21/08/18 - 05:31:14

PRIMEIRO TRANSPLANTE DE PELE EM SERGIPE TRANSCORRE BEM

O primeiro transplante de pele no estado de Sergipe foi realizado nesta  segunda-feira, 20, no Hospital de Urgência de Sergipe (HUSE), gerenciado pela Secretaria de Estado da Saúde (SES), finalizado por volta das 19h. A autorização provisória veio do Ministério da Saúde (MS) e o material necessário foi fornecido pelo Banco de Pele de São Paulo. A quantidade recebida foi 1050 centímetros quadrados, em lâminas e tem durabilidade de dois anos.

O coordenador da Unidade de Tratamento de Queimados (UTQ) do HUSE, Dr. Bruno Cintra, informou que a cirurgia transcorreu bem. “Tudo ocorreu dentro do previsto, a cirurgia durou cerca de 3h e, agora, é torcer para que o paciente se recupere bem”, informa Dr. Bruno.

O paciente tem 32 anos e sofreu queimaduras de terceiro grau nas costas e tronco, enquanto dormia, quando uma vela utilizada para iluminar o quarto, caiu e incendiou o colchão em que estava. A pele doada é retirara de áreas que não ficam visíveis no doador como, por exemplo, das costas, dos braços do doador, para preservar a família no momento do velório.

De acordo com a enfermeira da Central de Transplantes, Flávia Noronha, o transplante de órgãos e tecido pode salvar vidas e, infelizmente, a recusa familiar é o principal motivo da não doação de órgãos. “É necessário que haja mais compreensão do processo de doação de órgãos e, para isso realizamos palestras, ações educativas em igrejas, escolas, na comunidade, em postos de saúde para poder desmitificar o tema”, ressalta Flávia.

“Trabalhar na Central de Transplante é muito gratificante, profissionalmente e humanamente. É enriquecedor. São gestos de amor, carinho e generosidade que salvam vidas. Doar é vida. Doar é amor. Por isso, é importante que quem deseja ser doador informe aos seus familiares. A decisão é da família após a morte”, reforça a enfermeira.

Foto: Flávia Pacheco

ASCOM SES