08/08/18 - 09:53:21

Alunos da rede municipal se preparam para Desfile Cívico

A intimidade com o instrumento indica que não é a primeira vez que Estefany Mota, de 16 anos, participa da banda marcial da Escola Municipal de Ensino Fundamental Oviêdo Teixeira, localizada no bairro Olaria.  O interesse em tocar pratos surgiu depois de acompanhar os colegas nos ensaios. “Eu queria participar, mas tinha vergonha. Com o tempo, criei coragem. Faz três anos que estou na banda e gosto muito. A gente se sente bem, fazendo parte deste momento especial da pátria”, afirmou a aluna do 9º ano.

O estudante Bruno Santos Souza tem 13 anos de idade e também gosta de tocar o instrumento de percussão. Ele conta que no início foi difícil, mas com o tempo pegou jeito. “Tem que ter muita concentração para não errar, pois a gente precisa estar em sintonia com os outros colegas. Quando comecei achei que não iria conseguir, mas a minha família e o instrutor me incentivaram e deu certo”, contou envergonhado.

Diferentemente de Estefany e Bruno, Thierry Vinícius Santos Xavier vai participar pela primeira vez no Desfile Cívico Municipal, realizado pela Prefeitura de Aracaju, tradicionalmente na rua Bahia. Dedicado, observa os ensinamentos do instrutor para representar bem a escola onde estuda. “Eu estou ensaiando bastante, pois quero me sair bem no dia do desfile. Até lá, vou aprender mais. Meus colegas também estão ansiosos para desfilar”, colocou.

A missão de conduzir os alunos é do instrutor Nailson Meireles. Ele está há 30 anos nessa função, sendo três na Emef Oviêdo Teixeira. Os ensaios ocorrem três vezes por semana na quadra da instituição. Cinquenta integrantes entre banda e corpo coreográfico devem participar do momento cívico. “Começamos os ensaios há quinze dias. A maioria não tem experiência, mas isso não é problema. Eu gosto de trabalhar com iniciantes porque é uma alegria quando a gente vê a evolução deles”, destacou.

Oportunidades

Com o tema “Aracaju: minha cidade faz a história”, este ano o Desfile Cívico Municipal acontece no dia 2 de setembro, a partir das 8h, com participação de 19 Escolas Municipais de Ensino Fundamental (Emef) e mais duas instituições particulares. A organização é feita pela Secretaria Municipal da Educação (Semed).

Para o diretor da Oviêdo Teixeira, Mauro César Santos, essa é uma oportunidade para que o aluno defenda o escudo da escola.  “Como não tivemos desfile nos anos anteriores, gerou uma expectativa. O desfile cívico motiva a todos, mexe com a comunidade escolar. Os pais também ficam animados, querem ver os filhos desfilando”, ressaltou.

Corpo Coreográfico

A beleza do corpo coreográfico é um capítulo à parte nos desfiles. Ele vai à frente da banda, chamam a atenção pela leveza dos movimentos. O aluno Carlos dos Santos é quem dita o ritmo na Emef José Conrado de Araújo. Ele está à frente do grupo há cinco anos e garante que estar na avenida é emocionante. “Nós estamos engajados para dar o nosso máximo no dia do desfile. Estamos preparando o melhor desde as coreografias ao fardamento”, relatou.

O professor regente da banda musical da Emef, Fabiano Bispo, acompanha todos os ensaios. De acordo com ele, não podem ocorrer falhas no grande dia. “Tudo precisa estar impecável. A nossa linha de frente dará um show. Fizemos uma seleção de músicas para serem interpretadas pelo corpo coreográfico. Uma delas é ‘Sergipe é o país do Forró’, do cantor Rogério”, informou.

A estudante Eva da Conceição Santos não vê a hora de entrar em cena. “Este será meu quarto desfile cívico. Eu estou um pouco ansiosa, com aquele friozinho na barriga. O coreógrafo sempre fala para gente ter calma e que tudo vai dar certo. Basta ter atenção e comprometimento”, acrescentou.

Foto Ana Lícia Menezes