10/07/18 - 08:38:09

TCE não condena

A imprensa sergipana costuma fazer um barulho dos diabos em torno das posições do Tribunal de Contas do Estado, como se elas fossem decisões prontas e acabadas. Não são. Mero órgão técnico auxiliar do Legislativo, o TCE diz o que parece ser. No jargão popular, elabora sugestões, oferece palpites. Compete aos conselheiros fazer e aprovar pareceres sobre as ações do Executivo para posterior analise dos deputados e vereadores. A estes cabe aprovar ou não as ponderações técnicas do TCE. Oriundos geralmente do meio político, pois são indicados pela Assembleia, os conselheiros acham-se magistrados e alguns até pensam que seus palpites têm força de veredicto. Não têm. Eles só assustam o administrador desinformado ou que não possui maioria no Legislativo, pois se tiver o parecer, tão valorizado pela chamada grande imprensa, é rejeitado numa sessão relâmpago e ponto final.

Cassados, mas…

O Tribunal Regional Eleitoral cassou os prefeitos de Areia Branca e Riachão do Dantas, respectivamente, Alan de Agripino (PSC) e Gerana Gomes Silva (PTdoB). O primeiro foi condenado por comprar votos, enquanto a outra foi cassada por abuso do poder econômico. Apesar da severa punição, Alan e Gerana vão continuar prefeitos até terem seus recursos julgados pelo Tribunal Superior Eleitoral. Quer apostar uma mariola como os mandatos de ambos terminam antes do tal trânsito em julgado? Marminino!

Pressão pesada

Ainda na base governista, o deputado estadual Jairo de Glória (PRB) continua sendo cortejado pela oposição. Ontem, ele foi pressionado a pular a cerca pelos pré-candidatos ao governo, Eduardo Amorim (PSC), e ao Senado, André Moura (PSC). Boa parte do PRB de Heleno Silva já se mudou de mala e cuia para a trincheira oposicionista, contudo Jairo ainda resiste. Resta saber até quando.

Ameaça de greve

Jornalistas e empregadores sergipanos não se entendem quanto ao reajuste salarial da categoria. Reunidos ontem, patrões e empregados discordaram dos índices apresentados. As empresas oferecem um reajuste de apenas 1,69%, enquanto os coleguinhas querem, ao menos, 3%. Revoltado com o que chama de “intransigência das empresas”, o Sindicato dos Jornalistas ameaça paralisar a imprensa com uma greve por tempo indeterminado. Misericórdia!

Tamo junto

Este é o novo nome do bate papo ao vivo pela Internet do governador e pré-candidato à reeleição Belivaldo Chagas (PSD). Em respeito à legislação eleitoral, o programa troca a página virtual do governo pelo facebook.com/belivaldochagas. O “TamoJunto” terá a mesma dinâmica do “PapoReto”, com o governador respondendo perguntas dos internautas ao vivo. Então, tá!

JB defende Lula

E o ex-governador Jackson Barreto (MDB) acha que o juiz Sérgio Moro desrespeitou a hierarquia quando não cumpriu a decisão de um desembargador para soltar o ex-presidente Lula (PT). “Se a nossa justiça é tão desafiada, fica notório que a nossa democracia corre um grande perigo”, frisa JB. Pré-candidato ao Senado, Jackson defende que Lula seja solto e, mesmo condenado a 12 anos de cadeia, possa disputar a presidência da República. Homem, vôte!

Na terrinha

E quem estará em Aracaju no próximo dia 23 é a presidenciável Manuela Dávila (PCdoB). Vem se reunir com os comunistas e apresentar à imprensa suas propostas para governar o Brasil. Deputada estadual pelo Rio Grande do Sul, “Manu” garante que, caso seja eleita, proporá um referendo para revogação da reforma trabalhista aprovada pelo Congresso.

CPI no lixo

Relatório do vereador Manuel Marcos (PSDB) propondo o fim da CPI do Lixo foi aprovado por quatro votos a um. Contra a decisão da maioria, o vereador Elber Batalha Filho (PSB) lamentou que a Câmara de Aracaju “cruze os braços e se omita de investigar um dos maiores escândalos da administração pública nos últimos anos”. Vixe Maria!

Pé na estrada

E a presidenciável Vera Lúcia (PSTU) está percorrendo o Nordeste. Nascida em Pernambuco, mas criada em Sergipe, a pré-candidata espera terminar o périplo pela região ainda este mês. Por onde passa, Vera condena o controle direto da nossa economia “pelas multinacionais por meio das privatizações”. Segundo ela, este processo que ganhou maiores proporções “no governo de FHC, seguiu com os governos do PT e continua agora com o vampiro Temer”. Credo em cruz!

Cortando prego

O Índice do Medo do Desemprego subiu para 67,9 pontos em junho último, valor que está 4,2 pontos acima do registrado em março deste ano. Só em maio de 1999 e em junho de 2016 o indicador alcançou 67,9 pontos. O medo do desemprego cresceu mais para os homens e as pessoas com menor grau de instrução. Medido pela Confederação Nacional da Indústria, o índice varia de zero a 100 pontos e quanto maior ele for, maior o temor de ficar desempregado. Crendeuspai!

Recorte de jornal

Publicado no jornal A Estância, em 5 de dezembro de 1948.

Resumo dos Jornais