21/08/18 - 07:40:43

AO LADO DE BELTRAME, ANDRÉ MOURA DEBATE SEGURANÇA EM SERGIPE

Segundo o Atlas da Violência de 2018, Sergipe é o estado que mais se mata. São 64 mortes para cada 100 mil habitantes. Com o objetivo de discutir as estratégias para combater a violência, a Associação dos Oficiais Militares de Sergipe (Assomise) promoveu, nesta segunda-feira (20), o evento “Sergipe Quer Paz – Todos unidos por um estado mais seguro”, na sede da entidade, em Aracaju.

O delegado federal aposentado, José Mariano Beltrame, ex-secretário de Segurança do Rio de Janeiro e idealizador das Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs) cariocas, foi o convidado para debater sobre o assunto. Entre os presentes estiveram o senador Eduardo Amorim (PSDB/SE), o deputado federal André Moura (PSC/SE), os deputados estaduais Venâncio Fonseca (PSC) e Capitão Samuel (PSC), o vereador Zezinho do Bugio, de Aracaju (PTB), e o presidente eleito do Sindicato dos Policiais Civis de Sergipe (Sinpol-SE), Adriano Bandeira.

O Tenente-Coronel Adriano Reis, organizador do evento e presidente da Assomise, agradeceu a presença de todos e solicitou o apoio de André Moura. “Sabemos que o problema não será resolvido da noite para o dia, mas precisamos contar com a ajuda dos nossos parlamentares. E dentre todos os que se apresentaram, André Moura é o que mais tem defendido a bandeira da segurança pública com endurecimento das leis para maior proteção à sociedade, por isso o convidamos para nosso evento”.

Durante o debate, Beltrame afirmou que, infelizmente, segurança pública no Brasil não é prioridade e os dados mencionados acima comprovam sua afirmativa. “Num país onde morre mais de 63 mil pessoas por ano, segurança não é prioridade. Lógico que é necessário pensar de forma macro, pois segurança pública não é só polícia. Esta é apenas um elo que compõe a solução. Precisamos ter em mente que é preciso diminui-la e alcançar bons resultados, mas é utopia acabar totalmente com a violência”, declarou o ex-secretário de segurança.

André Moura, candidato ao senado, e convidado a participar do evento, concordou com Beltrame sobre a necessidade de buscar medidas para amenizar a onda de violência, sobretudo por afetar os sergipanos, uma vez que pelo terceiro ano consecutivo, Sergipe é o estado mais violento do país.

De acordo com o parlamentar, segurança pública sempre foi uma das principais bandeiras de seu mandato com várias propostas apresentadas na Câmara dos Deputados e pretende dar-lhes continuidade no Senado. “Entre as minhas proposituras,constam a redução da maioridade penal, já aprovada na Câmara, que está no Senado e pretendo pautá-la logo que possível; a obrigatoriedade do trabalho para o detento em obras públicas. E outras leis como o endurecimento da punição ao tráfico de drogas; a castração química para estupradores e pedófilos; e a revogação do Estatuto do Desarmamento”, justificou.

Somando forças – Na visão de Beltrame, as soluções perpassam por acordos de integração entre município, estado e União, além de firmar acordos com a iniciativa privada, e politicas públicas de curto e médio prazo. “Não é fácil ou barato; é muito complexo, mas viável”.

Os prefeitos dos municípios de Japoatã, Magno; Monte Alegre, Nena de Luciano; Ilha das Flores, Cristiano Beltrão; Frei Paulo, Anderson de Zé das Canas; Amparo de São Francisco, Franklin Freire; Graccho Cardoso, Cassinho da Quixabeira; Estância, Gilson Andrade; Cedro de São João, Neudo; Tomar do Geru, Pedrinho Balbino; Lagarto, Valmir Monteiro; Itaporanga D’Ajuda, Otávio Sobral; Siriri, Zé Rosa; Simão Dias, Marival Santana; Malhador, Pirambu, Élio Martins e Laranjeiras, Paulo Hagenbeck, representantes das associações das Forças de Seguranças de Sergipe marcaram presença.

Foto: Márcio Dantas

Por Marcelo Gomes