer também na escola”, comentou a estudantes do Milton Dortas, Raiane de Andrade.

A opinião também foi compartilhada pela estudante Emily Suelen. “Como a gente passa o dia todo lá, no ensino integral, quando a gente for ter aula de educação física na quadra vai ser melhor”, disse.

O Colégio Milton Dortas foi destaque no Enem 2016 com a melhor média do exame, considerando unidades de grande porte e que atendem alunos mais pobres do País. Em 2017, 58 alunos conseguiram vagas na Universidade Federal de Sergipe. No total, cerca de 150 alunos conseguiram vagas em faculdades públicas e privadas.

Dom Távora

O governo do Estado firmou dois planos de Negócio do Projeto Dom Távora com a Associação de Desenvolvimento Comunitário dos Moradores do Povoado Muriango e com a Associação Religiosa de Prática ao Culto Afro-Brasileiro no Rito de Culto ao Orisas: Ile Axe Uya Abassá Courangandessy. O valor total dos dois projetos é R$ 559.787,47, sendo que R$ 429.090,57 correspondem ao repasse de recursos do Dom Távora e R$ 130.696,90 são a contrapartida das associações. Serão beneficiadas 76 famílias.

A Associação de Desenvolvimento Comunitário dos Moradores do Povoado Muriango vai desenvolver um plano de negócio na área de ovinocultura. O valor total do convênio é de R$ 278.714,60, sendo que os recursos do financiamento são da ordem de R$ 221.214,60 e a contrapartida da Associação é de R$ 57.500,00. O plano beneficiará 40 famílias de agricultores nesta localidade.

O Plano de Negócio apresentado contempla a estruturação de Sistemas de criação de animais de pequeno e médio porte; ampliação do rebanho efetivo de Ovinos e Reestruturação do Sistema de Abastecimento de Água Potável para o consumo de ordem familiar.

“Uma importância forte. Isso vai ajudar cerca de 40 famílias a cuidar da plantação de milho, feijão, mandioca, nos criatórios”, disse Milton de Carvalho Batista, da Associação Muriango.

Já a Associação Religiosa de Prática ao Culto Afro-Brasileiro no Rito de Culto ao Orisas: Ile Axe Uya Abassá Courangandessy do povoado Caraíbas de Cima vai desenvolver um plano de negócios de avicultura e ovinocultura. O valor total do convênio com o governo do Estado e com o Fida é de R$ R$ 281.072,87, destes, R$ 207.875,97 correspondem ao repasse do Fundo e R$ 73.196,90 são a contrapartida da Federação. Trinta e seis famílias de agricultores serão beneficiadas.

Para Aristeu de Jesus, da Associação de Culto Afroreligioso, Afrorixás/ Afro orixás, beneficiário do Dom Távora, o investimento ajudará a melhorar a rendas das famílias da comunidade. “Chegou em um momento muito bom. Estamos tendo um suporte de técnica e de pessoas que têm o conhecimento de nos ensinar como criar, como produzir, como procriar e ter um rendimento também”, falou.

O Plano de Negócio apresentado contempla a reestruturação e ampliação dos Sistemas de Criação de Ovinos e Aves; Implantação e Estruturação Coletiva para o Processamento de Ração; ampliação do rebanho efetivo de Ovinos para reprodução e produção de Carne; Ampliação do rebanho efetivo de Aves para reprodução e produção de Carne.

O governo do Estado já havia celebrado sete planos de investimento produtivo no âmbito do Projeto Dom Projeto Dom Távora em Simão Dias. O número passa agora a nove planos, que totalizam um investimento de R$ 3.808.668,22 e beneficiam 522 famílias.

Poço Verde

Em Poço Verde, o governador autorizou um Plano de Negócio do Projeto Dom Távora e a pavimentação de ruas do município.

“Poço Verde é um município irmão no qual temos relação de amizade com várias pessoas. Como havia uma reivindicação para que se atendesse aqui, não poderíamos deixar de contemplar o município com o asfaltamento de algumas ruas. O prefeito sozinho não consegue fazer tudo. O que importa é a população ser atendida, porque Poço Verde também merece”, afirmou Belivaldo Chagas.

A Associação de Desenvolvimento Comunitário Vera Cruz, localizada no Povoado Saco da Camisa, zona rural de Poço Verde foi contemplada com um plano de negócios no valor de R$ 289.168,18, sendo que R$ 188.793,18 correspondem ao repasse de recursos do Dom Távora e R$ 100.375,00 são a contrapartida da Associação. A Associação de Desenvolvimento Comunitário Vera Cruz vai desenvolver um plano de negócio na área de Avicultura, Ovinocultura e Confecções. Na localidade, 37 famílias serão beneficiadas.

