14/08/18 - 15:26:42

TOLERÂNCIA SERÁ ZERO COM CRIMINALIDADE, DIZ EDUARDO AMORIM

O candidato ao Governo de Sergipe, Eduardo Amorim (PSDB), participou nesta terça-feira, 14, do programa Tolerância Zero, apresentado por Bareta na TV Atalaia. Eduardo fez uma prestação de contas de seu mandato no Senado Federal e abordou o momento difícil pelo qual passa o estado em todas as áreas, principalmente na Saúde, Segurança e Educação.

O parlamentar disse que sempre prezou pela transparência e prestou contas do seu mandato. Inclusive, em seu site oficial, é possível encontrar as emendas que ele solicitou. “Mandamos recursos para os 75 municípios sergipanos com base nas demandas de cada um”, salientou.

Ainda sobre sua atuação no Senado, Eduardo pontuou alguns projetos defendidos por ele. “Tentei aprovar um novo Código Penal com leis mais rígidas para quem praticar crimes em nosso país. O atual é muito antigo e necessita de uma reformulação”, afirmou.

“Também lutei para que tivéssemos uma reforma tributária, pois, hoje, quem mais paga é quem mesmo ganha, ou seja, os menos favorecidos. Além disso, aproveito para reafirmar, fui contra a reforma trabalhista por entender que, do jeito que foi aprovada, ela prejudica o trabalhador”, frisou o senador.

Na área da Saúde, Eduardo ressaltou o trabalho em prol do Hospital Universitário da Universidade Federal de Sergipe (HU-UFS). “Buscamos investimentos para o HU, um hospital importante para atender a população e formar novos profissionais da Saúde. Com emendas que destinamos, foi possível concluir o Anexo Hospitalar (Centro de Oncologia e de Transplantes) e, em breve, será entregue a Unidade Materno Infantil”, destacou.

“Também foi graças ao nosso empenho em Brasília, junto ao presidente da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), cerca de 1,2 mil profissionais aprovados no último concurso da entidade foram convocados para atuar em Aracaju e Lagarto”, complementou o senador.

Situação de Sergipe

Ao abordar os problemas enfrentados por Sergipe, o candidato ao Governo do Estado evidenciou que Sergipe tem um dos piores indicadores na Educação. “Temos uma das piores notas no IDEB. Em nosso estado há cerca de 300 mil pessoas que não sabem ler nem escrever. A Educação deveria ser prioridade, pois ela transforma vidas. Ela transformou a minha. Foi por meio da Educação que me tornei médico e aprendi a cuidar da dor do outro”, enfatizou Eduardo.

Questionado sobre a Segurança Pública no estado, Eduardo Amorim foi firme. “Se eu for governador, a tolerância vai ser zero em relação à criminalidade. Para isso, vamos unir ações de combate direto à criminalidade com ações estratégicas de prevenção à violência. Vamos criar uma polícia de divisa, que será um agrupamento especializado da polícia militar responsável pela segurança e por monitorar cada entrada/saída do nosso Sergipe. Vamos atuar forte no combate às drogas”, explicou.

“Vamos implantar também um programa de combate ao uso de drogas aqui em Sergipe e criar centros de tratamento e reabilitação para dependentes químicos. Isso é extremamente necessário. A secretaria de Estado da Assistência Social tem um orçamento alto e, no entanto, não tem clínicas para tratar os dependentes químicos. Mas vamos mudar isso”, garantiu.

Filarmônicas

Na entrevistas, o apresentador Bareta perguntou a Eduardo sobre os recursos destinados para as filarmônicas. “Mandamos emendas para 45 filarmônicas do nosso estado. Elas dão oportunidade de um futuro melhor a milhares de crianças e jovens. Por isso, temos compromisso com a música e reconhecemos o papel social das filarmônicas”, finalizou Eduardo Amorim.

Fonte e foto assessoria