22/08/18 - 08:01:19

SES discute avanços nas redes de urgência e hospitalar de Sergipe

Superintendentes e equipes gestoras das unidades gerenciadas pela Secretaria de Estado da Saúde (SES) e Fundação Hospitalar de Saúde (FHS) participaram nesta terça-feira, 21, de reunião com o Colegiado da Rede de Atenção às Urgências e Hospitalar. A agenda aconteceu no auditório da SES e contou com representações de todas as unidades gerenciadas como os hospitais regionais, além do Hospital de Urgências de Sergipe (HUSE), Maternidade Nossa Senhora de Lourdes (MNSL), Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e Unidades de Pronto Atendimento (UPA)e Complexo Regulatório Estadual entre outros participantes.

De acordo com a coordenadora da Rede de Atenção as Urgências  da Secretaria de Estado,  Jurema  Viana , o colegiado é um espaço importante para discussão dos assuntos relacionados a Rede Hospitalar. É um momento propício para avaliar os trabalhos desenvolvidos e os ajustes necessários para a melhoria contínua da assistência.

“A Pauta discutida trouxe a experiência exitosa do Huse na redução do número de pacientes na sua Área Vermelha, com melhora dos indicadores de tempo de permanência, taxa de ocupação e mortalidade, entre outros. O Huse utilizou-se de ferramentas de gestão, reorganização de processos de trabalho, parcerias com atores internos e externos (SAMU), adesão das equipes,  enfim utilizou de tecnologia leve para lograr êxito“, ressaltou a coordenadora.

Ela enfatizou, ainda, que a proposta da Rede de Urgência é tentar distencionar a Rede e garantir o acesso aos serviços de urgência, fundamental para os usuários.  O Diretor de Atenção Integral a Saúde da SES, João Lima, explicou que  esta é uma agenda liderada, na SES, pela Diretoria de Atenção Integral à Saúde, através da Rede de Urgência e Atenção Hospitalar, onde uma vez por mês, é feito o convite aos Superintendentes e Diretores Técnicos para a  discussão de temas relacionados ao fortalecimento da rede de Urgência e hospitalar. “Em relação à Área Vermelha, tivemos a ideia de trazer o relato da experiência do HUSE para favorecer a discussão técnica e servir como exemplo para os demais gestores da rede”, atentou.

Lei

Segundo João Lima, outro objetivo do encontro é manter um tema estratégico, que é a discussão da Vaga Zero, validando o tema em cima da legislação  vigente, baseada não só na portaria do Ministério, mas resoluções do Conselho Federal de Medicina, para que não se tenha nenhuma dúvida a cerca do processo. “Precisamos registrar a satisfação de ter tido a presença de 100% da Rede. Foi um debate rico, importante, para que possamos articular o fortalecimento da Rede. É isso que o Secretário da Saúde  nos pede, para que possamos nos fortalecer. Disse Diretor de Atenção Integral à Saúde, João Lima.

Para o superintendente da Maternidade Nossa Senhora de Lourdes (MNSL), André Nascimento, a integração e aproximação entre os gestores também facilita a discussão em prol de buscar melhorar ainda mais o trabalho. Segundo o Referência Técnica da Área Vermelha do HUSE, José Edvaldo, foi feita uma organização diferente dos fluxos dos pacientes que estavam na Área Vermelha do HUSE, e essa organização diminuiu a taxa de ocupação no setor, melhorando todos os indicadores da unidade de produção.

Avanços

“Houve redução de mortalidade, redução do  tempo de permanência, redução da taxa  de ocupação do leite e agora estamos conseguindo deixar leitos disponíveis para receber pacientes que realmente tenham necessidade de estabilização clínica e pacientes graves. Isso melhorou muito, a dinâmica da ida do paciente para UTI e para Centro Cirúrgico e fez com que os pacientes fossem atendidos no menor tempo e com maiores critérios”, assegurou  José Edvaldo.

Foto: Flávia Pacheco

ASCOM SES