“Vai ser uma coisa muito boa para todos, porque aqui o povoado é carente e o povo estava muito ansioso. Vai ser muito bom pra gente, porque vai aumentar a criação de ovelhas, aves e muitos produtos dos quais as famílias tiram sua renda”, falou Joaquim dos Santos, presidente da Associação Vera Cruz.

O Plano de Negócio apresentado contempla a implantação de Sistema Alternativo de Criação de Aves Caipira melhoradas para a produção de carne e ovos; fortalecimento da Ovinocultura com aquisição de matrizes e reprodutores melhorados; aumento da oferta de Alimentos; Promoção de Geração de Renda para as Famílias Beneficiárias.

Previamente, três planos de Negócio do Projeto Dom Távora foram firmados beneficiando 60 famílias – investimento de R$ 702.638,00. Agora o investimento total passa a R$ 991.806,18, com 97 famílias atendidas.

Silvia de Jesus, 39, moradora do povoado Saco de Camisa, comemorou. “Estou feliz porque vai ajudar muito a gente. Eu sou do plano de negócios de corte e costura e estou ansiosa para que saia logo, porque eu sei que vai ajudar demais as nossas famílias. Minha família hoje, meu marido e mais dois filhos, sobrevivemos da renda do corte e costura. Como já vivo dessa renda, a partir de agora quero investir mais para ver se as coisas vão melhorando”, disse.

Entrega de Sementes

O governo de Sergipe inova ao entregar para todo estado 45 toneladas de sementes crioulas, que são variedades desenvolvidas adaptadas ou produzidas por agricultores familiares, assentados da reforma agrária, quilombolas ou indígenas, com características bem determinadas. Essa iniciativa possibilita que os bancos de sementes sejam fortalecidos para que os agricultores produzam suas próprias sementes, sem venenos e adaptadas a sua região e para que, futuramente, possam ter autonomia da sua produção. Estas sementes, passadas de geração em geração, são preservadas nos muitos bancos de sementes que existem no Brasil. Em Sergipe, existem algumas iniciativas dos movimentos populares que vem se fortalecendo, a exemplo do Movimento Camponês Popular (MCP) e do Movimento Sem Terra na região de Poço Verde.

A secretária de Estado da Agricultura, Rose Rodrigues, informou que, em Poço Verde, vão ser entregues dez quilos de sementes de milho para cada família. “Essas sementes distribuídas aqui vão beneficiar cinco comunidades, serão aproximadamente uma tonelada de semente crioula para os produtores de Poço Verde”.

Edson Almeida, do Assentamento Jacurici, enumerou os benefícios proporcionados pela iniciativa do governo do Estado. “Para gente que é produtor, principalmente quem trabalha com agroecologia, essa semente é um tesouro. Porque se der ouro para gente, vamos gastar e vai acabar. E essa semente não, a gente vai colocar na terra, vai cuidar para que ela não se contamine com tanto agrotóxico e através dela, assim como nossos avós deixaram para nós, vamos poder trabalhar e deixar para os nossos filhos e quem sabe os nossos netos. Isso significa autonomia, porque hoje a gente sabe que com a tecnologia que tem no transgênico, o objetivo é deixar o agricultor preso ao comércio. Com a sua própria semente de qualidade, produtiva e adaptada para sua região, você fica livre de todo ano ir ao comércio comprar uma semente modificada e que, ao longo prazo, a gente não sabe o que vai dar. Já existem alguns estudos associando essa transformação do nosso milho a doenças. A nossa riqueza maior é a gente controlar a nossa semente, evitando contaminação e produzir alimentos com qualidade”, explicou o produtor.

O agricultor afirmou que a autonomia oferecida pelo governo aos produtores refrete na qualidade de vida e no orçamento das famílias dos pequenos agricultores. “Normalmente a gente vendia o que produzíamos no comércio, pelo preço comum do milho tradicional. Mas graças a Deus, com o Movimento Popular Camponês chegando em nossa região, este foi o primeiro ano que a gente pôde comercializar não mais como grão, que é o que a gente faz quando leva nas feiras livres ou depósitos aqui da cidade. A gente agora vendeu para a Conab e governo do Estado, agregando valor de que maneira. Classificando agora nossa semente, de fato como semente e não mais como grão. E mudando isso elevou o nosso preço em dez vezes do que a gente venderia no comércio no período de entressafra. Se soma a qualidade de vida por estar consumindo um alimento melhor, e o aumento da renda e autonomia por saber o que se está plantando e que, no ano que vem, se vai ter a semente no tempo certo”, defendeu Edson Almeida.

