14/08/18 - 07:38:11

Orquestra Sinfônica de Sergipe realizará Concerto de Ave-Marias

Concerto destaca maestro Helder Trefzger e soprano Nalini Menezes

Na próxima quinta-feira, 16 de agosto, às 20h30, a Orquestra Sinfônica de Sergipe (Orsse) traz ao seu público uma programação especial. Com a participação do Coro Sinfônico da Universidade Federal de Sergipe, a regência convidada do maestro Helder Trefzger, e solos da soprano Nalini Menezes, o grupo evidenciará um panorama composicional da oração “Ave-Maria”, do Renascimento, passando pelas conhecidas versões de Franz Schubert e Charles Gounod, até os dias atuais, em versões populares de Herivelto Martins e Vicente Paiva. Completa o programa o Capricho Italiano, de Piotr Tchaikovsky. Os ingressos, a preços populares, estão disponíveis nas bilheterias do Teatro Tobias Barreto.

Segundo o maestro Guilherme Mannis, Diretor Artístico da Orsse, a proposta de repertório sugerida pelo maestro Trefzger é inovadora. “O texto permanece sempre o mesmo, mas a forma de abordá-lo, nas variadas épocas e estéticas, torna-se muito distinta. O concerto inicia-se com música renascentista, com Tomás Luis de Victoria e Jakob Arkadelt; passa pelo romantismo de Schubert, Somma e Gounod, e chega nos dias atuais com as versões populares de Erivelto Martins e Vicente Paiva. Uma grande viagem por muitos universos variados,” destaca.

Completa o programa o grandioso Capricho Italiano, de Piotr Tchaikovsky, uma compilação de diversas peças populares da Itália realizadas pelo compositor russo durante a sua visita à península, entre 1879 e 1880. “Trata-se de uma das mais famosas e conhecidas peças do repertório orquestral ocidental”, conclui o maestro.

Sobre os convidados

Helder Trefzger é o diretor artístico e maestro titular da Orquestra Sinfônica do Estado do Espírito Santo. Detém carreira internacional e estudou em algumas das principais universidades brasileiras, como a UFRJ, a UFMG e a UnB, tendo aulas complementares com professores de renomadas instituições de ensino musical, como o Conservatório de Moscou, a Manhattan School of Music, e a Arts Academy – Istituzione Sinfonica di Roma. É Mestre em Música (Regência – Práticas Interpretativas) e Bacharel em Música – Regência. Teve como principais professores o maestro e compositor Cláudio Santoro, além dos maestros David Machado, de quem foi assistente e Roberto Duarte. Já dirigiu, como maestro convidado, algumas das principais orquestras brasileiras, além de orquestras de países como Itália, Portugal, Polônia, Montenegro, México, Chile, Bolívia, Paraguai e Bulgária.

Já a soprano Nalini Menezes é bacharel em Música – Canto Lírico pela Universidade Estadual Paulista (UNESP). Em São Paulo estudou com as professoras Martha Herr, Andréa Kaiser e Marília Vargas.  Tem sido solista de importantes repertórios frente a Orsse, entre os quais se destacam Carmina Burana e Fantasia Coral, de Beethoven. Apresentou-se nos mais importantes teatros da cidade de São Paulo, tais como Theatro Municipal, Theatro São Pedro e Sala São Paulo.  Integrou o Coro Acadêmico da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo sob a regência e preparação de Marcus Thadeu e Naomi Munakata. Em 2016 e em 2017 foi solista nos Concertos do Circuito Musica Brasilis em Aracaju, emprestando sua voz às canções dos relevantes compositores brasileiros, Carlos Gomes e Pe. José Maurício Nunes Garcia, respectivamente. Nalini Menezes também atua como orientadora vocal e regente coral, tendo orientado o Coro Jovem do Estado de Sergipe, Coral da Reitoria da UNESP e outros. Atualmente Nalini Menezes é professora de Canto Lírico no Conservatório de Música de Sergipe.

O Coro da Universidade Federal de Sergipe (Corufs) foi criado em 1970 pelo maestro Antônio Carlos Plech. É uma realização da Pró-Reitoria de Extensão e Assuntos Comunitários (PROEX) e é gerido pela Divisão de Música da Ufs. Possui grande tradição e importância na vida cultural de Sergipe. Em 2011 foi reestruturado e atualmente é formado por 45 cantores entre alunos bolsistas e voluntários em geral. Desenvolve amplo repertório sinfônico acompanhado pela Orquestra Sinfônica da UFS e também a capella (somente o coral). O Corufs, juntamente com a Orquestra Sinfônica da UFS (Osufs), passou a ser um importante grupo experimental de aperfeiçoamento e qualificação profissional dos músicos do estado. Desde janeiro de 2018 tem como regente o maestro Guilherme Mannis.

SERVIÇO

Orquestra Sinfônica de Sergipe – Série Cajueiros

16 de agosto de 2018, quinta-feira, 20h30

Teatro Tobias Barreto

HELDER TREFZGER, regente convidado

NALINI MENEZES, soprano

Coro da UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE

GUILHERME MANNIS, regente

Repertório:

Piotr I. TCHAIKOVSKY

Capricho Italiano

Ave-Marias:

Jakob ARCADELT

Tomás Luis de VICTORIA

Bonaventura SOMMA

Giulio CACCINI

Franz SCHUBERT

Jean-Baptiste FAURÉ

Herivelto MARTINS

Ave Maria no Morro (arr. Helder Trefzger)

Charles GOUNOD – Vicente PAIVA (arr. Helder Trefzger)

Ingressos: disponíveis nas bilheterias do Teatro Tobias Barreto (12-19h), nos valores de R$10,00 (meia-entrada) e R$20,00.

Realização: Secretaria de Estado da Cultura/ Governo de Sergipe

Secretaria de Estado da Cultura (Secult)

Foto Pritty Reis