25/07/18 - 13:14:47

Cadastro Único tem atendimento reduzido devido à falha no sistema

A partir desta quarta-feira, 25, as unidades da Secretaria Municipal da Assistência Social que realizam a inscrição do Cadastro Único (CadÚnico) reduzirão o número de atendimento aos usuários que buscam o serviço, devido às constantes quedas e lentidão da versão 7.16 do sistema recém implantado.

De acordo com o gerente do CadÚnico em Aracaju, José Davi Ferreira Santos, os problemas são decorrentes da última atualização do sistema feita pelo Governo Federal, que teve como objetivo garantir mais segurança ao portal. “O novo sistema está em funcionamento desde o início de julho e tem como proposta dificultar o acesso de hackers e as ocorrências de fraudes e de obtenção dos dados por pessoas não autorizadas. Com a mudança da versão do sistema, os nossos profissionais estão enfrentando algumas dificuldades para efetuarem o processo”, explica.

Ainda segundo Davi, os coordenadores de cada instituição que presta o serviço já estão montando um esquema de atendimento para melhor atender à comunidade. “Estamos nos esforçando ao máximo para evitar qualquer tipo de transtorno aos nossos usuários. As unidades da Assistência estão organizando estratégias para atender o maior número de pessoas, mas sempre buscando medidas para não prejudicar à população”, disse.

O Cadastro Único

O Cadastro Único (CadÚnico) é o principal instrumento de seleção e inclusão de famílias de baixa renda em programas federais, como também é usado de forma obrigatória para concessão dos benefícios do Programa Bolsa Família, da Tarifa Social de Energia Elétrica, do Programa Minha Casa Minha Vida, do Bolsa Verde, entre outros.

Com o CadÚnico é possível que os governos Federal, Estadual e Municipal consigam conhecer melhor a realidade socioeconômica das famílias de baixa renda. No cadastro são registrados dados como: identificação de cada pessoa, grau de escolaridade, situação de renda e trabalho, características da residência, dentre outras informações. Por isso, desde 2003, o serviço funciona como a principal porta de entrada para essa população em situação de vulnerabilidade ter acesso as diversas políticas públicas.

Quem pode se cadastrar

Podem fazer o cadastro: famílias com renda mensal de até meio salário mínimo por pessoa; famílias com renda mensal total de até três salários mínimos ou famílias com renda maior que três salários mínimos, desde que o cadastramento esteja vinculado à inclusão em programas sociais nas três esferas do governo. Pessoas que moram sozinhas também podem ser cadastradas desde que vivam em situação de rua – sozinhas ou com a família.

Onde se cadastrar

Em Aracaju, as pessoas que se enquadram neste perfil podem efetuar o cadastro nos Centros de Referência da Assistência Social (Cras) onde estão referenciados e no Centro de Referência Especialidade para População em Situação de Rua (Centro Pop).

Da assessoria