03/08/18 - 11:22:43

Governo e MMA discutem ações para revitalização do rio São Francisco

Na manhã desta quinta-feira, 2, o secretário de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos, Olivier Chagas, recebeu, em seu gabinete, a consultora do Ministério do Meio Ambiente (MMA), Helena Silvia, que está em Sergipe fazendo um trabalho de mapeamento das ações e projetos capitaneados pelos governos estaduais, em prol da revitalização da bacia do rio São Francisco.

Com o volume cada vez mais reduzido, o Rio São Francisco vem sofrendo todo tipo de degradação ao longo dos séculos. Um estudo técnico preconiza ações de revitalização a serem executadas até 2025 em toda a bacia do chamado Rio da Unidade Nacional, que nasce na Serra da Canastra, no Centro-Oeste de Minas Gerais, e percorre 2,8 mil quilômetros até desaguar no Oceano Atlântico, atingindo uma população de 18 milhões de pessoas, moradoras de 505 municípios dos estados de Minas Gerais, Bahia, Pernambuco, Sergipe e Alagoas.

“O governo de Sergipe, por meio da Semarh, mostrou que está preocupado com a degradação do São Francisco. São ações importantes que cada vez mais precisam ser investidos recursos financeiros e técnicos para que a gente possa reverter essa situação, que é preocupante. Hoje, a bacia está degradada, 48% de sua área está desmatada e, com as secas prolongadas, isso tem se agravado. O Governo desenvolve, ao lado do MMA, ações no semiárido, no tocante à implantação das Unidades de Recuperação de Áreas Degradadas (Urad), também há iniciativas para evitar o assoreamento, o monitoramento das águas”, destacou o secretário.

De acordo com Helena Silvia, Sergipe é o último Estado a ser visitado. “Já percorri Minas Gerais, Bahia, Pernambuco e Alagoas. A Semarh me deu um mapa muito claro, didático e enriquecedor para o meu trabalho. Eu agradeço ao secretário pela recepção. O próximo passo é fazer um relatório propositivo, com base nessas informações, quais são as proposições que o MMA tem para a revitalização do São Francisco. São várias as frentes do processo de revitalização, como obras estruturantes, mobilização social, afinal de contas, os protagonistas são as pessoas que utilizam o rio”, afirmou.

O superintendente de Recursos Hídricos da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh), Ailton Rocha, o problema do São Francisco não é somente de falta de chuva. “É de governança. E que as respostas devem ser cada vez mais céleres com relação ao problema”, destacou.

Foto assessoria

Por Lara Aguiar