A Secretaria de Agricultura pretende com a aprovação da Lei de Agroecologia, construir um plano de agroecologia quem tenha como pauta o fortalecimento dos bancos de sementes. Por meio do Decreto N° 40.051, de 29 de maio, o governador Belivaldo Chagas regulamentou a Lei da Agroecologia, Lei n° 7.270, que dispõe sobre os incentivos à implantação de Sistemas de Produção Agroecológica pelos agricultores familiares do estado de Sergipe, instituindo a Política Estadual de Agroecologia e de Produção Orgânica e dando outras providências correlatas.  A Lei foi publicada no Diário Oficial de Sergipe em 13 de junho deste ano.

Pavimentação

O governo do Estado autorizou ainda o início das obras de pavimentação asfáltica na sede municipal de Poço Verde. A pavimentação corresponde a um investimento total de R$ 384.562,62 e se estenderá por 1,19 km, em uma área de 7.962,00 m².

O prefeito Iggor Oliveira agradeceu ao governo pelos investimentos levados a Poço Verde.  “São benefícios que ajudarão a população a se locomover e que a gente, com certeza, agradece. Além do Dom Távora, que já são mais de R$ 4,5 protocolados no governo do Estado de Sergipe, e que hoje, os senhores vem aqui e anunciam que já tem R$ 1,5 milhão  já organizado, e ainda poderemos, como disse Rose, assinar mais projetos até esta sexta-feira. Isso é trabalho, isso é eficiência, é trabalhar voltado para as pessoas e de mãos dadas. Poço Verde é um município pobre, que estava precisando de mais ajuda. Iremos vencer porque estamos ao lado do povo e buscando as parcerias necessárias para o desenvolvimento da nossa cidade”, colocou o gestor municipal.

Serão quatro vias asfaltadas: Rua Ramalho Barreto Conceição; Rua Antônio de Santana Neto; Rua Joaquim Oliveira de Santana e Rua John F. Kennedy.

O motorista  Cláudio Santana explicou que a pavimentação facilitará a mobilidade e oferecerá maior acessibilidade para os cidadãos de Poço Verde. ” A pavimentação valoriza a cidade, melhora o trânsito dos transportes e para as pessoas. Eu fiquei muito feliz também porque meu  filho é cadeirante, as ruas melhores ajuda a sua locomoção e também evita quebrar a cadeira nos buracos. Para uma cidade pequena ter tantas ruas asfaltadas, melhora muito.

Presenças

Participaram das solenidades em Simão Dias e Poço Verde Eliziário Sobral, da Controladoria Geral do Estado; a primeira dama de Simão Dias, Andreia Gama; presidente da Alese, deputado estadual Luciano Bispo; deputados federais Fábio Reis e João Daniel; os secretários de Estado: Valmor Barbosa, da Infraestrutura; Sales Neto, da Comunicação; Cincinato Mello, do Turismo; Rose Rodrigues, da Agricultura; José Carlos Felizola, da Inclusão Social, Josué Modesto, da Educação, Cristiano Barreto, da Justiça, João Augusto Gama, da Cultura. Os superintendentes executivos: Débora Dias, da Infraestrutura; Everton Siqueira, da Educação e Hélio Sobral, da Casa Civil. Além deles, estiveram presentes também: Antônio José de Vasconcelos, do DER; Cel. Marcony Cabral, comandante geral da Polícia Militar; o ex-deputado Rogério Carvalho; os ex-secretários de estado Esmeraldo Leal e Zezinho Sobral.

Participaram da solenidade os prefeitos: Diogénes Almeida (Tobias Barreto), José Magno (Japoatã), Chico do Correio (Glória), Luciano de Vital (Macambira), Flávio Dias (Telha), Adinaldo do Santos (Indiaroba), Ana Rosa (Pinhão) e Pe. Inaldo (Socorro). Também participaram os vice-prefeitos: Aloízio Souza (Simão Dias), Chico do Minador (Porto da Folha), Francisco Melo (Japoatã), Mércia Dantas (Frei Paulo) e Marcos Sertanejo (Indiaroba). Os vereadores de Simão Dias: Jorgeval Silva, Claudiano Soares, Fabio Rabelo, Gilson Vieira, Irailde de Oliveira, José Uilson Leal, Josino Júnior, Nelson Mateus, Odilon Alves, Abraão e o vereador Roberto.

Estiveram presentes ainda os vereadores: Silvio (Boquim), Luiz (Japoatã), Zé de Laves (Pedra Mole), Albertino Franco (Riachão), Franklane (Porto da Folha), Vando e Toquinha (Pinhão), Moacir César, Tássio e Janicleide, de Indiaroba respectivamente.

ASN

Foto: Victor Ribeiro/ASN