17/08/18 - 09:06:13

Corpo técnico do TCE passa por treinamento para inspecionar obras de pavimentação

O corpo técnico do Tribunal de Contas do Estado (TCE/SE) passou por treinamento teórico, nesta quinta-feira, 16, sobre “Prática Profissional no Controle Tecnológico de Obras de Pavimentação”. A ideia é que, após a capacitação completa, a Corte possa atuar já no andamento da obra, determinando, caso necessário, que as empresas contratadas façam correções e evitem prejuízos aos cofres públicos.

As aulas ministradas pelo professor do departamento de Engenharia Civil da Universidade Federal de Sergipe (UFS), Fernando Albuquerque, seguem nesta sexta, 17, e serão concluídas em novo encontro no próximo dia 23 de agosto. Ele considera fundamental os técnicos passarem por este arcabouço teórico para que possam absorver com mais facilidade as partes mais complexas dos ensaios.

No módulo desta quinta, foi abordada a classificação do tipo de pavimento. “Relembrei este assunto, sobre o que é um pavimento rígido, semirrígido e flexível, e as novas tecnologias que estão sendo aplicadas em cada um deles”, explicou Fernando, que é coordenador do projeto de Controle da Qualidade de Pavimentos do Estado de Sergipe. Já nesta sexta-feira será abordado sobre misturas asfálticas, enquanto no último dia de atividades o foco estará nas verificações ao final da obra pronta.

Para o analista de controle externo II, Sandro José da Graça Silva, que trabalha na Coordenadoria de Engenharia do Tribunal, este treinamento é válido porque novas técnicas são vistas e servem para orientar os jurisdicionados que trabalham com pavimentação. A meta é que possam aproveitar melhor os recursos e para uma utilização adequada dos materiais, de forma correta, dentro das normas.

“Normalmente, as obras rodoviárias envolvem um volume de recurso muito grande; se não forem feitas dentro das técnicas fica sempre tendo que refazer, gastando novos recursos, mas se fizer dentro da técnica certa, o pavimento pode durar até o dobro ou triplo, como vemos normalmente”, pontuou o analista de controle externo II.

Fonte e foto TCE