21/08/18 - 14:40:03

Seidh e TJ capacitam municípios e entidades no acolhimento

Em mais uma atividade alusiva à campanha Agosto Lilás, aconteceu na manhã desta terça-feira, 21, a Capacitação dos Organismos de Políticas para Mulheres – OPMs. O evento aconteceu no auditório do Tribunal de Justiça (TJ/SE) e foi fruto da parceria do órgão com a Secretaria de Estado da Mulher, da Assistência Social e dos Direitos Humanos (Seidh) com a participação da Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher da OAB – Seccional Sergipe, de Secretarias Municipais da Assistência Social, municípios e demais órgãos. Durante a manhã, representantes de diversas entidades ligadas ao direito e defesa da mulher assistiram palestras sobre a abordagem psicológica para casos de violência contra a mulher.

Responsável por iniciar as atividades do evento, Cybele Ramalho, especialista em psicologia clínica e psicodrama, abordou temáticas relacionadas ao emocional e aos traços comportamentais de vítimas de agressões psicológicas, bem como dos agressores. “Uma das questões norteadoras do nosso trabalho é como essa mulher vai conseguir pedir ajuda, superar seus traumas e recuperar a autoestima. É preciso entender essa jornada emocional que a mulher trilha para conseguir chegar às entidades, ir numa delegacia para fazer sua denúncia e, depois, se manter nessa rede de proteção”, contou.

Levar esse entendimento para os técnicos que atuam nos municípios, lidando diretamente com as mulheres vítimas de agressão, foi a razão da realização do evento, segundo a psicóloga da Coordenadoria da Mulher do TJ/SE, Sabrina Duarte. Ela explica que há muitos tipos de violência contra a mulher e que os municípios precisam se preparar melhor para lidar com vítimas de agressões psicológicas. “Enfocamos os aspectos psicológicos porque sabemos que o interior do estado ainda é muito carente em relação à capacitação dos profissionais e à falta de estrutura para atender adequadamente as vítimas e os autores de violência”, comentou.

Já a Coordenadora Estadual de Políticas para as Mulheres da Seidh, Edivaneide Paes Lima, agradeceu e parabenizou o envolvimento dos municípios, que superaram a expectativa de público e lotaram o auditório. Ela aproveitou para convidar todos para o próximo evento do Agosto Lilás, no dia 29. “Vamos reinstalar a Câmara Técnica Estadual de Gestão e Monitoramento. Nesse dia, também vamos falar sobre a Casa Abrigo, um serviço da Proteção Social Especial de Alta Complexidade, que vai acolher mulheres em risco iminente de morte”, anunciou. O evento acontece na próxima quarta-feira, a partir das 8h, no auditório da sede da Seidh.

Assistindo a capacitação, a representante da Coordenadoria Municipal de Políticas Públicas para Mulheres de Nossa Senhora do Socorro, Aída Santana, considera o evento um passo importante a ser dado. “A partir do momento que temos essas mobilizações e a divulgação na mídia sobre o assunto, os municípios ficam mais atentos na perspectiva de melhorar e implantar serviços que contribuam para reduzir essa violência”, pontuou Aída.

A juíza Iracy Mangueira, que está à frente da Coordenadoria da Mulher do TJ/SE, conversou com as participantes sobre as ações do Agosto Lilás. “Essa capacitação é um desdobramento da Semana da Justiça Pela Paz em Casa, uma ação do Judiciário Nacional. É um modo de envolver mais os integrantes da nossa rede de proteção, como os da segurança, da saúde, educação e assistência”, disse. A juíza ainda destacou a necessidade de envolver mulheres trans nas discussões. “Trabalhamos no sentido de empoderar essa mulher e aqui estamos falando de todas as expressões da feminilidade, para que essas pessoas possam superar as condições que possibilitaram a violação de direitos”, finalizou.

Fonte e foto assessoria