15/08/18 - 08:23:02

Senadora lamenta existência de lixão que gera transtorno aos sergipanos

Maria propôs emenda ao OGU para construir unidade de transbordo e erradicar o problema

A senadora Maria do Carmo Alves (DEM) destacou hoje (15), a sua preocupação com um lixão localizada no povoado Oiteiro do Capim, entre os municípios de Itabaiana e Ribeirópolis, na Rota do Sertão. “É um lixão que existe há mais de 50 anos e que gera muito transtorno”, afirmou a senadora, que é autora de uma emenda ao Orçamento Geral da União (OGU) destinada ao Consócio Público de Resíduos Sólidos do Agreste Central,visando a construção de uma unidade de transbordo como alternativa paraerradicar o problema.

Para Maria, além do impacto ambiental que os lixões provocam em virtude da poluição do solo, esses resíduos – muitos deles infectantes -acarretam problemas de saúde pública para a população, uma vez que comprometem, entre outras coisas, os recursos hídricos. “Além da proliferação de vetores de doenças, como baratas, mosquitos e ratos. Quando eu posso no local, fico horrorizada e me questiono por que até hoje aquele lixão continua ali a céu aberto”, disse a senadora.

Ela explicou que os recursos da emenda vão possibilitar, além da construção da unidade de transferência dos resíduos sólidos que chegam dos municípios, também, oportunizará aconstrução de um galpão regional de triagempara que os catadores de lixo, já devidamente cadastrados e organizados em Cooperativa, possam trabalhar de forma mais segura e tranquila. “Esses catadores tiram o sustento das suas famílias daquele local e, nada mais justo, que tenham o mínimo de condição para que possam executar esse serviço com segurança e dignidade”, defendeu Maria do Carmo.

O superintendente do Consórcio Público de Resíduos Sólidos do Agreste Central, Caio Marcelo Valença destacou a importância da ação da senadora e ressaltou que ela sempre é diligente. “A senadora é uma grande parceira do Consórcio e de Sergipe. Sempre que precisamos, ela nos atende com muita diligência”, disse Caio, observando que após a construção o transbordo, o lixão será erradicado.

Foto e foto assessoria