08/08/18 - 08:00:36

Amintas sobre secretária: “ela rodeou, rodeou e não disse muita coisa”

A secretária da Saúde de Aracaju, Waneska Barboza, foi ouvida na tarde desta segunda-feira, 6, durante mais uma sessão da CPI da Saúde na Câmara Municipal de Aracaju (CMA). Cabo Amintas (PTB), vereador e líder da oposição na Casa Legislativa, questionou a secretária sobre a dívida exata do município com os hospitais e um possível jogo de interesses dentro da entidade de saúde.

“As informações que tenho são de que a partir de julho de 2017, a secretaria passou a atrasar os repasses dos hospitais, inclusive declararam que a normalização só ocorreria após o IPTU 2018. Com esse infeliz atraso, houve uma paralisação de cirurgias e morte de pacientes. […] A dívida da prefeitura, segundo o Hospital Cirurgia no último B.O. ultrapassa dois milhões e seiscentos mil reais. Queria que a senhora me mostrasse com números, com dados, quem está mentindo. Já que o assessor responsável tinha passado que não existia essa dívida, que nunca houve”, incitou Amintas.

O parlamentar também perguntou sobre um possível esquema de favorecimento existente na Secretaria da Saúde.

Logo após a sessão, Amintas afirmou à imprensa não estar convencido com as explicações e disse que “certamente” a secretária deverá ser ouvida pela Comissão Parlamentar de Inquérito mais uma vez. “Ela rodeou, rodeou e não disse muita coisa. Estranho a secretária de uma pasta tão importante como essa dizer que não sabe de certas coisas, a exemplo do possível jogo de interesses entre gestores da pasta e de entidades conveniadas, pois, se depender de mim, ela retornará a esta casa para dar mais esclarecimentos”, desabafou.

Pelo menos uma coisa a secretária não exitou em falar e gerou, inclusive,  muito burburinho entre os membros da CPI: a “caixa preta do Hospital de Cirurgia”. Termo usado pela gestora mais de uma vez, dando a entender que havia algo, no mínimo, nebuloso no contrato firmado entre a entidade e a Prefeitura de Aracaju, à época. “Apesar do que explicou a secretária sobre este assunto, ainda precisamos saber mais. Depois dos próximos depoimentos, a exemplo do ex-secretário André Sotero, vamos buscar mais embasamentos e voltar a tocar no assunto. Essa caixa preta, termo usado pela própria secretária, precisa ser melhor revelada”, afirmou.

Fonte: Assessoria de imprensa do parlamentar