14/08/18 - 13:02:36

Acusados de homicídios no Santa Maria são presos em Riachão Dantas

DHPP e GERB realizam operação contra o tráfico de drogas e homicídios em Riachão do Dantas. O grupo investigado tem participação em outros crimes

Na manhã desta terça-feira, 14, foi realizada uma operação conjunta de combate ao tráfico de drogas e homicídios, entre o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e o Grupo Especial de Repressão e Busca (GERB), no município de Riachão do Dantas.

Quatro pessoas foram presas: Alberto Menezes, o “Lágrima”, José Agnaldo de Melo, o “Coroa”, Denisson Oliveira da Silva, conhecido por “Índio”, e a esposa dele Maria Hortência.

Com eles foram apreendidas quatro armas de fogo, munições, balanças de precisão, e uma pequena quantidade de drogas.

A investigação partiu de um triplo homicídio no Bairro 17 de Março, no Bar do Macarrão. Naquela ocasião, Denisson, Agnaldo e Hortência, que estão sendo investigados por esse crime, entraram no bar e quando estavam saindo avistaram Anselmo. Segundo informações do DHPP, Denisson foi até o carro, chamou o “Coroa” e eles voltaram atirando. Nessa ação, além do Anselmo foram atingidas duas mulheres, Alana e Bárbara, e mais três pessoas.

“Após o crime, com a investigação, eles se sentiram acuados e foram se refugiar em Riachão. E, na madrugada desta terça, tivemos sucesso em efetuar a prisão dos quatro. É um grupo bastante violento. Além desses dois crimes, estamos investigando a participação deles em outros da mesma natureza no Santa Maria”, afirmou a delegada.

A delegada Thereza Simony informou também que, além do triplo homicídio, dois dias antes esse grupo (Denisson, Agnaldo e Alberto) praticou um crime contra Wesley, que inclusive estava com uma criança no colo. Os criminosos teriam mandado ele tirar a criança dos braços e o executaram.

“As prisões vão dar uma acalmada na região e, com isso, esperamos que a população comece a falar mais com a polícia, se sinta mais segura para denunciar através do 181, nosso Disque Denúncia. Esperamos também que os familiares das vítimas colaborem com mais informações”, finalizou Thereza Simony.

Fonte e foto SSP