23/08/18 - 06:10:06

EDUARDO APRESENTA SUAS PROPOSTAS NO CAFÉ COM DEBATE

Organizado pela Sete Comunicação, o grupo Café com Política promoveu nesta quarta-feira, 22, o primeiro debate entre os candidatos ao Governo de Sergipe nas eleições 2018. Dos nove postulantes ao cargo, oito estiveram presentes, entre eles o candidato da coligação “Coragem Para Mudar Sergipe”, Eduardo Amorim (PSDB), que respondeu com coerência e firmeza os questionamentos que lhes foram feitos.

O Café com Debate, iniciativa das jornalistas Kátia Santana e Magna Santana, teve a mediação do jornalista Evenilson Santana e contou com quatro rodadas. Na primeira, cada candidato teve um minuto e trinta segundos para responder por que deseja ser governador de Sergipe. “Na história de Sergipe, nunca vi um governo tão desastroso como esse que está aí. Destruiu a Saúde, a Educação, a Segurança Pública e nem os salários dos servidores e aposentados consegue pagar. Um governo que não demonstrou capacidade para administrar”, afirmou.

“O momento é grave e não podemos apostar em aventuras. Sergipe precisa de alguém com responsabilidade e competência administrativa. Eu venho me preparando ao longo dos anos e tenho consciência da responsabilidade que terei pela frente. Sou médico e quero ser o governador que vai devolver ao povo de Sergipe a felicidade e o orgulho de ser sergipano”, complementou.

Coerência

Depois, Eduardo Amorim respondeu ao questionamento feito pelo candidato Dr. Emerson (Rede), que perguntou se, para ser governador do Estado, se aplica a regra do vale tudo. “Entendo que não. Os princípios, a conduta ética e moral têm que ser mantidos. E é isso que nos propomos e queremos fazer em Sergipe. Valorizar o dinheiro de cada sergipano criando, por exemplo, o Conselho de Custos. Teremos tolerância zero com qualquer tipo de crime, principalmente naqueles praticados contra o erário público. Chega de pagar tantos tributos e ter pouca eficiência”, respondeu Eduardo.

Após a réplica, Eduardo Amorim teve direito a tréplica e disse que coerência é um princípio que ele não abre mão. “Coerência e verdade sempre estiveram ao meu lado, especialmente quando estou tratando com a coisa pública. Muitas vezes a gente enfrenta até quem está do nosso lado. Recentemente, eu disse não ao meu partido quando se tratou da reforma trabalhista. Tive coragem e mantive a coerência de defender o trabalhador brasileiro porque é a parte mais frágil na relação trabalhista. Entendo que a principal de todas as reformas é a tributária. Coerência eu vivo e não abro mão”, ressaltou.

Educação

Ainda neste bloco, seguindo a ordem definida em sorteio prévio, Eduardo fez pergunta a Dr. Emerson sobre Educação. O candidato da Rede apresentou suas considerações e propostas sobre o tema e, logo depois, Eduardo também falou na réplica.

“O atual governador foi vice duas vezes, foi secretário da Educação por três anos e nove meses e é um dos grandes responsáveis pelo crescimento horizontal na valorização dos professores. Não existe Educação sem qualificação. Vamos rever a Lei que prejudicou todo o magistério. Faremos um levantamento de todas as escolas para que tenham uma infraestrutura digna, criar o Centro de Atendimento ao Estudante (CAE) que precisa de um apoio psicológico e pedagógico. Vamos oferecer uma Educação de qualidade”, salientou.

Saúde

Na segunda rodada, os candidatos foram sabatinados por três jornalistas escolhidos pela organização do evento: Raquel Almeida, Diretora de Jornalismo do Portal Infonet; Mayusane Matsunae, do Portal A8SE e Jornal da Cidade; e o ex-diretor de jornalismo da TV Atalaia, Eduardo do Vale.  Além de responder à pergunta, o candidato que indicou um concorrente para comentar sua resposta. O questionamento para Eduardo foi feito pela jornalista Raquel Almeida, que perguntou o que o candidato do PSDB fez em prol da Saúde.

