30/07/18 - 13:48:01

Em Sergipe, abertura empresas cresce 13% no primeiro semestre de 2018

De janeiro a junho de 2018, 2.086 negócios sergipanos foram constituídos na Junta Comercial

Sempre estimulado a evolução do ambiente de negócios, a Junta Comercial do Estado de Sergipe (Jucese) registrou a abertura de 2.086 empresas em Sergipe, nos primeiros seis meses de 2018. Isso equivale a um aumento de 13% em comparação ao mesmo período do ano passado, quando o órgão registrou a constituição de 1.838 empreendimentos empresariais.

Em destaque continuamente na economia sergipana, Aracaju é o município onde abriga o maior número de abertura de empresas. Neste primeiro semestre, 1.157 negócios foram constituídos na capital sergipana, ou seja, 55,47% do total de todo Estado; seguida de Itabaiana (120), Nossa Senhora do Socorro (97), Lagarto (81), Estância (61), Tobias Barreto (48), Simão Dias (40), São Cristóvão (38), Barra dos Coqueiros (31) e Nossa Senhora da Glória (28).

Acompanhado o ritmo dos últimos anos, o setor que mais abriu empresas em Sergipe, no primeiro semestre deste ano, foi de SERVIÇOS com 1.214; seguido de COMÉRCIO com 767; e de INDÚSTRIA com 105. Aracaju também segue o mesmo compasso com 780 constituições no setor de SERVIÇOS; 349 no COMÉRCIO; e 28 na INDÚSTRIA.

A abertura de Microempreendedores Individuais (MEIs) – registrados diretamente no Portal do Empreendedor, da Receita Federal do Brasil – também segue constante. Conforme dados repassados à Jucese, 5.845 foram abertos em Sergipe, nos seis primeiros meses deste ano.

“Ficamos felizes com o quantitativo positivo de empresas criadas em nosso Estado. A Jucese vem melhorando, dia após dia, o ambiente de negócios através do portal de serviços Agiliza Sergipe, ao unificar procedimentos de órgãos públicos envolvidos na abertura, na legalização de empresas, e, desta forma, diminuindo o tempo para abrir um empreendimento”, destaca o presidente da Jucese, George da Trindade Gois.

Com relação às extinções, neste primeiro semestre, 1.397 empresas deram baixa na Junta Comercial, apontando um aumento de 2% em comparação ao mesmo período de 2017. Em Aracaju, 736 foram fechadas, seguida de Itabaiana (79), Nossa Senhora do Socorro (58), Lagarto (55), Estância (43), Tobias Barreto (43), São Cristóvão (40), Nossa Senhora da Glória (22), Canindé de São Francisco (22), Itabaianinha (16).

Ppr Tatiane Melo

Foto assessoria