01/08/18 - 15:50:40

Pacientes renais crônicos internados no HUSE comemoram transferência

A Secretaria de Estado da Saúde (SES), através da coordenadoria de Atenção Ambulatorial Especializada, traz uma boa notícia para os pacientes renais crônicos de Sergipe: 28 novas vagas ambulatoriais foram disponibilizadas na região de Aracaju zerando a fila de espera para hemodiálise no Huse.

Essas ações estão sendo possíveis devido a uma aproximação da gestão da SES através das coordenações de Atenção Ambulatorial Especializada e Hospitalar, das diretorias de Atenção Integrada à Saúde (DAIS) e Gestão de Sistemas (DGE), com a gestão municipal de Saúde de Aracaju.

A perspectiva dos pacientes internados de voltarem para casa, saírem do ambiente de internação e poderem continuar o tratamento com mais tranquilidade em uma clínica particular, é animadora. “Acho maravilhoso poder voltar para casa e ir à clínica apenas três vezes na semana. No HUSE, sempre fui muito bem tratada e só tenho a agradecer a Deus e aos enfermeiros que sempre me atenderam muito bem”, diz a paciente Maria José Santos, 51 anos, que estava aguardando uma vaga ambulatorial há três meses.

João Pereira dos Santos, 65 anos, comenta que “apesar de ser bem tratado no HUSE, a transferência será ótima. A clínica fica próxima da minha casa então vou três vezes por semana para ficar 2 horas na máquina. Minha vida vai melhorar muito podendo voltar para casa”, relata.

“O Hospital de Urgência de Sergipe (HUSE) que vinha apresentando um quantitativo que girava em torno de 20 a 30 pacientes internados, agora poderão receber alta. São pacientes que poderiam estar em suas casas se tivessem acesso às terapias renais substitutivas pelas clínicas habilitadas. Assim, vamos poder tirar do HUSE todos os pacientes que aguardavam esse tipo de atendimento, o que é uma excelente notícia” diz a coordenadora de Atenção Ambulatorial Especializada, Luciana Alves.

Aracaju, por ter três clínicas habilitadas, detém o maior número de vagas e é referência de Saúde para outras regiões como Socorro, Propriá e Lagarto. Itabaiana e Estância já possuem suas clínicas de referência. “Foi uma ação conjunta entre as gestões estadual e municipal. Aracaju se sensibilizou, trabalhou junto aos seus contratantes e essas 28 vagas vão gerar um grande impacto positivo na assistência do Huse, abrindo novos leitos para aqueles que realmente precisam de internação hospitalar”, conclui Luciana.

Fonte e foto ASCOM SES