“Mandamos recursos para quase todos os hospitais públicos de Sergipe, a exemplo do Hospital e Maternidade Santa Isabel, e do HU-UFS. Além disso, defendemos com veemência o Hospital do Câncer de Sergipe. Infelizmente estamos vendo o caos na Saúde. Mas vamos trazer de volta as cirurgias cardíacas e outros procedimentos que já fomos referência. Devolveremos a qualidade à Saúde Pública de Sergipe”, respondeu Eduardo, indicando Milton Andrade para comentar sua resposta.

Hospital Cirurgia

Cada candidato respondeu a um questionamento da plateia. As perguntas foram recolhidas durante o segundo bloco, colocadas em uma urna e sorteadas para cada candidato. Eduardo Amorim foi indagado sobre a situação do Hospital Cirurgia e o que pretende fazer para mudar esse quadro. Demonstrando conhecimento de causa, o candidato, que é médico, pontuou o que deve ser feito e lembrou a referência que o hospital já foi para a Saúde sergipana.

“Primeiro é preciso auditar e verificar tudo o que acontece dentro do Hospital Cirurgia. Eu já fui servidor do Hospital, trabalhei por muito tempo na unidade que já foi referência não apenas para nós sergipanos. No Hospital de Cirurgia foi feito o primeiro transplante de coração do Norte/Nordeste brasileiro, ou seja, dos 15 estados, ele foi o primeiro a realizar transplante de coração”, relembrou.

Eduardo também destacou que foi no Cirurgia que surgiram técnicas inovadoras, inclusive na cardiologia, que hoje está falida e fechada. “O Hospital de Cirurgia foi uma escola, mas infelizmente, nos últimos anos, testemunhamos um sucateamento total daquela importante unidade hospitalar, que já salvou muita gente. Até a radioterapia quebrou de novo. Então é preciso auditar, ser rigoroso, revitalizar e dar as condições necessárias para que ele volte a ser referência. O Hospital de Cirurgia precisa ser revitalizado e no nosso governo será priorizado e terá o valor que precisa”, frisou.

Desenvolvimento Regional

Na quarta rodada do debate, os candidatos voltam a fazer perguntas de tema livre entre si, novamente, mediante sorteio. O candidato sorteado escolheu a quem desejava perguntar e teve direito a réplica. O candidato Valadares Filho perguntou a Eduardo quais seus projetos para os pequenos produtores rurais.

“Sergipe é um estado geograficamente pequeno e são raras as grandes propriedades. É um estado agrícola, cada região com a sua vocação e sua cultura: Região Sul com a citricultura, Baixo São Francisco com a rizicultura, Agreste com uma produção diferente e variada, bem como da região Centro-sul que tem outra produção. Precisamos revitalizar as nossas empresas, a Emdagro e a Cohidro, para que possam dar a assistência adequada e levar esperança para essas famílias e produtores rurais”, disse Eduardo Amorim, destacando ainda a forte bacia leiteira do Sertão.

O candidato do PSDB frisou que o seu governo vai dar a devida atenção a agricultura familiar porque é dela que vem a geração de emprego para milhares de sergipanos sustentarem suas famílias. “Sou filho de um pequeno agricultor e foi com o pequeno sítio de meu pai e minha mãe que nós chegamos até aqui”, pontuou.

Para fortalecer a agricultura e fortalecer as parcerias com os municípios, Eduardo disse que pretende criar a Secretaria de Desenvolvimento Regional “Respeitando a vocação de cada região. É ainda, a produção do suco de laranja nosso principal produto de exportação, o que revela a importância da nossa agricultura para nossa economia, geração de empregos e nós vamos fazer isso. A rizicultura tem sido revitalizada com a presença da Codevasf que, graças a um projeto que teve nossa relatoria, ampliou sua área de atuação para todo o território sergipano”, finalizou Eduardo.

Por Fábio Viana

Foto assessoria