23/07/18 - 15:45:50

Atendimento no Case é comprometido por oscilação no sistema do MS

Nas primeiras horas da manhã desta segunda-feira, 23, o Sistema Hórus, do Ministério da Saúde(MS), mostrou- se inoperante, atrasando o início do atendimento aos usuários do Centro de Atenção à Saúde de Sergipe (Case), gerenciado pela Secretaria de Estado da Saúde( SES). Utilizado pela unidade para dispensação dos medicamentos, o Hórus se mantém oscilante durante todo o dia, situação que vem sendo registrada há alguns dias, segundo informou o coordenador de Serviços Especializados da Secretaria de Estado da Saúde (SES), Aderbal Brito.

“Desde o início do atendimento que o sistema apresentou oscilação, hora funcionando lentamente, hora caindo”, explicou o coordenador, salientando que essa situação tem gerado muita insatisfação dos usuários e superlotação do Case, mas que a solução do problema independe da Secretaria de Estado da Saúde por ser o sistema gerenciado pelo Ministério da Saúde.

O coordenador acrescentou que, tão logo o problema foi detectado a farmacêutica do Case, Taís Andreza Costa, entrou em contato com o Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde (Datasus), do Ministério da Saúde, via e-mail, para expor a situação e foi informada de que, com relação a performance insatisfatória ao Hórus, o Ministério da Saúde já implementou algumas melhorias no código do sistema para dirimir os problemas de lentidão. Informaram ainda que, para sanar todos as deficiências relativas à performance do Hórus, será necessário mais algumas semanas de trabalho para atualizar a codificação do sistema.

Segundo o Ministério da Saúde, a atualização está ocorrendo com prioridade máxima, mas ainda não há uma previsão de término. Até lá, existe a possibilidade de o sistema voltar a apresentar momentos de lentidão e inoperância.

Hórus

O Hórus é o Sistema Nacional de Gestão da Assistência Farmacêutica, no módulo Básico, que permite executar as ações de gestão dos medicamentos do Componente Básico, por meio da realização de movimentações como entrada, distribuição e dispensação. O sistema também permite acompanhar essas ações através da emissão de diferentes relatórios contendo informações gerenciais, que subsidiam o planejamento e desenvolvimento das ações de Assistência Farmacêutica na Atenção Básica, disponibilizando, desta forma, informações técnicas necessárias para a qualificação dos serviços e gestão do cuidado.

Fonte e foto SES