04/08/18 - 07:03:40

Setor do transporte apresenta proposta pela mobilidade aos presidenciáveis

Precisamos buscar de nossos governantes ações que priorizem o transporte público, diz presidente da Fetralse

No 32º Seminário Nacional da NTU –  Associação Nacional de Transportes Urbanos (NTU) realizado em São Paulo de 31/07 a 02/08, o setor do transporte público de passageiros apresentou propostas aos representantes dos candidatos à Presidência da República para que possamos ser inseridas na agenda de governo. “A nossa esperança é de que a mobilidade seja colocada na pauta”, disse o presidente da NTU, Otávio Cunha.

Com o tema “Construindo hoje o novo amanhã: Contribuições do transporte público para a mobilidade urbana”, o seminário contou com a participação de autoridades ligados ao tema transporte público de todo País e de outras áreas afins. O presidente da Federação das Empresas de Transporte de Passageiros de Alagoas e Sergipe (Fetralse), Alberto Almeida, comentou que é importante que os presidenciáveis tenham a visão  de ir ao governo destinando tratamento adequado e necessário ao transporte público, que é responsável pelo deslocamento diario da maioria da população brasileira.

“Precisamos buscar de nossos governantes ações que priorizem o transporte público, que é o pilar para promover a mobilidade pública. Além disso, é necessário medidas orçamentárias que desonere o custo do serviço e assim a tarifa de ônibus, como também garantam o custeio das gratuidades. A população que atualmente, na maioria das cidades, paga a conta não está conseguindo arcar sozinha com o peso da tarifa e nem as empresas de transporte seguir com investimentos para um melhor serviço sem que haja o equilibrio nas contas do sistema. A sociedade como um todo perde com isso”, disse o presidente da Fetralse, Alberto Almeida.

Queda do número de passageiros

Já o presidente da NTU, Otávio Cunha, esclareceu que o objetivo da inciativa da NTU, ao entregar as propostas do setor às candidaturas também é divulgar e discutir com setores diretamente ligados ao transporte público. Antes de anunciar as sugestões enviadas às candidaturas de 2018, o presidente traçou a atual situação do transporte público por ônibus no País, citando a grave perda de demanda de passageiros de ônibus no Brasil, que segundo ele, nos últimos 24 anos perdeu 50,3% dos usuários.

Ainda segundo Otávio Cunha, os automóveis ocupam 75% do espaço viário urbano e transportam apenas 20% das pessoas. Carros e motos são responsáveis por 66% dos acidentes fatais enquanto os ônibus estão envolvidos em menos de 1% dos acidentes fatais e ocupam somente 20% do espaço viário. “Então por que não investir no transporte público? O que estamos esperando para economizar gastos públicos com saúde e destinar parte destes recursos economizados para custear o transporte público?”, indagou o presidente da NTU.

Segundo Cunha, pela ausência de políticas públicas de investimento no transporte público urbano, ele deixou de ser competitivo. “Cinquenta milhões de cidadãos dependem do transporte público para realizar suas atividades. Diante dessa dimensão a NTU entregou às candidaturas eleitorais propostas que traduzem os anseios da população. São propostas voltadas ao papel social, para um transporte público com qualidade, transparência e a preço competitivo. São seis programas de ações relacionadas entre si”, anunciou Otávio Cunha.

Fonte: Ascom Fetralse e NTU